História O Assassino de Ashevelhe (Cellbit) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Z. "Felps", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, Felps, Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Alan, Álcool, Assassino, Cellbit, Felps, Guaxinin, Mike, Pac, Terror, Violencia, Youtube
Visualizações 41
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - A mensagem...


Fanfic / Fanfiction O Assassino de Ashevelhe (Cellbit) - Capítulo 10 - A mensagem...

HELLO, sou eu a autora ;)

Vim aqui buscar opiniões de vocês, eu queria por um casal gay na fanfic, falando melhor e de dois youtubers, so que eu queria saber se vocês apoiariam, se vocês não quiserem eu não vou por esse casal como gay, mais vou por os dois youtuber na historia, não vou falar quem e, mais eai, comentem e falem o que vocês acham, obrigada e beijos <3

BOM CAPITULO !

CRIS O.N

Depois que os meninos foram embora, eu e Eloiza fomos limpar tudo que sujamos, pegamos um saco preto e tacamos tudo la drendo, o Felps tem uma mania estranha de tacar resto de cigarros dentro de latinhas vazias de cervejas, mais ate que e bom e não suja nada. Terminando de limpar tudo pego o saco e amarro, pego ele e levo ate a porta de entrada, abro a porta e coloco o saco na lixeira da rua, dou uma olhadinha pros lados e vejo alguns adolecentes sentados enfrente a uma porta, eles riam muito e pareciam se diverti, derrepente uma loira grita uma coisa bem interesante.

- Rafael e um gato! Eu vou sair com ele amanha! - Ela dis rindo e suas amigas rindo com ela, os meninos que estavam juntos reviram os olhos.

 Derrepente eles me vem e eu fico um pouco envergonhada e entro para dentro de casa, eles devem ter achado que eu estava espionando, meio que sim, mais não foi minha intenção, depois disso eu e Eloiza decidimos ir ver alguns filmes na Netflix. Pego alguns salgadinhos e algumas bebidas, e claro uma coberta, nos sentamos no sofa e nos cobrimos.

- Oque vamos ver? - Ela diz ligando a Netflix.

- Terror! - Digo fazendo posição de ataque.

- Terror? Serio? - Ela diz olhando pra min com uma carinha de choro - Nos duas nos cagamos com um mosquito maior que o normal e você que ver terror?

- Claro, estou superando meus medos, hoje quem vai ficar tremendo cera só você.

- Uhmm, tá bom... 

Ela coloca um filme de terror com a descrição mais atemorizante possível, só para ver se eu não ia ficar com medo, eu não queria falar nada mais só a descrição eu já comecei a suar frio.

Depois do filme eu e Eloiza estávamos aterrorizadas, estávamos abraçadas, nós nos olhamos, ela estava branca e suando frio, eu estava a mesma coisa, acho que ela estava com tanto medo que nem quis me zoar.

- Amiga... Poe um desenho pra gente ver... Pelo amor de Bill ( N.A: Entendedores entenderão ).

- S-sim ! - Pego o controle e vou na parte de desenhos da Netflix, ponho qualquer coisa que envolva corações e bichinhos fofinhos.

Depois de alguns minutos vendo desenhos para tentar esquecer o filme eu olho para o relógio da cozinha que dava para olhar do sofá da sala, eram 00:45.

- Amiga temos que ir dormi - Digo levantando.

 - Calma me espera ! - Ela diz se levantando e pegando as cobertas.

Ela estava morrendo de medo de ficar sozinha, e eu também, subimos agarradas uma na outra, corremos pelo corredor e entramos no quarto, nos tacamos em nossas camas e nos cobrimos dos pés a cabeça. Obviamente levei meu celular para de baixo dos lençóis.

Desbloqueio a tela e vi 35 mensagens do Felipe, eu dou um suspiro e decido abrir, esse não e Felipe meu amigo, e Felipe, meu ex namorado que me batia, abro as mensagens e vejo o que elas falam.

MENSAGENS DO FELIPE MAIS ANTIGAS

-TA DE SACANAGEM COM A MINHA CARA CRIS?!-

-NÃO TEM MEDO DE MORRER NÃO VADIA?-

-EU VOU AI NA SUA CASA E RESE PRA EU NÃO SOCAR SUA CARA NO CHÃO!-

MENSAGENS DO FELIPE MAIS RECENTES

-Eu sei onde você esta vagabunda, sua mãe me falou pra onde você foi-

-Me espere com braços abertos "amor"-

FIM DAS MENSAGENS

Puta que pariu.

Puta que pariu.

Puta que pariu!

Não e possível, por que? PORQUE? Porque ele esta fazendo isso comigo? O que eu fiz de tão errado? Ai meu Deus, ele vai me matar, eu não quero apanhar de novo.

De novo não...

Sua família tem muito dinheiro, ele pode estar realmente aqui, e se ele já estiver? E se ele souber onde estou? Será que ele sabe onde estudo?

SOCORRO DEUS ! 

EU JA NÃO AGUENTO MAIS SOFRER !

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTINUA...


Notas Finais


Me desculpe pelo capitulo pequeno.

Amanha farei um maior.

Obrigada <3

Ate amanha ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...