História O Belo e a Fera - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Christophe Giacometti, Hiroko Katsuki, Jean-Jacques Leroy, Kenjiro Minami, Lee Seung Gil, Mila Babicheva, Otabek Altin, Toshiya Katsuki, Victor Nikiforov, Yakov Feltsman, Yuri Katsuki, Yuri Plisetsky
Tags A Bela, A Fera, Drama, Herofairy, Lemon, Musica, Otário, Otayuri, Viktuuri, Yaoi
Visualizações 340
Palavras 955
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Lemon, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, meus bolinhos. Sinto muito pela demora
Rolou MTA coisa
Provas, notas, ferias, bts, bloqueio

Bem, a fanfic agora está finalizada
Cabô
Pelo simples motivo: Perdi a Vontade
Quero agradecer a todo o feedback, sério, vocês são incriveis.

Bem
Um beijo
E tchau!

Capítulo 4 - First Love


Fanfic / Fanfiction O Belo e a Fera - Capítulo 4 - First Love

- Não podemos deixar ele vencer essa maldição. - Disse uma das trigêmeas, enquanto encarava o espelho mágico.


- Você tem certeza disso? - Falou Axel, apreensiva.


- É pela Mila.


- ... Sim, tudo por nossa irmã.


- Que os ossos do príncipe apodreçam junto de seu amado.

...


Tudo havia acontecido tão rápido, quando acordou, percebeu os gritos furiosos de homens, que batiam nos portões com força, clamando por vingança.


- Apareça, Monstro!


- Devolva o Yuuri!


Levantou num pulo, vendo Minami pulando de um lado para outro, com seu rosto numa feição de medo e preocupação.

- Yuri-kun! Que bom que acordou! Você precisa sair!


- O quê está acontecendo?


- Parece que alguns camponeses conseguiram encontrar o castelo, e querem matar o nosso mestre!


- Eu não posso abandonar vocês! - Brandiu, decidido a combater a todos, para proteger o castelo.


- Yuri! - A voz grossa da fera soou como um trovão. - Eu não aguentarei viver com o peso de sua vida em meus ombros, fuja de uma vez!

Aquela noite escura foi iluminada peli fogo das tochas, os gritos de guerra, enquanto as estrelas assistiam as declarações dos ex-amantes.

...


- JJ! Tem certeza que ficará bem? - Disse Otabek, enquanto carregava a arma do outro.


- Mas é claro! Quem pensa que sou? Irei resgatar a minha princesa e vou casar com ela!


- Eu temo que possa se machucar...


E então, o Leroy apenas sorriu vitorioso, antes de correr em direção ao castelo.


- Por favor... Fique vivo... - Pediu para os céus, implorando para que sua prece fosse ouvida.

...

Quando a fera conheceu a feiticeira, foi num baile. Lembrava-se daquele dia todas as vezes.

Acordou e foi mimado pelos empregados como sempre, teve suas aulas e após elas, Yurio disse:

- Um amigo nosso de um reino próximo fez um baile para promover uma noiva.


- E?


- Ele encontrou e se casou... Deveria fazer isso, velhote.


- Eu não quero me casar com uma empregada, - riu.- quero alguém belo, delicado, e que nunca me contrarie.


- Ao menos tente.


O albino fechou os olhos, trincando a mandíbula.


- Faça do seu jeito.

Ah, como se arrependeu de dizer tais palavras.

Se arrependeu de entrar no salão e reparar na belíssima dama de cabelos vermelhos e corpo curvilíneo, principalmente de levar ela para a cama e depois expulsa-la do castelo por ela ser apenas uma camponesa que cuida de porcos.


- Mila, por que mentiu para mim?


- Disseste que desejava uma mulher quieta e que nunca falasse mais que o necessário, e eu fui isso! Por que não percebe o erro que está cometendo?


- Eu percebi... Cometi o erro de lhe trazer para meu quarto e confiar em suas palavras.

Mila apenas mentiu. Escondeu o fato de ser uma feiticeira, mas nunca havia mentido quando revelou seus sentimentos. Foi o que o príncipe pediu, e aguentou ele sem dizer nada.

No dia seguinte, voltou para a mansão toda coberta de lama, e lhe lançou a maldição.


- Vários poderão amar sua beleza, mas poucos irão amar seu verdadeiro eu. Então irei facilitar... Quando encontrar alguém que ame seu eu todo, a maldição irá se desvair.

...

Yuri deveria estar fugindo, não batalhando contra humanos pelo seu amado.

Amado.

Uma palavra simples, clichê, mas com uma força tão grande, o suficiente para fazer alguém arriscar sua vida.

Sim, amava a fera, e soube disso quando imaginou os dois juntos, uma vida inteira juntos.

Subiu no andar mais alto, sentindo o castelo balançar, prestes a desmoronar, mas isso não importava.

Enquanto corria, se lembrou do rosto de sua mãe, um pouco desfocado por conta do tempo seu ver a mesma.

Mamãe, papai.

Sentia saudade deles, como estava seu pai? Vivo? Procurou pelo menor?

Queria sentir os braços confortáveis e nostálgicos lhe abraçarem, enquanto acariciava o rosto gordo da criança.

Mal sabia que sua mãe morreu de peste negra, enquanto seu pai, numa de suas buscas pelo filho, morreu após ser atacado por lobos.

Quando encontrou a fera, a mesma estava suja de terra, com as mãos na cabeça.

Sua cabeça doía, como se explodisse. Queria rugir e tirar toda essa dor, mas era impossível.

- Fera! - Yuuri correu até o monstro, entretanto foi acertado pelas garras da mesma.

Monstro. Era isso que havia se tornado.

Vingança. Era seu desejo.

Feio. Era sua aparência.

Seus pensamentos estavam bagunçados, não enxergava nada além de borrões, e só conseguiu retomar o controle quando ouviu uma frase baixinha.


- Pare... Eu.. Eu amo você...


Seu corpo ardeu, enquanto gritava de dor, sentindo os pêlos caírem e suas garras sumirem.

Olhou para o corpo pálido caído no chão, vendo seu pescoço vermelho e seu rosto inchado, estava prestes a morrer.

Largou imediatamente o corpo, vendo Yuri tossir desesperado em busca de ar.

Pela primeira vez, ambos se olharam, com a fera em sua verdadeira aparência.


- Você...! Eu...! - Não conseguiam dizer nada, estavam extasiados pela adrenalina.

Se a fera voltou a ser humano, então os empregados voltariam também.


- Yuuri! - Gritou JJ, olhando o moreno, e após perceber as marcas de enforcamento, sem hesitar atirou no albino, acertando seu estômago.


- Fera!

E num piscar de olhos, uma parte do castelo desmoronou.

A parte que Yuuri e Viktor estavam.

Antes de caírem para a morte, Viktor abraçou o corpo do menor, e sussurrou com palavras doces.


- Eu me chamo Viktor, e estou apaixonado por ti.


Depois daquele dia, o corpo dos amantes sumiu, junto das memórias de quem viu o ocorrido.

Os empregados voltaram a ser humanos, e juraram que nunca iriam contar a verdade sobre o incidente.

JJ perdeu a memória ao bater a cabeça no acidente, e ficou conhecido como louco.

Otabek conheceu Yuri. Sim, o Yuri ex-empregado, dizem que hoje são felizes e viajam pelo mundo.

Mila nunca mais apareceu, dizem que se tornou escrava de Úrsula, apenas não diga isso para suas irmãs.

Essa é a história das estrelas, onde a bela e a fera enfim poderam dançar juntos com as estrelas ao redor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...