1. Spirit Fanfics >
  2. O amor vence barreiras - Steter >
  3. A aparente normalidade

História O amor vence barreiras - Steter - Capítulo 4


Escrita por: e HinataHale


Capítulo 4 - A aparente normalidade


Fanfic / Fanfiction O amor vence barreiras - Steter - Capítulo 4 - A aparente normalidade


Derek chegou em Beacon Hills e foi direto para seu loft. Queria descansar da viagem e organizar suas coisas antes de impor sua presença ao pack. Quer dizer, impor não, apenas mostrar que voltou. Ele queria que o pack pensasse que ele voltou apenas porque ainda queria fazer parte do pack e porque queria o perdão de todos, sem nenhuma segunda intenção.
O loft estava limpo e arrumado e, para sua surpresa, seus pertences que foram despachados antes dele partir para Beacon, já estavam todos arrumados. Ele lembraria mais tarde de dar uma gratificação a pessoa que ele contratou para limpar o loft. Sendo assim, ele tomou um banho e deitou para dormir um pouco para descansar da viagem que durou cerca 12 horas de avião. (N/A: pesquisei na internet)
Derek acabou dormindo direto até o dia seguinte.
Após acordar, fez sua higiene pessoal, tomou um banho e decidiu que iria ao supermercado para abastecer o loft, afinal precisava se alimentar.
Se arrumou, pegou as chaves do Camaro e saiu.
Já dentro do supermercado, ouviu uma voz conhecida, era a voz de “seu” menino. Imediatamente olhou na direção da voz vendo Stiles e Peter iniciar um beijo apaixonado. Seu sangue ferveu e teve que se controlar para seu lobo não vir à tona.
Respirou fundo e se dirigiu ao casal. 
- Bom dia! – falou com um falso entusiasmo
Stiles se retesou na hora e Peter assumiu uma postura de defesa, passando a mão na cintura do castanho e o trazendo para mais perto de si.
- Calma! Eu voltei em missão de paz! – falou tentando soar verdadeiro
Claro que Peter percebeu a falsidade na fala do sobrinho, mas resolveu não criar caso, ali não era lugar para barraco e também não queria mostrar ao moreno que sua presença o afetava. Além do que, sabia do amor de Stiles por si e que Derek não era mais uma ameaça.
- Bom dia, Derek! Fico feliz que você está de volta! – disse Stiles sincero
-Bom dia, querido sobrinho! – Peter soltou com sarcasmo, que passou despercebido por Stiles, mas que Derek entendeu muito bem
- Bem, eu cheguei ontem e estava primeiro organizando as coisas para depois entrar em contato com o pack e pedir uma reunião. Tenho muito o que falar com vocês. Na verdade, tenho muito o que explicar e pedir perdão. – falou como se de fato se arrependesse do que fizera. Bem, de algumas coisas ele até se arrependera mesmo.
Claro que Peter ficou com os dois pés atrás e com uma pulga enorme atrás da orelha. Ele ficaria de olho no sobrinho. Não confiava nessa mudança e nesse arrependimento súbitos.
Já Stiles, por ter um coração de ouro e puro, acreditou no lobo ranzinza e ficou feliz por ele querer se redimir.
O que Stiles não sabia era que essa era a primeira etapa de seu plano de reconquistá-lo...
                **********************
Três dias já haviam se passada desde o encontro no supermercado e nada de Derek entrar em contato pedindo a tal reunião.
Claro que Peter já havia comunicado o encontro e o teor da conversa ao pack. Todos estavam na expectativa da reunião com o alfa mandão. Principalmente Isaac, Boyd e Erica que eram seus betas. Embora tivessem se juntado ao Pack McCall e aceitado Scott como alfa, a ligação com o alfa original não tinha sido desfeita e eles sentiam falta dele por perto.
