História O aniversário inesquecível da Astrid - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Visualizações 44
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capítulo de ontem

Capítulo 12 - Capítulo 12


POR ASTRID ON 

Ela me abraçou, então eu continuei:

- Por isso eu só contei pra você

- E ia contar pro Soluço ? - ela perguntou

- Ia - falei - só não sabia como. Eu não poderia chegar nele do nada e falar: " Oi Soluço! Sabia que eu canto e desenho ? Escrevo várias músicas sobre o que sinto por você é já fiz vários desenhos seus e do Banguela ? "

- Realmente. Ele ia demorar pra processar toda essa informação. Do jeito que ele é meio lento

- Ei ! Só EU falo dele assim ! - fingi estar brava - Mas você eu deixo

Nós fomos e ela falou:

- Sabia que seus olhos estão brilhando ? Realmente, quem diria que a maior guerreira do arqupélago seria uma boba apaixonada !

- Haha - sei uma risada sarcástica- é melhor nós irmos

- Também acho - ela se levantou - quero ver todas as músicas e desenhos que você fez nesse tempo que ficamos separadas

- Se você não fosse minha melhor amiga meu machado iria com tudo na sua direção! - falei montando na Tempestade

- Posso dizer o mesmo de você - ela montou na Tesoura de Vento

- Somos vikings - falei

- É um risco ocupacional - ela continuou

- Você me conhece muito bem - eu gritei, pois já estávamos voando 

- Você também me conhece muito bem - ela gritou de volta- e eu odeio isso em você - ela continuou

- Posso dizer o mesmo de você - gritei

- Quer apostar uma corrida até a cidade ?

- Se você estiver disposta a perder pra mim e pra Tempestade de novo - falei convencida

- Vamos ver então !

E surpreendentemente ela e a Tesoura de Vento ganharam, TALVEZ pelo fato de eu estar pensando em encontrar um certo viking de olhos verdes e com um sorriso encantador

- Como assim vocês ultrapassaram a Astrid e a Tempestade ? - perguntou Cabeça Dura

- É impossível - completou Cabeça Quente

Estávamos no Grande Salão, jantando com os outros cavaleiros, quando o Soluço chegou, se sentou do meu lado e colocou a cabeça na mesa

- Como foi o Dia das Reclamações em Berk ? - perguntei pra provocar ele

- Preciso mesmo responder ? - ele falou de olhos fechados

- Sim ! Você precisa ! - eu e a Heather falamos ao mesmo tempo

- Quando foi que vocês viraram gêmeas ? - ele levantou a cabeça da mesa e abriu os olhos 

- Quando foi que você virou o neste do sarcasmo ? - a Heather perguntou

- Tá bom ! Vocês venceram - ele disse

- Pode começar quando quiser - eu falei

- A pior parte foi quando eu estava fugindo de uma louca com machados na floresta, e depôs a Senhora Hiddog veio reclamar que o iaque do filho do Rio do primo dela dá dois litros de leite a mais que o dela 

Todos nós fomos, aí eu falei no ouvido do Soluço:

- É isso que dá espionar as pessoas senhor Strondus

- Você não vai me matar ? - ele perguntou

Aí eu peguei na mão dele e falei:

- Nunca! Eu te amo demais pra fazer isso !

Terminamos de jantar, todos estavam indo para suas casas, eu falei pra Heather onde estavam as músicas e os desenhos, então puxei o Soluço pelo braço e falei:

- Aonde o senhor pensa que vai ? 

- A minha cama seria uma opição bem interessante - ele respodeu sarcástico

- Depois - eu falei - Agora eu quero te levar pra um lugar - puxei a mão dele e o levei até o penhasco mais alto da ilha, de onde dava pra ver Berk inteira

- Porque me trouxe aqui ? - ele perguntou 

- Porque eu vou pra ilha Berserker com a Heather amanhã a tarde - falei de uma vez - É queria te contar com calma

Falei isso virada pra frente, percebi que ele está me olhando, então ele me beijou, um beijo doce e calmo, que nem o nosso primeiro, e quando acabou, ele disse me abraçando:

- Como eu vou sobreviver tanto tempo sem você ?

- Eu volto na sexta de manhã - falei - Você consegue se virar

Ele me beijou de novo, com muito mais intensidade, e quando sem eu perceber, acabamos caindo deitados na grama, aí ele disse:

- Eu vou tentar - então ele se levantou me deixando sozinha, mas antes me deu um beijo no rosto e disse:

- A senhorita não vai dormir ?

- Já estou indo - aí ele foi, me deixando sozinha com meus pensamentos.

Vai ser uma semana MUITO INTERESSSNTE




Notas Finais


E aí ??
Machados ou abraços pra mim ???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...