História O amor se esconde por trás do ódio - Terminada - - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Patryk, Paul ter Voorde, Tom, Tord
Tags Edd X Matt, Eddmatt, Tom X Tord, Tomtord
Visualizações 151
Palavras 1.593
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ignorem erros de portugueis tabaum q-q

Capítulo 20 - "The war just start"


Fanfic / Fanfiction O amor se esconde por trás do ódio - Terminada - - Capítulo 20 - "The war just start"

Depois que todos estavam prontos, inclusive eu é claro, ficamos perto de um lugar que Pat disse ser a "base" deles, ficamos atrás das árvores e coloquei a mão no aparelho que estava na minha orelha. 

-..Pat..quanto falta pro segurança da entrada B sair?..hm..certo obrigado..-falei olhando a entrada vendo o guarda começar a entrar na base, aproveitei pra ir escondido até uma pilastra, esperei ele voltar dando um mata-leão pra ele desmaiar, mandei meus soldados ajudantes o levarem longe dali e fui entrando aos poucos na base vendo várias pessoas comuns ou como dizem, classe baixa da sociedade, e pelo visto estavam animadas falando com alguém, olhei pros lados e vi um homem dormindo, dei uma injeção nele para que ele dormisse e peguei as roupas horriveis dele as vestindo. 

Já estava camuflado, agora era só ir mais perto, e assim fiz, me misturei na multidão e vi Edd falando com um homem, olhei direito e vi Matt com uma roupa bem diferente do comum dele, olhei um pouco mais para o lado dele vendo um homem todo de preto encapuzado, fechei um pouco os olhos tentando ver melhor mas não resolveu, até que Edd começou a falar novamente. 

-..Meus irmãos..e irmãs..amigos e amigas..hoje trago uma boa noticia..consegui alguém que sabe as fraquezas de nosso inimigo..e ele será uma ótima ajuda..Tom..venha por favor..-o encapuzado se aproximou ficando ao lado do Edd e tirou o capuz olhando pra todos com um olhar frio e sério. 

-...não se preucupem amigos..essa guerra vai acabar antes que vocês notem..-ele falou e todos começaram a comemorar, ouvi algo no aparelho e me afastei. 

-..fala Pat..o que..como assi-senti algo me acertar e acabei desmaiando antes de poder ver quem era.






Quebra de tempo






Comecei a acordar atordoado e coloquei a mão na cabeça abrindo os olhos e os fechando algumas vezes me acostumando com a claridade, finalmente abri os olhos e me sentei olhando a sala escura que eu estava, levantei vendo a porta abrir e vi Edd. 

-..peguem ele..e levem pro local de execução imediatamente..-dois homens entraram me segurando e prendendo algemas em mim, começaram a me levar pra algum lugar até que nos encontramos com o encapuzado. 

-...deixem que eu o levo..ordens do lider..-os homens obedeceram me deixando com ele e quando se afastaram o encapuzado me puxou pra um canto tirando o capuz, desviei o olhar suspirando e ele começou a distribuir beijos em meu pescoço me tirando gemidos baixos. 

-..j-jehova estúpido p..para com i-iss-Ah..-soltei um gemido um pouco mais alto quando ele começou a esfregar a perna em minha calça, mordi o labio inferior apertando o uniforme dele. 

-..o Edd v-vai te m-mAtA..rah..h..-falei ofegante e ele ia me beijar quando ouvimos uma voz familiar. 

-..nossa..tem razão Tord...eu vou o matar mesmo...guardas..peguem os dois e os executem..-os guardas vieram até nós nos segurando e tentei me soltar. 

-E-ESPERA!..E-eu fico no lugar dele..me matem pelo preço de dois..sei que ele é útil pra você..-o moreno ficou pensando e sorriu. 

-..perfeito..já vai facilitar pra mim..guardas o levem pra execução..o própio Tom vai o matar...-ele saiu andando e os guardas me levando junto com Tom atrás, chegamos numa plataforma de madeira e haviam pessoas lá nos olhando e comerando que eu iria morrer, fiquei de joelhos e Tom colocou o pé nas minhas costas apontando uma arma pra mim, aproveitei que Edd estava fazendo um discurso e aproveitei pra falar com Pat. 

-..Pat onde estão todos?..eu estou literalmente numa situação de vida ou morte..o que como assim olhe pra cim..a..-olhei pra entrada vendo Pat e Paul acenando e vários soldados da red começaram a entrar na base tanto pelo chão quando pelos muros, soltei uma risada e as pessoas começaram a se desperar assim como Edd. 

-..GUARDAS ATAQUEM..e Tom..mate ele..-Edd saiu correndo indo ajudar as pessoas a evacuarem junto de Matt e..Eduardo?..consegui levantar num momento que Tom estava distraido e dei uma rasteira nele pegando a chave das algemas e me soltando, quando sai correndo ele me empurrou e eu cai, levantei rapidamente me juntando a multidão o despistando e fui correndo até uma das torres de observação subindo no telhado, ele subiu também e quando fui dar um soco nele ele segurou meus pulsos ficando a milimetros de meu rosto. 

Ele começou a aproximar-se de meu rosto e finalmente selando nossos lábios alguns segundos, me afastei indo pra trás pisando em falso e quase caindo, ele me segurou me puxando colando nossos corpos. 

-..toma cuidado commie..não ta na hora de morrer...-ele riu e eu suspirei. 

-..Tom..por favor..não fica comigo..somos inimigos agora..bom..sempre fomos..por favor..-falei tentando me afastar e ele segurou minha mão. 

-..commie..eu não quero me afastar outra vez..por favor..deixa eu me juntar a army..pense em tudo que podemos fazer juntos..-comecei a pensar e olhei pra ele apertando a mão dele. 

