História O Baile ( imagine com jimin, Sehun, Kai, Taehyung, Hoseok) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Kai, Sehun, Suga, V
Tags Bts, Colegial, Comedia, Ecchi, Escolar, Exo, Harem, Hoseok, Imagine, Jimin, Junkook, Kai, Romance, Sehun, Suga, Taehyung, Yoongina, Yoonkook
Visualizações 35
Palavras 1.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Cross-dresser, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu ouvi um aleluia?

Sim, pessoas, eu voltei, agora o bloqueio se foi e vou me esforçar para postar toda semana ( não vou dizer que dia pq não tem um dia certo, não sou boa com prazos hahuy)
Já sei o que vou fazer com cada personagem, e o rumo que essa história vai tomar, só o final que não sei ainda ( vou precisar da ajuda/interação de vocês para decidir qual vai ser o final, mas não vai ser agora, no momento certo eu explico td direitinho)
Bom, fiquem com a fic, seus lindos/as
Boa leitura!!!

Capítulo 18 - Calmaria Antes Da Tempestade, Só Que Sem A Calma!


 Tudo ficou escuro, a última coisa que me lembro foi dos meninos brigando, e não é uma memória boa. Abri os olhos lentamente, piscando para que meus olhos se acostumassem com a luz forte.

 

   

    - Filha! Graças a Deus você está bem. – Disse minha mãe com lágrimas nos olhos – Fiquei tão preocupada.

 

    - Mãe... – Comecei a chorar – Estou bem agora, não fique assim – Me cortava o coração ver minha mãe chorar.

 

    - Ah ______, você tem um grande coração, e a saúde de um touro, para nossa sorte. Quando me disseram que você estava aqui... Eu sofri tanto, pensei que fosse ter que reconstruir todos os seus ossinhos – Falou limpando as lágrimas com a manga da blusa.

 

    - Que exagerada, não foi tão grave assim, eu acho – Sorri- Estou bem melhor, um pouco cansada e dolorida, mas, melhor. Não se preocupe.

 

    - Bom saber disso. Não esqueça que sou sua mãe, me preocupar é meu trabalho.

 

    - Pensei que seu trabalho fosse ser médica cirurgiã – Nós rimos.

 

 

 

    Depois de todo o ocorrido tive que passar a noite no hospital, porque estava toda roxa e dolorida, com um leve corte na lateral da cabeça, a queda foi feia, mas pelo menos não sai rolando degrau abaixo. E, por fim, acabei com o tornozelo torcido, não chegou a quebrar, mas ficou super inchado, vou ter que usar uma bota ortopédica por alguns dias.

 

    Já estava em casa, deixei bem claro que não queria visita dos meninos, minha mãe perguntou por que, mas dei uma desculpa qualquer. Ah! A diretora ligou, e me deu três dias de folga do colégio. Se achei pouco? Sim, mas fazer o que.

 

 

    - Filha?

   

    - Sim mãe – Falei me ajeitando na cama.

 

    - Você vai ficar bem sozinha? – Perguntou ela preocupada.

 

    - Claro – Ri- Não é como se eu estivesse morrendo, pode ir com a consciência limpa.

 

    - É você está melhor mesmo – Sorriu- Ainda não compreendi o que aconteceu, a diretora disse que te jogaram de lá...

 

   - É mentira! Que exagero, foi um acidente. Quando eu fui tentar separar uma briga, acabei levando um chute e por aza eu estava na beirada da escada. Quem manda eu querer dar uma de salvadora da pátria.

 

    - Então foi isso? Você e sua mania de sempre se meter em confusão.

 

    - Fazer o que? Eu sou um imã, não posso evitar. – Falei.

 

    - Bom, tenho que ir, vai ficar bem?

 

    - Sim, sim, pode ir tranquila.

 

    - Tranquila a gente nunca fica, mas depois te ligo, tem comida na geladeira, e deixei a agenda de telefones lá em baixo caso precise, e também um dinheiro para emergências, se precisar de alguma coisa não hesite em me ligar, eu sempre dou um jeitinho pra te atender, agora tchau minha encrenqueira preferida – Disse ela me dando um beijo na testa.

 

    - Tá bom mãe – Falei rindo observando ela sair pela porta.

 

   

  

    Eu voltei a dormir porque meu dia seria longo e entediante. De repente acordei olhei para o lado e a Yoongina estava sentada do meu lado. Nunca gritei tão alto na minha vida.

