História O anjo caido - Capítulo 17


Escrita por: e Kaori_Miyoko

Postado
Categorias 07-Ghost
Visualizações 6
Palavras 739
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


:3

Capítulo 17 - Eu sou parte de ti


 

~ Eu olhei para o rosto deles apavorados, enquanto ainda ria, não conseguia assumir o controle, e eu estava sempre escutando uma voz "saia desse pesadelo, saia desse cazulo", o liquido negro que escoria de meu rosto começou a pingar no chão, cada vez mais até formar algumas poças, Gabriel me olhava como se eu fosse um monstro, a pequena Laura assustada se escondeu atrás do pai, Gabriel disse para a pequena ir para perto da porta, ele tentou se aproximar de mim, no momento tentei abraça-lo, mais eu vi um vulto que passou diante de meus olhos, me fazendo dar um soco nele, que o vez voar para fora da casa. Ele começou a cuspir sangue, em seguida eu tentei me levantar, mais esse vulto fez meu arco aparecer, para atirar na pequena Laura, em um golpe rápido Gabriel salva a pequena, meus olhos estavam sem brilho algum, parecia que eu tinha sido possuída por alguma coisa, nesse momento estava me perguntando se era a pequena garotinha do meu sonho, em um segundo pensei ter ouvido a seguinte frase " se liberte", Gabriel já não estava mais ali, ele tinha ido com Laura para um lugar seguro, mais do que aqui pelo menos...

~ Eu tentei me controlar, estava quase lá, até que eu cai em um sono profundo, quando me deparei eu estava em meu sub consciente, e vi uma sombra completamente preta vindo até mim.

- Júlia Júlia Júlia, nunca aprende, você não pode me vencer, nem que tente - a figura riu.

-Quem é você!! O que quer d'mim! - eu disse desesperada.

-Júlia, Júlia... eu quero o corpo que você está possuindo no momento - a sombra riu mais - Eu quero seu corpo para acabar com está cidade, igual fiz em teu sonho, vamos acabar com essa cidade juntas, como uma.

-NUNCA!! - eu gritei com todas as minhas forças - eu nunca vou me render para você!! Vamos saia dessa sombra e se mostre!

~ A sombra começou a ficar clara, mostrando uma garota dos olhos pretos e vermelhos, com aquele liquido preto, como se fossem pequenas lágrimas, os cabelos eram brancos com as pontas pretas, mais como se fosse uma parte suja, sua roupa estava manchada de sangue, o olhar daquela sombra, me assustou, pois não tinha alma alguma, parecia que era atormentada pela as almas, de quem ela matou. Dei alguns passos para trás e caí, como se eu tivesse perdido o movimento de minhas pernas, ela vinha caminhando lentamente, apenas se escutava o barulho de seu sapato, um som alto que aumentava a cada passo que ela dava. "Nothing is Real" ela disse em seguida. Cada e cada vez mais perto de mim, ela desapareceu, e apareceu atrás de mim.

- Você não acha que seria interessante ter o mundo apenas para nos querida, essas pessoas tem que nos ver dentro de uma coroa, para eles se ajoelharem um por um. - a garota disse atrás de mim, e sussurrou em meu ouvido - E aquela sua mãe, podemos faze-la pagar não acha.

- O... que..., não, não posso me entregar a seus desejos egoístas, você é um monstro, não merece estar vivo!

- Mais se eu sou um monstro você também é, não achas - quando ela falou isso, fiquei intrigada, e ela soletrou bem baixo perto de meu ouvido - e u f a ç o p a r t e d e t i.

~ Nesse momento eu consegui me levantar rapidamente, olhei para trás e ela não estava lá, ela apareceu em minha frente, aqueles olhos demoniacos que me davam agonia de olhar, nesse momento fechei os olhos e ela disse, "ainda não e hora de fechar seus olhos querida". Olhei para a face dela, seus cabelos começaram a voar, e várias flores de cerejeira apareceram do chão, a circulando em formato de redemoinho, para que ela sumisse, mais não para sempre. Antes de sumir ela disse a seguinte e longa frase. "Como nada é real, você também não é, uma hora você acordara desse sonho feliz, e voltara a ser eu, nem Gabriel poderá te salvar dessa vez", e novamente a frase "Nothing is real" com uma risada estranha de fundo, em seguida acordei com Gabriel me chamando. Naquele segundo eu olhei para ele e para minha pequena e comecei a chorar, abracei o loiro, chorando de soluçar.

-E-e-eu estava com tanto medo!!

Continua....


Notas Finais


não me batam nem me espanquem oky kkkk.
demorei pra escrever pq eu estava sem ideias, ( agradeço meu melhor amigo cof cof )
mais não se preocupem kk.... trouxe esse cap, o que será que ira acontecer com a sombra misteriosa.


Nothing is Real ( tirei de doki doki pq sim <3 )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...