História O aniversário inesquecível da Astrid - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Visualizações 296
Palavras 876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente, desculpa n ter postado ontem, eu meio que esqueci, ainda n me acostumei com a rotina
Hj vou postar 4 capítulos, os 2 de ontem e os 2 de ontem
Aproveitem
Ah
Essa fanfic é totalmente dedicada a Hiccstrid

Capítulo 3 - Capítulo 3


POR SOLUÇO ON

Afastamos nossos rostos, então eu comecei a encarar aqueles lindos olhos azuis da cor do mar e da cor do meu coração, as vezes descendo o olhar para os lábios dela, que vontade de fazer-los tocar nos meus, mas acho que ela não percebeu ( ACHO, ela consegue ser bem misteriosa quando quer ), ela passava a mão carinhosamente pelo meu rosto, aquelas magoas que eu tanto gostava de segurar.

Ela então me abraçou e falou no meu ouvido:

- Eu também te amo Soluoço. Você sabe disso não sabe ?

Naquele momento meu coraçao, que já estava a 400 km/h, começou a bater ainda mais forte e mais rápido, eu a abracei mais forte.

- Eu sei sim - falei só pra ela ouvir, apesar dos nossos dragões estarem dormindo.

- Que bom - ela falou se afastando - porque eu quero deixar bem claro as minhas verdadeiras intenções.

Ela estava jogando aquele jogo, então decide entrar na brincadeira, entoa todo sarcástico eu falei :

- E quais seriam...

Então ela me roubou beijo, muito mais intenso que o anterior, eu colei nossos corpos, fazendo-a ficar na ponta dos pés, ela envolveu os braços nos meus pescoço e passou os dedos pelo meu cabelo, aprofundando o beijo.

Meu coração já está em uma velocidade anormal para um ser vivo, eu não preciso de mais nada, eu não quero mais nada, eu só preciso dela, eu só quero ela, tudo que importa pra mim é ELA.

( mas realmente, eu não entendo porque os precisamos respirar )

Quand afastamos minimamente os nossos rostos, eu perguntei:

- O que foi isso ? - eu sou muito sarcástico 

- Quer dizer que o Senhor Chefe de Berk Sarcasmos Strondus não reconhece mais um beijo ? - ela perguntou me provocando

- Hmm, você quer mesmo entrar nesse jogo ? É um território perigoso, cheio de coisas desconhecidas. - falei aumentando o sarcasmo a cada palavra que pronunciava

- Tenho certeza de que quero entrar nesse jogo - senti muita firmeza nas palavras dela - perigo é o meu nome do meio, afinal, eu sou a segunda pior combinação possível.

- E qual, ou melhor QUEM, é a primeira ? - falei rindo

- Quer mesmo que eu responda ? - ela disse rindo ainda mais

- Não, acho melhor não. - continuei, vendo-a sorrir, aquele sorriso que eu amava mais a cada vez que eu o via.

Ela retomou o fôlego e continuou: 

- E por último - ela falou pegando as minhas mãos e olhando bem no fundo dos meus olhos, eu já estava ficado hipnotizado, mas consegui me concentrar no que ela dizia - vou entrar nessa porque eu sei que você vai estar lá comigo - o que ela disse pareciam música para os meus outros oucidos, e por algum motivo comecei a imaginar ela cantando para  os nossos filhos ( AUTORA : olha o spoiler dos próximas capítulos, joguei no ar, mas voltando a história ) - porque eu te amo Soluço Haddock III - ela colocou a minha mão em seu coração, que eu tudo sentir que estava batendo no mesmo ritmo que o meu, ou seja, MUITO rápido - sempre te amei e sempre vou te amar.

Eu estou sem reação, só sei que meus olhos estão brilhando, o meu  coração esta acelerado, e eu só consegui sorrir, olhei seu rosto lindo e a abracei, fazendo-a sair do chão, ela gritou e começou a rir, e depois que a coloquei no chão ela perguntou fingindo falsa surpresa:

- Quando foi que você ficou tão forte ?

- Muita forçada de vontade - falei

- Se você diz...

Ficamos deitados no Banguela, olhando a lua, um silêncio calmo e, digamos, silencioso, pairava no ar, quando a Astrid falou com os olhos tristes:

- Meus pais vão viajar por 2 semanas.

Agora tudo fazia sentido, os pais dela nunca foram muito presentes, estavam sempre viajando, ela sente muita falta deles, mas nunca demonstrou, por isso que ela chorou tanto hoje, uma vida inteira, eles iam perder o aniversário dela, acho que nunca estiveram em nenhum.

- Eles vão perder seu aniversário de novo , não é ? - tinha que perguntar

- É, eles vão ter que representar a família no enterro de um primo de 3° grau dos Hofersson, e eles tem negócios por lá, por isso vão demorar tanto - ela falou fechando os olhos 

- Porque está me dizendo isso ? - eu sabia o motivo, mas queria que ela me dissesse de novo

- Porque, além da Heather, sinto que posso contar qualquer coisa, e como ela não está aqui, eu vou me contentar com você.

Não era bem o que eu queria ouvir, mas dá pro gasto

- Você sente muita falta dela ? - perguntei

- Claro, muita,  ela é minha melhor amiga - ela disse meio triste - mas ela deve estar muito ocupada na ilha Beserker, não posso simplesmente mandar uma carta do terror pedindo pra que ela venha pra cá, não que eu não quisesse.

- Muito bem senhorita Hofersson, acho que entendi o seu problema - falei 

- Entendeu é ? - ela disse rindo - Mas vamos mudar de assunto - falar das pessoas que ela gosta e que estão longe não é fácil, então obedeci

- Do que a senhorita que falar agora ?

- Bom...Você já é chefe de Berk a algum tempo...e...

Continua...



Notas Finais


O que acharam ??
Pegaram a bomba que eu joguei no ar ??
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...