História O amor se encontra abaixo da água - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Voltron: O Defensor Lendário
Tags Klance, Romance, Voltron
Visualizações 69
Palavras 998
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu... Sou uma BAITA de uma filha de uma... Belíssima mãe pra estar postando capítulo Segunda, eu não sei como eu arranjei tempo pra isso... MAS ARRANJEI! Então curtam essa merda! Eu amo tudo o cês! ♥
#Bipolaridade.

Capítulo 24 - Sou muito poética, eu sei...


- Ok. - Disse o Tritão respirando fundo. - O que é exatamente você? - Perguntou ele se inclinando novamente para frente de Keith, o ser com cauda o encarava com cara de ¨eu sei de todos os seus segredos...¨. E é claro que Keith deu a louca com essa aproximação e com a cara de stalker do moreno. 

- Don´t touch me. - Disse Keith calmamente com a mão levantada pedindo para o rapaz se afastar, mas só o que aconteceu foi que um sorriso surgiu no rosto do Tritão. - Qual a graça? - Perguntou Keith com um leve tom de irritação em sua voz enquanto o moreno ria.

- Em primeiro lugar eu não toquei em você. - Disse ele voltando a postura normal;

- Mas iria. - Complementou Keith.

- Como tu sabe? - Ok, Keith fez aquela cara de puro medo. - Tô brincando. - Em vez de Keith se acalmar ele apenas se irritou ainda mais, fazer Sushi de uma Sereia é canibalismo se uma pessoa a comer? Keith estava aponto de descobrir isso. - E em segundo lugar você não respondeu a minha pergunta. Só foi nesse momento que Keith parou para pensar seriamente na pergunta e depois de um tempo pensando na resposta mais sensata possível respondeu.

-... Um Humano? - Respondeu ele em forma de pergunta.

- Isso eu sei, né dã! - Keith já podia sentir suas têmporas começarem a latejar, de raiva é obvio. - Você não tem cauda? Como nada? Respira na água? Tem barbatanas, ou elas são internas? E guelras? Dentes? Garras? algum poder? - MEU SANTO CHOCOLATE COM VINHO!! Keith podia sentir sua cabeça inflando aos poucos, então resolveu parar a criatura ao seu lado entres que tivesse um derrame.

- STOP!!!!! - disse Keith que sentiu suas cordas vocais começarem a arder, mas mesmo com esse grito que ele deu não foi o bastante para calar a maldita matraca do ser ao seu lado, então ele, com suas próprias mãos tapou a boca do Tritão que no momento em que sentiu a mão de Keith por cima de sua boca se calou na hora e ficou a observar Keith que estava com uma expressão assustada.  

Nossa, como podemos descrever esse momento? Estranho? Constrangedor? Ou um ato que seria útil para estreitar seus laços dali por diante? É, parece que a ultima alternativa ganhou. Ambos estavam parados, não moveram um músculo, ficaram parados observando um ao ao outro e eles tinham que admitir que o outro era bonito, sim, exatamente isso. Keith só conseguiu olhar atentamente para os olhos do Tritão com ele parado a sua frente, aqueles olhos eram a perfeita combinação da cor azul turquesa misturado com o azul Tiffany e com o Royal, eram absurdamente lindos, e o que os tornavam ainda mais encantadores era o sombra nas pálpebras superiores dos olhos do mesmo. Ambas possuíam a cor azul, mas era um azul diferente, era um azul mais escuro, e para fechar com chave de ouro, a sombra azul escura ainda era ¨revestida¨ com uma especie de glitter (também azul) que era muito semelhante a escamas muito pequenas e finas. Keith nunca iria admitir isso em voz alta e muito menos em baixa, mas ele se derreteu com aquele azul que era uma cor marcante no rapaz moreno. Keith nem percebeu, mas ele também deixou brotar um pequeno sorriso mostrando os dentes no rosto enquanto olhava para o Tritão com uma cara de apaixonado. 

E quem foi o puto que disse que o Tritão também não ficou igual a Keith? O Tritão era um ser bem galanteador, claro que Keith não sabia disso (mas desconfiava), ele mesmo já tinha tido aquelas paixões mal-contadas a tempos atrás, e ainda tem. Mas em nenhum momento se lembra de ter visto alguém com olhos tão bonitos quanto os de Keith a sua frente. Aquelas órbes roxas estavam sugando a alma do Tritão como se focem imãs, era um lindo tom de roxo, um roxo Tumblr misturado com um cinza morto, era algo melancólico o olhar daquele humano a sua frente, mas não era um melancólico ruim, e sim um do tipo emo depressivo tipo Cool, misterioso, que fala ¨ A fumaça é preta igual a minha alma e transparente como a minha existência, mas meus sonhos são negros como uma mancha de tinta em uma folha branca, ou sega, eles nunca somem, não desgastam e que enfeitam uma rosa vermelha numa paisagem caótica que se satura como a lamina cortando a pele branca que logo é manchada pelo sangue vermelho escuro, como o sol fica quando há o Crepúsculo do entardecer, trazendo a mim minha amiga Lua, minhas irmãs as estrelas, meu pai o corvo negro, meu gato as estrelas cadentes e minha mãe a calada e subliminar Noite¨. Tão poético e profundo, quanto intimidador e estilo Dark, O tritão observava Keith com atenção, os cabelos de Keith lembravam um abismo frio e escuro, enquanto a pele alva dele era a luz que guiava aqueles que se perdiam nos mesmos, e quem não se perdia com tal beleza exuberante? Essa era uma pergunta que o moreno não sabia responder. Mas quando o Keith, de tão filha da puta que é, deu um sorriso... O Tritão quase teve um infarto, como alguém pode não olhar para um rostinho daqueles? Keith sem o sorriso, parece um corvo negro, um lobo solitário para ser mais exato, mas com o sorriso ele passa de lobo solitário, para uma esfinge de Bastet (que é um gato negro com colares de ouro e olhos muito lindos e brilhosos, amarelados), mas o moreno o via mais como uma pantera que trás a noite como camuflagem , estava bom olhar para Keith, o olharia para sempre se pudesse. 

Falei certo, se PUDESSE e quem disse que dava. Daqui alguns segundos a cabeça de Pidge iria ser pendurada na parede com a frase: Aqui jaz a Nerd intrometida e MAL AMADA POR MIM!!!!


Notas Finais


Pode falar... Pode falar que eu SEI que sou poética! (palmas de fundo)
OLHA A HORA!! E olha que eu tenho que acordar cedo amanha! MAS! Eu tenho uma boa noticia... Seguida por uma má. A boa é: Eu vou conseguir postar capítulos Quinta, eu meio que ludibriei a diretora hehehe... Não me perguntem como! E a má é: Eu estou postando capítulos pelo telefone, então se ficar uma bosta, azaro meu! Bjs E VÃO ESTUDAR PRA PASSAR DE ANO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...