História O amor pelo segurança - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Mc Hariel
Personagens Mc Hariel, Personagens Originais
Tags Drogas, Romance, Sequestro, Trafico
Visualizações 23
Palavras 455
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hiii

Capítulos sem revisão, perdão ❤

Capítulo 4 - Quarto capítulo


Povs Katy 

Estávamos quase cheganho em casa, vi que minhas piranhas preferidas passaram meu whatsApp para Guilherme,  há vamos conversar , ele é lindo, da de dez à zero no Gabriel, mas tipo sei lá não sei se eu quero algo agora. Já tínhamos chegado no destino, no caso na minha casa, não sei se elas passariam a noite aqui mas né, agradeço pela carona, e desço do carro, indo em direção a porta de minha humilde casa, sendo acompanhada pelas gurias, entrando vejo Gabriel sentado, conversando na maior calma com minha mãe, assim que eles percebem minha presença Gabriel me olha com um olhar frio, logo falo:

Katy - Gabriel?, pensei que nós tínhamos terminados, o que faz aqui?

Gabriel- Ó meu querido amor - que deboche- acha mesmo que deixaria tu sair sem se despedir?, não né! , me dá um beijo aqui, te prometo mudar, tu sabe que eu te amo, ninguém nunca vai te fazer tão bem quanto eu te fiz. Eu te amo meu amor volta pra mim

   É pra rir sério? , largo uma risada e logo digo 

Katy - Estavamos a meses juntos, sempre me prometeu mudar e nada, me traiu, tu pensa o que? , eu não sou tua palhaça, que cena ridícula foi aquela que eu vi?, tu beijando a Raquel, que cena foi aquela?, me diz? , tu é um moleque, se me amasse mesmo nunca teria me traído,  muito menos encostado teu dedo para me bater. Eu nunca te disse um " eu te amo" porque eu só digo isso quando eu gosto de verdade, é sim eu nunca te trai , porque minha mãe criou uma mulher não uma vagabunda qualquer, tu sabe disso, mas agora chega pra mim, não vou me submeter aos teus caprichos mais, eu não vou, vai fazer o que? , me matar?, me abusar?, me bater?, CALMAAAA - Dou um pequeno grito- Me bater tu já batia não é? , e mãe,  teu querido genro, batia na tua filha, quando ela não queria se submeter aos caprichos dela na hora do sexo, eu mereço alguém que me valorize, não um moleque que me traía com a primeira vagabunda que aparecer.  Quer saber?, foda-se , tu não deu valor?, perdeu prós amiguinhos, e enquanto tu tava comigo, eles tavam me chamando , querendo da valor, mas tô pouco foda-se pra eles.

Saio dali deixando minha mãe se resolver com ele, meu ele é muito moleque, minhas amigas me mandaram uma mensagem avisando que estavam indo embora, que amanhã elas viriam aqui, já que amanhã é sábado. Pego no sono, acordo depois de uma horinha  com o celular vibrando, ignorando as mensagens de Gabriel me pedindo perdão , abro no número desconhecido. ...


Notas Finais


Hahahahaha, revelações? , genteeeeeeeeee, sério, quem quer um capítulo apresentando os personagens?, me diz aiii, olha , vai vim muita coisa por aii❤

Bezuuu❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...