O pack estava reunido em sua mesa cativa no refeitório da escola na hora do almoço, como sempre faziam. De repente o celular do McCall toca. Era um número desconhecido, mas o alfa genuíno atendeu assim mesmo.
Do outro lado da linha, Scott pode ouvir a saudação de quem estava ligando.
- Scott, é o Derek... por favor não desliga. Imagino que o Peter já deva ter contado que eu voltei... Bem, eu queria pedir uma reunião com o pack... Pode ser no meu loft, se vocês quiserem.
- Oi, Derek! Sim, o Peter me contou e nós estávamos esperando sua ligação. Vou conversar com o pack sobre o local e o horário e te dou um retorno.
Sem esperar que Derek falasse nada, Scott desliga o celular.
- Bem, gente, como todos puderam ouvir, era o Derek e ele quer marcar uma reunião no loft dele. O que vocês acham?
Todos concordaram com a reunião no loft, porém somente no dia seguinte, após o colégio. 
Scott avisou a Derek sobre a decisão deles, mas sem dar muito papo para ele. Scott estava muito bravo pelo que o moreno de olhos verdes tinha feito com seu melhor amigo e magoado por Derek nem se despedir de si. Ele tinha Derek como um mentor.
         *******************
No dia seguinte, todos estavam ansiosos e aulas pareciam não ter fim.
Quando o sinal anunciando o fim das aulas tocou, todos do pack correram para fora de suas salas, guardaram seus materiais em seus armários e seguiram para os carros. Peter estava no estacionamento do colégio esperando por eles, afinal eram muitos e precisavam de todos os carros disponíveis para a locomoção até o loft de Derek.
O caminho até o loft foi quieto, nem Stiles, que sempre falou pelos cotovelos, se manifestara. Coisa que Peter achou estranho e já ficou desconfiado. Stiles estava sem seu jeep pois ele havia quebrado, de novo.
Será que Stiles estava balançado com a volta de Derek? – Peter pensou, mas balançou a cabeça como que para enxotar esse pensamento absurdo. Ele sabia que Stiles o amava incondicionalmente, afinal, eram mates.
Assim que pararam em frente ao prédio do loft e todos desceram dos carros em que estavam, Peter anunciou que não ficaria para a reunião porque tinha um compromisso inadiável. Mas, disse que os buscaria assim que a reunião acabasse.
Chegando no loft, todos subiram as escadas sem maiores problemas. Somente Stiles e Mason reclamavam do cansaço. Eles eram humanos e se cansavam, oras!
Nem precisaram bater na porta, Derek já os aguardava.
Se cumprimentaram e foram entrando.
- Então, Derek, sobre o que você quer conversar com o pack? – após um silêncio desconfortável, Scott resolve quebrar esse silêncio e dar início ao assunto.
Todos olham em direção ao moreno de olhos de esmeralda.
- Eh... Hummm... – Derek simula gaguejar para parecer sem graça e assim conquistar a empatia de alguns.
- Bem, primeiro, eu quero pedir perdão ao Stiles por tê-lo traído e abandonado e dizer que estou feliz que você tenha encontrado seu mate. – diz tentando soar sincero. Ele estava controlando seus batimentos cardíacos e seus sinais químicos, mas Peter era mais esperto e experiente e percebeu que algo de errado não estava certo na fala do sobrinho.
- Obrigado, sourwolf! Eu já te perdoei... Peter me faz muito feliz e foi fácil te esquecer, né, meu lobão psicopata?! – Stiles fala com seu sarcasmo habitual. Ele perde o boy, mas não perde a piada.
Se Peter estivesse lá, certamente reviraria os olhos para o apelido que Stiles o dera.
Após ouvir a frase do castanho, Derek controla seus sentimentos. Sua vontade era de matar seu tio e tomar Stiles como seu, ali na frente de todos. Mas, para seu plano dar certo, ele precisava se controlar ou colocaria tudo a perder.