-..certo..pode vim..Pat preciso de um helicóptero..-não demorou muito e um apareceu e entramos, nos sentamos e vi a base em chamas. 

-..Pat..realize uma evacuação e tire os soldados feridos de lá e os leve pra base..-voltei a prestar atenção a vista até que Tom começou a tossir sangue, ele desmaiou e o segurei antes de cair, fiquei o segurando até chegarmos e eu o levar pra enfermaria chamando os médicos. 

-..examinem ele...-ele obedeceram e ficaram o examinando logo vindo até mim. 

-..senhor..pelo o que pudemos verificar ele obteve um câncer nos olhos de forma desconhecida..se não arranjarmos alguma solução evicaz ele podera ficar cego..-coloquei a mão no queixo e lembrei dos óculos tecnologicos que eu havia criado, o entreguei e falei indiferente mais sombrio. 

-..conectem os fios aos nervos dele..e não o mate...-eles engoliram em seco indo realizar a operação e sai indo até Pat e Paul que conversavam. 

-..Pat..muito obrigado pela ajuda hoje..estou orgulhoso..dos dois..por isso darei um aumento de 80% a vocês..-sorri sincero e eles arregalaram os olhos ficando boquiabertos. 

-..m-mas senhor isso é muito..não acho que é necessario..-ele falou inseguro e eu abracei eles. 

-..isso é o minimo que devo fazer por me ajudarem e por terem me adotado e cuidado de mim quando ninguém mais quis..obrigado pais..-falei e eles me abraçaram também, quando eles iam sair andando chamei Pat. 

-..ah e Pat..por favor entregue-me o relatório que pedi do soldado JX-08 em meu escritório por favor..-

-..sim senhor..-ele falou e saiu andando, virei-me indo ao angar principal onde os feridos estavam e sentei-me perto do homem que estava no comando da patrulha interna. 

-..quantos homens perdemos soldado..-falei e ele continou limpando a arma. 

-..menos que o imaginado graças aos céus..fora mais ou menos 25 senhor..mas ainda sim..temos de planejar um ataque estratégic...devemos nos preucupar?..-ele olhou pra mim e eu levantei. 

-Não muito mas..tem razão..marque uma reunião com os representantes as duas horas..e não aceitarei atrasos..conto com você..-

-..não vou decepcionar senhor..-ele fez reverencia com a mão e eu fiz um gesto com a cabeça indo andando ver como estava as coisas, cheguei nos engenheiros e sorri maleficamente vendo meu projeto que salvaria nosso exercito. 

-..está perfeito..checaram o sistema de segurança?..-

-sim senhor..viramos da cabeça aos pés..está tudo funcionando corretamente como o senhor havia ordenado..-

-..obrigado..continuem assim ah..adicionem propulsores de força 18..da última vez um deles falhou..-sai andando outra vez e vi uma moça com as crianças que são os filhos dos soldados brincando, dei uma pequena risada e me aproximei deixando as crianças euforicas, elas pularam em mim me derrubando e eu fiquei rindo. 

-..hey garotos se acalmem sou só um..hehe..-

-..é verdade que o senhor salvou a gente hoje outra vez??..-uma delas falou animada e eu fiz sim com a cabeça e elas me abraçaram. 

-..O TIO TORD É O MELHOR...-os abracei rindo e beijando a cabeça deles levantando. 

-..certo agora vão brincar que tenho de conversar..ah olá Rosa..como vai?..-

-..vou bem senhor..e você?..-segurei a mão dela dando um beijo cavalheiro e sorrindo gentil. 

-..vou bem..alguma novidade?..-

-..ah!..sim senhor..hoje acharam um garoto que estava perdido e ferido perto de nossa base de suplementos..o trouxeram para cá mas..ele não abriu a boca achamos que ele não sabe falar ou apenas não quer..-

-..hm..interessante..onde ele esta?..-ela apontou pra um canto onde vi um garotinho sentado com varias ataduras pelos braços, cheguei perto e ele me olhou ficando assustado e indo para trás, me agaixei estendendo a mão. 

-..hey..não tenha medo..não vou te machucar..ande..deixe-me te ver..-sorri meigo e ele olhou pra mim aproximando-se e segurando minha mão. 

-..como se chama?..-ele fez um "não sei" com os braços e eu ri levantando. 

-..vamos ver..larry?..-ele fez não com a cabeça e eu olhei pensativo pro chão. 

-..que tal..Jimmy?..combina com seus olhos..-ele fez não com a cabeça e eu ri. 

-..já sei..Torm!..-ele começou a dar pulinhos alegres e eu baguncei o cabelo dele.

-..certo certo..agora vai com a tia Rosa que o Tord tem que trabalhar..tchau Torm..-ele acenou e saiu correndo em direção as crianças, fui andando a sala que Tom estava e entrei vendo ele supostamente dormindo, me aproximei vendo que ele já estava com os óculos novos e deixei um sorriso de canto sair. 

-..aiai..só você mesmo pra querer vir jehova..bobo como sempre..-comecei a fazer caricias no rosto dele com o dedo até que senti sua mão na minha, ele sorriu e abriu os "olhos". 

-..commie..-ele falou baixo e rouco e eu coloquei o indicador na frente da boca dele. 

-..shh..volte a dormir jehova..está cedo pra você acordar..-ele resmungou e dormiu novamente, beijei a testa dele indo para meu escritório vendo o relatório na mesa, sentei começando a ler atentamente cada palavra, depois que li tudo levantei-me batendo a porta indo pra sala da reunião, os olhares cairam sobre mim e eu sorri maléficamente batendo o papel na mesa com um ar sombrio. 







-Senhores..o plano é o seguinte.. 



















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...