1. Spirit Fanfics >
  2. O anjo de asas negras (mitw, cellps,jvtista etc...) >
  3. Por favor rafa! T-ta todo mundo olhando p-pra mim...

História O anjo de asas negras (mitw, cellps,jvtista etc...) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Opaaa, turu baum galerinha?:3

Uma perguntinhaaa, voces querem que eu crie a outra fic hj, amanhã, semana que vem, ouu mês que vem?:3

Beemm

Boa leituraaa
📖📖📖📖

Capítulo 2 - Por favor rafa! T-ta todo mundo olhando p-pra mim...


P.o.v. pac


"Hoje vai ser um longo dia..." repito isso inumeras vezes na minha cabeça enquanto me levanto e vou abrir a porta do meu quarto que está quase SENDO ARROMBADA PELO FILH# DA P#[email protected] DO CELLBIT E-e... desculpa... bem, vou em direção à porta e a abro vendo cellbit todo desesperado e bravo ao mesmo tempo

- aonde você estava!??

- ehh... dormindo?- eu falo como se fosse óbvio

- você viu que horas são Tarik!?- ele fala cruzando os braços, olho melhor para o mesmo e vejo que ele estava todo arrumado, estava com um moletom preto e cinza com uma estampa que eu não reconheci, uma calça jeans e um all star, nós iríamos para algum lugar e eu não lembro?... ah! O colégio, afs...

Olho o relógio e vejo que era onze e meia

- a gente sai meio dia e meio, se apresse- ele fala e sai antes que eu pudesse reclamar, com certeza ele me conhece muito bem...

Suspiro e vou tomar um banho, com certeza não queria ir para esse colégio, mas fazer oque né? Pelo menos a gente não vai ter que morar lá... Adentro o banheiro, tiro minhas roupas e ligo a água, não espero ela esquentar e apenas entro sentindo meu corpo e minhas asas se arrepiarem e se molharem lentamente


Q.D.T.


Após me arrumar pego minha mochila a colocando em apenas um dos meus ombros e desço até o andar de baixo aonde todos conversavam animadamente, hoje estava sem ânimo, e como estava em casa não me preocupo em "esconder" meu rabo de demônio e minha auréola, que eu acho que nem pode ser chamada assim já que ela é toda quebrada... meu rabo balançava animadamente de um lado para o outro provavelmente por eu estar nervoso(aut- esqueci de falar, quando o pac está com a calda dele aparecendo as pupilas dele ficam que nem as dos demônios, tipo a de reptil)

-esta nervoso?- Cauê pergunta olhando para a minha calda, suspiro e faço ela parar enquanto me sento na mesa

- talvez...- falo apoiando o cotovelo na mesa e apoiando minha bochecha na minha mão

- calma pac, eles não vão falar nada...- Batista fala e eu suspiro vendo que minha calda se enrolou no meu braço, as vezes ela faz coisas automáticas, tipo, quando estou nervoso ou animado ela balança ou quando estou com medo ela se enrola em mim, na minha perna ou no meu braço, e os meninos sabem disso

- pac, não precisa ter medo...- Cauê fala e eu bufo colocando minha cabeça mesa

- para de olhar pra minha calda!- falo fechando os olhos E suspirando novamente- eu só... estou cansado... só isso... nada demais...

-aqui- rafa fala, levanto minha cabeça e vejo ele colocando um prato de macarronada na minha frente- pode comer!- ele fala sorrindo e eu sorrio de volta

- mas e vocês?

- a gente já comeu, come rápido, escova os dentes e nos vamos- ele fala e eu balanço a cabeça positivamente começando a comer


Q.D.T.


Após ter feito oque o Rafael falou todos já estavam esperando na porta enquanto Cauê a tranca, logo ele faz isso e todos nós vamos para o colégio, admito que esse frio na barriga do primeiro dia de aula nunca vai passar...


P.o.v. cellbit


Estávamos todos nós indo para o colégio, apé mesmo já que o Tarik não consegue voar, estávamos conversando animados e até o pac também estava, falando nele, olho para o mesmo e percebo que ele esqueceu de esconder sua calda e auréola e nós já estamos praticamente na porta do colégio

- pac...- o chamo e ele olha para mim, assim como os demais- sua calda- assim que falo isso ele imediatamente esconde ela e sua auréola, acho que alguns alunos viram já que olhavam espantados para nós mas eu nem ligo, diferente de Tarik que parece um pouco nervoso

- vem, vamos pra sala- falo colocando meu braço ao redor do seu pescoço

- t-ta...- ele fala dando um sorriso mínimo e nós andamos até a sala sendo acompanhado de nossos amigos também

No meio do caminho Tarik puxa a manga do meu moletom, como sei oque ele quer apenas olho para ele que parecia pedir com olhar

- Tarik...