Antes que o moreno pudesse continuar a falar, a campainha do loft toca. Era um entregador e ele procurava por Mieczyslaw Stilinski. Claro que o pobre rapaz se enrolou para falar o nome do castanho e todos riram. Enfim, o jovem entregou uma cesta com vinho, chocolates e um ursinho muito fofo de pelúcia para Stiles. Ao ler o cartão, o dono dos olhos cor de mel chorou emocionado. No cartão estava assim: “Não pude estar com você durante a reunião, mas estou pensando em você! Te amo, Peter!”
Derek segura um rosnado que já estava para sair. Não poderia demonstrar sua raiva. Entendeu muito bem o plano de seu tio. Ele estava marcando território.
- Podemos continuar a reunião? – pergunta Erica impaciente
- Sim, podemos, catwoman – responde Stiles com tom de deboche na voz
- Então, continuando, em segundo lugar, quero pedir desculpas aos meus betas por tê-los igualmente abandonado e agradecer Scott por tê-los acolhido em seu pack. – continuou – Quero pedir desculpas ao Scott também porque o deixei na mão quando mais precisava de mim. – disse sendo sincero nessa parte
Mais uma interrupção acontece. Novamente a campainha do loft toca. Era outro entregador procurando por Stiles. Dessa vez, era um enorme buquê de rosas nas cores vermelha, lavanda, rosa, amarela, champanhe e azul. No cartão dizia: “As rosas vermelhas significam todo meu amor e paixão por você. As rosas lavanda significam todo o encanto que sinto por você. As rosas de cor rosa significam o carinho que tenho por você. As rosas amarelas são para você saber que é meu melhor amigo. As champanhe são para reafirmar minha fidelidade para com você. E as azuis são para você saber que nosso amor é raro, forte e eterno, difícil de encontrar igual. Te amo, meu baby human!”
Mais uma vez, Derek precisou segurar a onda de suas emoções. Sabia que seu tio estava fazendo isso para provocá-lo. Mas ele ria mostrar ao seu querido tio quem iria de dar bem no final... Aquele magrelo verborrágico seria seu...
Após toda a comoção da entrega das flores e da leitura do cartão que Lydia fez questão de fazer em voz alta para todos, a reunião continuou.
- Bem, gostaria de pedir perdão ao Peter por tê-lo colocado na Eichen House e nunca ter ido visitá-lo. Fico feliz que ele tenha achado sua âncora em Stiles. Gostaria de fazer isso pessoalmente, mas infelizmente ele não pode estar presente hoje... Outra hora eu falo com ele e me desculpo... – disse com a cara de pau mais deslavada desse mundo
Eles conversaram muito e tudo foi perdoado, pois sentiam que Derek estava sendo verdadeiro... Bem, em algumas partes de fato ele estava.
Não ouve mais interrupções e nem presentes ou entregadores atrás de Stiles. 
Derek estava com muita raiva. Seu tio era mais esperto do que ele pensava. Seria um forte oponente, mas, no fim, ele sairia vitorioso e com seu menino a seu lado. Esse era o pensamento do alfa rabugento.
Derek foi aceito de volta no pack e, como era um alfa, ficou sendo o segundo no comando. Isso deixou Peter possesso de raiva. Derek havia acabado de voltar, ainda não tinha provado sua lealdade ao pack e já estava tomando seu lugar no pack. Como assim?
Pobre Peter, ele não sabia que Derek queria tomar mais que seu lugar no pack... Bem, Peter desconfiava, mas daí a ter certeza, é bem diferente. Podia ser só seus ciúmes e sua insegurança falando alto. Preferiu pensar assim do que acusar seu sobrinho, praticamente a única família que ainda tinha, de estar conspirando contra si.

