História O beco - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jikook, Kookmin, One-shot
Visualizações 239
Palavras 1.442
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo único


Andava pelas ruas de Seul, juntamente com uma amiga. Ela talvez estivesse tentando flertar comigo toda à noite, mas eu não estava dando muita bola, fingindo não estar entendendo o real motivo de querer sair comigo naquele dia.

Mas na verdade estava apenas saindo com ela por estar bastante afim do seu irmão, mas esse não me dava bola, então andava com sua irmã na esperança que conseguisse tirar alguma informação de si e poder fazer algum tipo de chantagem.

Ela estava com seu braço entrelaçado ao meu, enquanto escutava-me contar uma história boba, mas ela ria muito como se fosse algo muito engraçado...mas foi aí que percebi um corpo escultural - o qual conhecia muito bem - andando até nós e me assustei no início.

— Jungkook? — Perguntei mesmo sabendo que era ele.

— Como ousa tocar suas mãos na minha irmã, Jimin? — Gritou puxando o braço da garota — Seu pervertido! — Olhou para a mais baixa — Está tudo bem com você? Ele fez alguma coisa contigo?

— Eu não tô bem, Jungkook — Gritou com o irmão — Estou tentando ter um encontro decente com ele, desde à semana passada e quando consigo, você faz questão de levar tudo por água abaixo — Ela se encontrava irritada demais.

— Irmã?

— Você estragou tudo, seu imbecil — Empurrou seu corpo de leve e andou para um canto, sumindo entre às pessoas.

— Idiota — Sussurrei imaginando que ele não ouviria, mas me enganei ao ver o mesmo me encarar.

— Aposto que você que fez a merda e ela venho descontar em mim — Apontou o dedo na minha cara e eu apenas sorri.

— Para de fazer ceninha, às pessoas estão olhando — Comentei, enfiando às mãos no bolso — Vão achar que é maluco... Ah, esqueci, elas já sabem.

— Babaca! — Empurrou meu corpo de leve — Que às pessoas observem você morrer, Jimin — Chutou minha canela, fazendo-me soltar um gemido baixo pelo incômodo.

— Tá maluco? — Chutei sua canela com menos força que si.

— Você estragou tudo! — Apertou meu braço, fazendo-me por reflexo enfiar minha mão em seu pescoço — Me solta — Pronunciou baixo e autoritário.

— Foi você que pediu, bebê — Brinquei consigo — E para começo de conversa, a pessoa que me agarrou, foi você — Ele me soltou e eu soltei seu pescoço, mas logo senti um soco no braço, fazendo-me revidar.

— Vocês aí — Gritaram chamando à nossa atenção — Fiquem parados — Era um policial.

— Jungkook, corre — Ele me encarou e começou a correr e eu o alcancei rapidamente, fazendo com que um policial corresse atrás de nós pelas, ruas de Seul.

Nós corriámos de pressa, respirando forte, pisando forte e dando passos largos, enquanto procurávamos um lugar para nos esconder.

Encontrei um beco assim que viramos uma esquina, fazendo com que eu parasse de correr e puxasse seu corpo para dentro do lugar pouco iluminado. Andamos até o final do beco, fazendo-me perceber que a cada vez que andávamos o beco diminuía e assim que chegamos no final, não havia espaço para que nos mexer.

Quem diria que estaria em um beco com o garoto que gosto, sem poder me mexer, pois estaria encochando o mesmo. 

Coloquei meu braço perto da sua cintura, enquanto o mesmo olhava para o lado, então aproveitei para colocar minhas mãos na sua cintura, me mexendo um pouco.

— Você está me encochando — Reclamou com a boca próximo do meu ouvido, deixando aquilo ainda mais sexy. Coloquei minha mão em sua bunda, apalpando as bandas — Porque você está apalpando minha bunda? — Perguntou um pouco incomodado.

— Eu preciso te contar uma coisa — Sussurrei puxando seu corpo para frente, colando ao meu ainda mais - se era possível.

— Não deveríamos nos esconder juntos, muito menos em um lugar como este — Reclamou, ignorando minha fala.

— Eu não estou interessado pela sua irmã — Sussurrei, logo pude ouvir sua respiração compensar e suas mãos apertarem minha cintura com força, fazendo meu membro roçar no seu após o garoto se mexer — A pessoa a qual estou interessado é você, gosto de você e não da sua irmã — Confessei, fazendo o mesmo encarar meu rosto — Eu não gosto dela — Antes que eu pensasse em continuar a falar, seus lábios se encostaram no meu demoradamente. Coloquei uma mão na minha calça descendo o zíper e vendo os seus olhos arregalarem quando tirei meu membro de dentro da cueca, começando a masturba-lo.