- por favor rafa! T-ta todo mundo olhando p-pra mim...- ele fala se encolhendo um pouco e eu suspiro

- só dessa vez tá?...- falo/pergunto e Tarik afirma animado, abraço seu pescoço e ergo um pouco uma de minhas asas assim escondendo um pouco as asas dele, ele me olha e sorri de uma maneira fofa oque faz eu dar um riso soprado

- vamos- falo indo em direção a sala de aula já que todos nós vamos estudar juntos

bem, eu não ligaria de estudar nesse colégio, o único problema dele são os demônios, sim o colégio é para anjos e demônios pois se fosse um só para anjos o pac não entraria, não, eu não sou preconceituoso ou algo do tipo, eu só não suporto ver eles zoando ou brigando com alguém, ainda mais anjos, mas desde que eles não façam isso eu vou ficar bem quietinho no meu canto

Solto o pescoço de pac e venho o puxando até a sala, assim que nós entramos todos nos olham e da pra perceber que ele ficou mais nervoso ainda


P.o.v pac 


Entro na sala sendo arrastado pelo rafa, assim que entro todos os alunos me olham, isso me dá um pouco de inquietação e medo, se eu estivesse com minha calda aparecendo com certeza ela estaria enrolada em mim, vou andando meio nervoso e tomando cuidado para minhas asas não baterem em nada, elas são bem grandes e as vezes bem desajeitadas, não quero acabar derrubando as coisas de alguém sem querer, eu e meus amigos sentamos no fundo mas não nas últimas carteiras já que já tinha alguns demônios lá

Sento na minha cadeira(a que sobrou) que era na janela e tinha um demônio atrás de mim mas ele nem prestava atenção então não me preocupei, ainda sentia olhares sobre mim, então apenas abaixo minha cabeça como se fosse dormir, após alguns minutos a professora chega e eu ergo minha cabeça, estava mais nervoso do que o normal mas só tenho que tomar cuidado para que minha calda não apareça(ela aparece quando ele está nervoso)

- bom dia alunos!- a professora fala e recebe um "bom dia!" Dos alunos- bom, esse ano temos alunos novos, por favor venham se apresentar- ela fala sorrindo simpática, meus irmãos e meus amigos se levantam mas eu não, não quero ir lá na frente, Rafael simplesmente olha pra mim, bufa e me puxa pela asa fazendo eu me levantar bravo

- venham aqui- a professora fala sorrindo surpresa, provavelmente nunca tinha visto alguém como... eu?

Eu e os meninos andamos até lá na frente, e óbvio que eu fui obrigado pelo rafa por que se não, teria voltado para o meu lugar

- podem se apresentar

- oii, meu nome é lucas, mas podem me chamar de Luba!, tenho 17 anos e sou um anjo!- ele fala sorrindo

- oi meu nome é Cauê, podem me chamar de baixa, tenho 17 anos e sou um anjo

- o-oii meu nome é felipe m-mas podem me chamar de Batista, eu tenho 17 e bom... sou um anjo!

-oii galeraa meu nome é Rafael!, cellbit para mais íntimos!, tenho 17, sou um anjo e sou irmão desses dois aqui!- cellbit fala e abraça o meu pescoço e o do feh puxando a gente pra mais perto dele- vai, se apresenta- ele fala me olhando e eu faço que não com a cabeça- vai sim! Vamos!- ele fala e eu suspiro

- o-oi... sou o Tarik, e e-eu tenho 16...- falo e mordo o lábio inferior

- se tiverem perguntas podem fazer- a professora fala e nessa hora quase a sala inteira ergue e mão afsss- pode falar- ela fala apontando para uma menina

- Tarik né?, bom... oque você é?, anjo ou demônio?- uma garota fala e meus amigos me olham enquanto eu suspiro

- os dois...- falo e muitos ficam surpresos ou sei lá, estou começando a ficar com raiva, logo em seguida a professora da sinal para outro perguntar

- eu queria saber, como seus irmãos nasceram anjos "perfeitos" e você um misto?- um garoto me pergunta e eu travo, a pergunta me pegou de surpresa, eu me pergunto isso, me pergunto mesmo, mas não sei a resposta...

- bom, chega de perguntas, vem pac!- cellbit praticamente grita e sai me puxando de volta pro meu lugar


P.o.v Luba


Aquele garoto pergunta isso e eu o olho com raiva, quando ele vê sorri, qual o problema de demônios? Afs, olho pro pac e ele parecia confuso, olho para ele e sua calda está quase aparecendo, olho pro cellbit e ele olha pra mim, como se disséssemos um para o outro uma única coisa... "vai dar merda!, tira ele dali!!", cellbit imediatamente pega o pac e sai gritando e arrastando de volta pra carteira dele eu e os meninos logo fomos atrás pedindo desculpas para a professora


P.o.v. Luba


Recreiooo, amém!!, o pac ficou o resto das aulas em silêncio então o recreio é uma boa oportunidade para conversar!, saímos, pegamos nossos lanches e fomos até uma das únicas mesas vazias no local

- eai pac, tá tudo bem cara?- falo/pergunto o olhando e ele me olha e sorri simpático

- tô sim lubixco, só estou pensando um pouco... nada demais hehe- ele fala sorrindo, esse é um ponto forte do Tarik, nunca da para saber se ele está mentindo ou não, em outras palavras, ele é um ótimo ator...












Notas Finais


Esperu que tenham guxtaduuu

Um beijo😘

Um queijo🧀

E

Um refri🥤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...