História O assassinato - Interativa - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crime, Drama, Interativa, Investigação, Mistério, Morte, Policia
Visualizações 62
Palavras 812
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem amores, aguardo a ficha de algumas pessoas hein.

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A


Capítulo 3 - Alice Collins


Fanfic / Fanfiction O assassinato - Interativa - Capítulo 3 - Alice Collins

Reino Unido, Rey, delegacia da cidade de Rey, sala de interrogatório, três horas e meia da tarde.

– Greg, você tem certeza que intimou a garota para depor? Estamos esperando ela a mais de meia hora, e nada – Justin comentava com uma certa dose de impaciência, e agora o mesmo já começara a perde o pouco que lhe restava de paciência, esperar é uma atividade que desde criança o mesmo nunca gostou, e isso não mudou muito em sua vida adulta.

– Tenho certeza que eu chamei a testemunha, irei telefonar para ela mais uma vez. – Assim que Greg fala como em um passe de mágica Alice adentra a sala do interrogatório acompanhada de um guarda, na mesma sala que se encontrava Justin largado sobre a mesa, com as pernas em cima da mesa enquanto o mesmo se apoiava na cadeira e mexia em seu celular.

– Oi, boa tarde, me desculpem o atraso, eu acabei tendo alguns problemas para chegar aqui, mas enfim, aqui estou eu – O guarda que a acompanhara já havia se retirado da sala, deixando apenas Alice, Justin e Greg que ficava na sala de vídeo ao lado. Alice logo se sentou na mesa assim que notou que Justin já havia ficado em sua postura firme de xerife novamente.

– Me desculpe pelo atraso mesmo. – Alice deu um sorriso meio amarelo de vergonha por ter feito as pessoas esperarem a mesma por tanto tempo, afinal não era costume da jovem deixar as pessoas esperando.

– Não precisa se desculpar, nós nem esperamos tanto tempo assim. – Justin abriu um sorriso lindo, porém falso, até minutos atrás o mesmo estava a reclamar da falta de pontualidade da jovem, e com total certeza estava a reclamar do tempo extra que ele teria que ficar na delegacia para preencher os relatórios que ele não preencheu justamente por ter que ficar na sala esperando a testemunha, Justin definitivamente estava meio irritado.

– Alice, eu irei fazer uma série de perguntas agora, por favor as responda de forma clara e verdadeira.

Alice apenas assente com a cabeça.

– Qual foi a última vez que você viu Amy Parker viva?

– Um dia antes de sua morte, eu acho que a tarde. Nós tínhamos marcado de conversa em uma cafeteria a Reys, ela queria me contar algo muito importante, foi o que ela me disse na mensagem, chegando lá ela desviou do assunto quando eu perguntei, droga eu devia ter insistido... – A jovem faz uma pausa para tentar se recompor – Enfim, ela disse que não era nada e me chamou para ver um filme que ela queria ver, Amy não me disse nem o nome apenas falou que eu ia gostar da ideia do filme também, depois do filme ela me disse que ia para casa de um dos amantes dela passar a noite.

– Amy era uma menina que possuía diversos amantes pela cidade?

– Vários, ela enganava todos, exceto aqueles que só queriam diversão igual a ela, esses ela abria o jogo, mas acho que para ela a graça era realmente enganar eles mesmo – Alice falava com amargura na voz sempre que o assunto era a morte e vida de Amy, não deve ser fácil perde sua melhor amiga, por mais terrível que ela possa ser. – elas também. – Completou Alice.

– Você acha que algum desses amantes podem ter matado Amy?

– Não, pois Amy era tida como solteira, então acho que no fundo todos eles sabiam que não era algo que tinha futuro, Amy só chamou uma pessoa de namorado na vida toda, ela fugia de compromisso, na verdade poucas pessoas conheceram o seu lado sério com o compromisso, mas a única pe que Amy chamou de namorado e ficou durante 2 anos foi Bruce Smith, e eu não dúvido nem um pouco que ela tenha o traído, durante esses dois anos eu tenho certeza que ela o traiu diversas vezes, como eu disse ela sempre escapou de compromisso, ela detestava e sempre que via que iriam tentar da o próximo passo Amy pulava fora.

– E você acha que Bruce Smith matou Amy? – Justin perguntava tentando tirar alguma coisa da jovem.

– Sinceramente, não sei dizer, talvez ele tenha a matado, mas ele superou nesse ultimo 1 ano, sabe? Ele melhorou muito, você lembra dele no ano passado? Eu não sei, eu acredito que os outros mudem, mas eu não sei.

– Muito obrigado, você está liberada.

Alice se levantou e caminhou em direção a porta antes de sair ela disse

– Investiga bem, minha melhor amiga morreu, e não tem um dia que eu não sinta falta dela, ou culpa por não ter ido na casa dela ou sei lá, simplesmente eu devia ter sido mais próxima dela, ela era uma pessoa boa, apesar de tudo.– Os olhos de Alice começam a se marejar de lágrimas, mas logo ela sai da sala para evitar chorar na frente do xerife.

– Quem é o próximo senhor?

– Ashley Smith.


Notas Finais


Aaaa espero que tenham gostado amores sz sz sz

Digam o que acharam, nada de mentir.

Se tiver erros de português me desculpem o word tava meio retardado hoje, mas li e reli, espero que esteja ook.

Aquele velho esquema, não posso postar muita coisa pois pode dar spoiler kdksndjs

Bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...