História O aniversário inesquecível da Astrid - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Visualizações 190
Palavras 421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E ai ?
Chegueiiii

Capítulo 8 - Capítulo 8


POR ASTRID ON

Quando acabei, me virei pra Tempestade e perguntei:

- O que achou garota ?

- Tenho certeza que ela gostou tanto quanto a gente - eu ouvi uma voz atrás de mim, era familiar, mas não reconheci.

Por puro reflexo, peguei os 2 machados que estavam nas minhas costas, três adagas e uma espada que estavam na mesa e atirei em diração a voz, e só quando me virei e percebi que eram a Heather, o Soluço, o Perna da Peixe, os gêmeos e o Melequento consegui ( tentar ) dizer alguma coisa:

-O-o que vo-vocês e-e-estam fa-fazendo aqui ? O que vocês ouviram ? O quanto vocês ouviram ? - falei ( gaguejei ) pegando outro machado que estava na mesa

- Calma, uma coisa de cada vez - disse Perna de Peixe

- Primeiro...Um abraço ? - a Heather disse abrindo os braços, então eu joguei outro machado na direção dela - ou melhor não.

- Primeiro vamos tirar você de perto das armas - disse o Soluço

- Certo. Não vou atirar mais nada em vocês - falei me sentando

- Que bom - a Heather falou se aproximando - Porque eu quero um abraço de boas-vindas! - ela abriu os braços novamente 

Então eu me levantei, fui até ela e a nos abraçamos. Como eu senti falta desse abraço!

- Amiga! Como eu senti sua falta! - eu disse

- Eu também - ela falou

- Vem! - falei puxando ela pelo braço - Temos muito que conversar! 

Mas o Soluço entrou na nossa frente, com uma ar autoritário, que ele só usava quando estava no papel de chefe, eu odeio quando ele faz isso.

- As senhoritas não vão a lugar nenhum até que você - ele apontou o dedo pra mim, que por pouco eu não arranquei fora - explique o que acabou de acontecer aqui.

- Tá falando da parte em que eu quase decepo as suas cabecas ? - perguntei usando todas as aulas que o Soluço involuntariamente dava pra mim e cruzando os braços

- Não - ele se aproximou, e como toda vez, meu coração deu uma intensa acelerada - da parte em que você canta como um anjo e só a Tempestade sabe.

Nesse momento a Heather deu uma risadinha, como se dissesse: " iludido, eu sei de tudo e mais um mundo todo". Só que eu estava muito hipinotizanda por aqueles olhos verdes pra prestar atenção no que acontecia ao meu redor

- Como um anjo ? - dessa vez eu me aproximei

- É... - ele se aproximou ainda mais do meu rosto e...


Continua


Notas Finais


Esse foi pequeno, mas foi pra manter o suspense
Espero que não me matem, preciso da minha vida pra vocês continuarem lendo essa Fanfic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...