***********************
POV Peter
Preparei algumas surpresas para Stiles. Se Derek pensa que não reparei suas intenções, ele está muito enganado. Vou marcar território mesmo. Pouco tempo depois da chegada do pack no loft do meu "querido sobrinho", mandei entregar uma cesta com vinho, chocolates e um urso de pelúcia com um cartão bem romântico para meu baby human. Mais tarde um pouco, mandei uma mensagem para o celular do meu castanho dizendo o tanto que o amo. Queria ser uma mosca só para ver a reação do Derek. Pensam que acabou? Não mesmo, vou cercar por todos os lados, não vou perder o amor da minha vida de jeito nenhum. Quero que ele saiba o quanto é importante para mim e o quanto eu o amo. Depois de um tempo, mandei entregar um buquê de rosas com cores variadas. No cartão eu explicava o significado de cada cor. Bem, o que ninguém, sabia era que Lydia foi minha comparsa nessas surpresas e eu a pedi que lesse os cartões em voz alta. Fiquei sabendo que a cada presente meu, Stiles chorava emocionado. Ele me enviou uma mensagem me agradecendo e dizendo que também me amava. Após isso, deixei meu celular de lado e fui preparar a ultima e a melhor surpresa...
Preparei um jantar super romântico, com direito a velas e tudo mais. Quando ele chegou, eu o recebi na portaria do prédio que moro e vendei seus os olhos. O levei direto para o banheiro, onde já tinha deixado separada a roupa que ele usaria nessa noite tão especial. Quando Stiles já estava pronto, me chamou e eu novamente o vendei e o levei até a mesa. Assim que chegamos perto da mesa, retirei a venda e Stiles ficou tão feliz com a surpresa. Seus lindos olhos cor de âmbar brilhavam como nunca. Jantamos e meu castanho de pintinhas adorou a surpresa. Acabamos tomando o vinho que mandei para ele na cesta. 
Depois de algumas taças, o clima foi esquentando. Durante o jantar, Stiles ficava passando os pés nas minhas pernas por debaixo da mesa, levando seu pé até meu membro, que já começava a dar sinais de vida. Isso estava me excitando muito. Enquanto ainda estávamos na mesa fui dar o último presente que havia comprado para ele, um colar de ouro com um lobo e um triskelion. Levantei-me para ir colocar o colar no pescoço de Stiles e não resisti. Meu pau já latejava dentro da cueca e aquele perfume maravilhoso que só meu castanho tem... Ah! Quando senti aquele perfume, fiquei louco e comecei a cheirar e a beijar o pescoço dele, isso o deixou louco. Stiles, não aguentando, se levantou, me empurrou contra a mesa e começou a me beijar. Me beijava loucamente, mordia meus lábios, beijava meu pescoço e acariciava meu pau por cima da calça. Ele tirou minha camisa e começou a beijar e a lamber meu corpo. Desabotoou minha calça e abriu o zíper deixando-a cair e tirou minha cueca, começando a me chupar. Ele nunca havia me chupado como chupou naquele dia. Ele engolia meu pau e eu sentia meu pau encostando na garganta dele. Enquanto ele me chupava, com as mãos ela massageava minhas bolas. Isso quando Stiles não parava de chupar meu pau e chupava minhas bolas, colocava as duas na boca e chupava gostoso. Eu não aguentando mais de tanto tesão, peguei-o com força e o coloquei sobre a mesa. Tirei o que havia escolhido para Stiles vestir, tirei a cueca que ele usava e meti minha boca no seu delicioso pau. Enquanto eu chupava o babalo dele, ele tirou a camisa e começou a jogar o vinho no corpo e mandava eu lambê-lo inteiro. Quando achei que ele já ia querer meter ele falou: 
- Agora é minha vez de te fazer uma surpresinha. – havia muita malícia e sensualidade em seu tom de voz 
Ele me pediu pra sentar na mesa e eu logo atendi seu pedido. Primeiro, Stiles colocou sorvete na sua boca e depois colocou a boca gelada pelo sorvete na cabecinha rosa bebê do meu falo. A sensação era gostosa. Depois ele passou a calda quente (que, graças a Deus, já estava morna) nas minhas bolas e começou a chupar. A sensação de choque térmico era incrível! Nossa, fiquei louco com aquilo! Onde será que Stiles aprendeu isso? Melhor nem pensar... Melhor só me entregar e curtir o momento.
Deitei ele na mesa de novo e enfiei minha pica em seu orifício sem dó. Comi ele de todas as formas possíveis e imagináveis, parecia que estávamos testando toas as posições do kamasutra, e na hora que estava para gozar, Stiles gemendo muito, usando uma voz manhosa, 
 diz:
- Tira! Eu quero engolir seu leitinho, meu lobão! Coloca esse seu pau gostoso aqui na minha boquinha...  
Stiles foi jogando vinho e me chupando meu até eu gozar. Reparei que ele estava se tocando também. Acabamos gozando juntos. Nossa, nunca tinha visto Stiles assim tão safado. Agora não vou mais fazer festinha surpresa e sim fazer um jantar com muito vinho e sorvete de sobremesa.
                 ************************
Enquanto isso, no loft, Derek ainda estava com muita raiva de seu tio e já planejava os próximos passos... 


The chaos is coming...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...