 

 

   

    - Nossa! Sou tão feia assim? – Disse ela surpresa.

 

    - Que susto, como chegou aqui? – Falei confusa.

 

    - Você deveria trancar a porta da frente, qualquer pessoa pode entrar aqui, imagina se fosse um estranho dormindo de conchinha com você?

 

    - Para! – Falei assustada. Ela riu.

 

    - Você é muito sensível. Aliás, eu perguntei para os seus amigos o seu endereço, vim te fazer companhia, pensei que você se sentiria muito sozinha aqui.

 

    - Obrigado, você é uma ótima amiga – Falei feliz.

 

    - Eu sei! Sou o máximo.

 

    - Agora me diz o motivo predominante para você ter vindo aqui – Falei. Conheço muito bem a amiga que tenho.

 

    - O dia mal começou e já tem rumores se espalhando pelo colégio, vim te manter a par de tudo, para quando chegar no colégio não te pegarem de surpresa. Ah! Também vim averiguar os fatos, quero saber os fatos reais.

 

    - Fofoqueira! – Apontei ela brincando.

 

    - Só um pouco, mas não saio por ai espalhando o que descubro, sou leal.

 

    - Mas não dá pra acreditar, o que estão dizendo sobre mim? – Falei inquieta.

 

    - Que você está envolvida em um triangulo amoroso, resumindo é isso, as amigas da Mina estão dizendo que você estava saindo com o Jongin e o Sehun ao mesmo tempo, e que os dois descobriram, por isso a briga entre vocês. A Mina está acabando com sua imagem, ela está fazendo os outros acreditarem que você é uma fura olho, traidora e galinha, desculpa dizer isso assim, mas é o que os outros estão dizendo, e também ela espalhou que você se jogou de propósito da escada para que eles ficassem com pena de você e a perdoassem. – Falou Yoongina séria.

 

    - Era só o que me faltava – Coloquei as mãos sobre o rosto – Não posso acreditar que aquela vaca está fazendo isso, que ódio...

 

    - O melhor é ter calma, não dá pra ficar batendo a cabeça agora, você nem pode ir pro colégio ainda...

 

    - Mas eu vou fazer o que? Não posso deixar isso continuar, é tudo mentira. AAAAAAH – Gritei de ódio.

 

    - Quando você voltar vamos pensar em alguma coisa. Eu prometo que vou te ajudar a limpar sua imagem – Me assegurou Yoongina – Eu estou do seu lado – Ela segurou minha mão me tranquilizando. – A verdade vai vir a tona.

 

    - Tudo bem – Falei meio a contragosto.

 

    -  Por falar em verdade, o que aconteceu realmente?

 

    - O motivo da briga foi porque peguei o Jongin e a minha inimiga mortal aos beijos.

 

    - Nossa, por essa não esperava – Disse ela surpresa.

 

    - Eu fiquei super chateada, ele é um dos meus melhores amigos, como teve coragem de beijar aquela coisa nojenta horas depois de... – Me detive por um momento. Qual era o real motivo da minha irritação?

 

    - Horas depois...?

 

    - Nada! Enfim, me senti traída, depois ele veio me dizer que ela armou tudo, que ela abusou dele, olha minha cara de quem acredita nisso. – Falei indignada.

 

    - Conhecendo a Mina, não duvido nada, aquela garota não conhece o significado da palavra limites.

 

    - A gente começou a discutir, então em um momento ele segurou meus braços e disse... – Fiz uma pausa- Que... – Lembrei do que ele me falou. Escondi meu rosto em uma almofada e gritei envergonhada.

 

    -  Ele se declarou, é isso, não é? – Disse Yoongina achando graça.

 

    - Yoongina! – Falei irritada – O Sehun apareceu bem nesse momento, foi ai que começou a pancadaria, mas eu não entendi direito a motivação deles a iniciar a briga, não entendi o que eles queriam dizer com tudo aquilo, só sei que foi por minha causa.

 

    - Está claro para mim. – Disse ela assentindo sozinha.

 

   - O que?

 

    - Ah minha cara ______, essa é uma coisa que terá que descobrir sozinha – Riu maliciosa.


Notas Finais


Obrigado por lerem até aqui
Se quiserem me perguntar alguma coisa sintam-se a vontade
Bjss e até logo S2
Sorry pelos errinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...