— Coloca isso para dentro — Falou envergonhado e eu apenas sorri para si.

— Agora ele está duro, essa é a única maneira que conheço de fazê-lo se acalmar — Sorri de ladinho.

— O que deu em você para colocar isso para fora? — Perguntou alto e um pouco assustado.

— Shi, ele pode nos escutar — Sussurrei, continuando a movimentar minha mão — Não precisa ficar todo irritadinho, só porque o meu é bem maior que o seu, ou vai me dizer que se assustou com o tamanho do meu pau? — Brinquei encostando meus lábios em seu ouvido — Jungkook eu percebi que ficou de pau duro, quer ajuda? — Coloquei sua mão encima do meu membro — Quem sabe, você possa me ajudar também — Tirei minha mão e a sua tomou o meu lugar, fazendo movimentos tímidos, enquanto eu puxava sua calça, até as cochas e tirava seu membro da sua cueca. 

Eu o masturbava um pouco mais rápido e sem tímidez alguma, enfiando minha outra mão dentro da sua cueca para poder sentir sua bunda melhor, escutando alguns suspiros de aprovação do mesmo. Tomei seus lábios em um ósculo lento e caloroso, mostrando para si que ele era apenas meu naquele momento e partir daquele momento. 

Enfiei um dos meus dedos em sua entrada, fazendo o mesmo soltar um gemido um pouco alto, com a mistura de dor e de prazer, fazendo o mesmo afastar sua mão do meu membro e apertar minha cintura com força, enquanto eu chupava seu pescoço sem delicadeza alguma.

Ele se encontrava totalmente entregue a mim, naquele beco. 

Enfiei dois dedos em si, voltando a beijar seus lábios na tentativa de fazê-lo esquecer um pouco do incômodo. Assim que o senti que ele estava pronto, enfiei o terceiro, o alargando. Suas pernas se abriram e eu apertei uma das suas cochas com possessividade, tirando os meus dedos de dentro de si e abaixando sua cueca, até perto dos joelhos. Explorei sua cavidade bucal, enquanto apertava suas cochas com força, fazendo-me escutar uns suspiros durante o beijo. Abaixei minha cueca até minhas cochas e brinquei com meu membro em suas cochas, às lambuzando de pré-gozo, enquanto o outro abaixava sua calça e sua cueca, às deixando em seus pés e abrindo mais suas pernas, se entregando cada vez mais para mim.

— O que você quer, Jungkook? — Ele não respondeu, apenas me olhou envergonhado — Você quer meu pau, arrombando seu cu, amor? — Ele concordou — Então pede, se não eu não faço nada.

— Jimin, pelo amor da sua vida — Murmurou, enfiando seu rosto no meu ombro — Enfia o seu pau em mim, logo — Sussurrou em meu ouvido de uma forma sexy.

Adrentei em si lentamente, escutando gemidos um pouco altos vindos de seus lábios finos, enquanto minha cintura era apertada com um pouco de força, pelos os seus dedos. Beijei seu lábios carinhosamente, puxando seu lábio inferior e enfiando minha língua na sua cavidade bucal, fazendo aquele selar apaixonado ir por água à baixo e explorar sua boca com possessividade, mexendo meu quadril lentamente.

Nossos corpos se formavam um só, não apenas pelo aperto do lugar e sim pela forma que estávamos tão entregues um para o outro.

Apertei suas cochas com força, sentindo o meu climax. Gozei em seu interior, continuando os movimentos e o masturbando rápido, apertando sua extenção em minha mão algumas vezes. Ele logo gozou em minha mão, fazendo-me levá-lo até meus lábios e lamber todo o vestígio, puxando seu corpo para um pouco fora daquele aperto para poder subir sua calça e a minha.

Coloquei minha mão em sua cintura e beijei seus lábios calmamente, puxando-o para fora dali.

— Jimin, e minha irmã? — Me perguntou, assim que saímos do beco.

— Eu já disse — Me virei para si, ficando em sua frente — Estou interessado em você e não em sua irmã — Ele sorriu e eu entrelacei nossas mãos, levando-o para minha casa.

E mais uma vez transamos, mas diferente do beco, ele passou à noite toda sentando no meu pau.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...