História "O bem de uma pessoa proxima."(HIATO) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Natsu Dragneel
Tags Naer, Natsu X Erza
Visualizações 151
Palavras 3.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Galera,como vocês estão ? Desculpa demorar,é que to sem tempo,animo então nem se fala,muitaw coisas ai me decepcionaram e o que me resta agora é só escrever essa fic e mais uma,estudar e ir pro estúdio tatuar. Mas assim,boa leitura. (capítulos serão mensais,qualquer alteração eu aviso).

Capítulo 17 - "Isolados..."


Mais um dia se inicia para Erza,a garota levanta da cama com olheiras enormes e expressão nada boa,parecia preocupada,mas mesmo assim se pôs a levantar e ir enfrentar mais um longo dia cansativo e de tédio.

Erza : - "Mais um dia que tenho que fingir que aguento tudo e todos,ô saco viu." - A moça se encaminha direto para o banheiro,levantou mais cedo que o normal,passou a madrugada em claro se torturando mentalmente,até que cansou da cama e resolveu levantar. O banho da garota foi longo,um bom tempo no banho,sua franja cobria seus olhos na qual escondia sua feição fechada e preocupada,estava inerte em pensamentos,até uma fina lágrima involuntária fugir de seu olho. Passar tanto tempo no banho que nem se tocará,apenas "despertou" quando ouviu seu relógio indicar 06:10am.

A mesma suspirou derrotada,se levantou e se secou,seguiu ao quarto com a toalha enrolada no corpo,parou em frente ao espelho e reparou seu estado : era de dar pena. Logo voltou a atenção aos afazeres indo de encontro ao guarda-roupa,assim que abriu pegou seu uniforme e o encarou.

"Natsu : - Erza,você tem alguma roupa masculina aqui ? - " ...

Arregalou os olhos ao ouvir a suposta voz que ecoava da sua mente,na qual dava certeza ter ouvido,se virou rapidamente.

Erza : - Natsu! - O chamou,mas apenas obteve o silêncio da casa em resposta. - "To ficando louca já." 

Ao colocar seu sutiã vermelho juntamente com uma calcinha da mesma cor a mesma se virou ao espelho novamente reparando em seu corpo.

Erza : - Tenho mais roupas vermelhas do que o normal... - Reparou surpresa,nunca tinha reparado. - "Ele esta certo,cresci bastante,as roupas estão ficando curtas." - Pensou a fitando enquanto se virava em frente ao espelho para ver o tamanho da bunda.

"Claro que estou certo,afinal,eu sou o que mais repara em você.."

Erza : - Você.. - Se virou rapidamente ao sentir alguém falar ao seu ouvido,mas novamente não havia ninguém na casa,notou a zona que seu quarto se encontrava. - Droga! Estou muito relaxada... - Se agachou em frente a enorme cama e apoiou o rosto nos braços que eram escorados a cama assim se permitindo derramar uma lágrima,ficou assim bastante tempo até se dar conta que tinha aula.

Se levantou e colocou o uniforme escolar,apenas trocando a tradicional saia vermelha do conjunto por uma Calça Legging.

Erza : - "Vou tomar bronca por isso tenho certeza,mas está frio para ir de saia." - Pensou se direcionando a estante que se encontrava seus acessórios ao lado da cama. -Tenho que manter uma boa aparência,certo Erza ? " -  Pensou logo dando uma risada fraca pelo menos uma vez nessa última semana que se passou,se maquiou escondendo toda sua tristeza e colocando sua "máscara" o famoso sorriso feliz,e assim que terminou pegou seu celular... Nenhuma mensagem de bom dia dele como sempre recebia,levou sua atenção a hora e se espantou,iria se atrasar muito. Correu até a cozinha já preparando seu café composto de um pão integral com manteiga e um suco para ir mais rápido. Assim que terminou foi ao quarto a passos largos a fim de ir rápido.

Caminhava rapidamente a escola,mas não tão rápida para não se cansar,de acordo com ela era apenas o necessário para evitar o atraso,depois de uns 20minutos andando ela chega em frente a enorme escola,estampada um simbolo de uma fada com uma cauda acompanhada do nome "Fairy Tail School" abaixo.  Olhou aos arredores e não havia ninguém pra fora,somente um aluno que chegará correndo e ela seguiu o mesmo,chegando perto viu ser Gray... Atrasado como sempre.

Ela passou direto pelo moreno as pressas e nem o cumprimentou,o mesmo estranhou e muito,mas seguiu seu caminho,ambos passaram o enorme corredor e chegaram a sala do diretor,a Ruiva queria evitar o máximo contato com as pessoas,mas nada ajudava... Teria que falar com o diretor e os professores,assim que se conformou levantou a mão esquerda até a porta dando leves batidas,apenas se escutou um "Entre" e assim ela fez,girou a maçaneta e adentrou acompanhando ela Gray Fullbuster que chegou há poucos segundos,ambos entram e esperam a bronca,mas aquela sala estava um clima estranho,parecia sem vida,até que o diretor quebra o silêncio.

Makarov : - Bom dia a ambos.. - Gray devolveu o Bom dia,a ruiva permanecia com a cabeça meio baixa perdida em pensamentos apenas acenou com a cabeça,o diretor entendeu a situação. - Atrasado como sempre né Gray. Tomem,entrem na segunda aula,avisem antes e vão tomar um ar. - O mesmo suspirou e viu ambos saírem,a garota claro que com o desanimo visível caminhava lentamente.

Fora da Sala o silêncio reinou entre os dois,Erza de cabeça baixa e Gray mexendo no celular. Até que o moreno clica em algo e põe o celular próximo ao ouvido e logo em seguida da para Erza.

Gray : - Toma,é o que você precisa ouvir. - Após ouvir isso a ruiva permanece de cabeça baixa,apenas moveu seus olhos mel em direção a Gray e pegou o celular,notou que era uma conversa com Natsu e um áudio a ser escutado,assim apertou o play e levou o aparelho em direção a orelha.

Natsu : - Relaxa,estou bem. Só preciso dessa semana para colocar as coisas no lugar... E avise a Erza que me isolarei essa semana,preciso disso,mas assim que der eu volto. - E assim ela tira o celular perto do ouvido,de fato era o que precisava ouvir,estava mais calma,mas ainda sim não melhorava em nada seu ânimo.

Gray : - Já faz uma semana ... - A ruiva assentiu,Gray notara que obteve reação. - Eu queria poder dizer que está tudo bem,mas não está,principalmente para vocês três... Então queria que melhorassem seus humores,só que eu seria ingrato com o espaço de vocês ao ver o que ocorreu,por isso levem o tempo que for necessário,para os três só tenho um recado : Eu estou aqui e irei cuidar de você,se cuida Rosinha. - Assim que disse isso próximo ao telefone o Moreno olhou para a garota,que permanecia neutra. - Isso serve pra você também Ruiva. - E assim se pôs a andar na frente assim que ouvirá o sinal tocar.

Caminhando lentamente a moça seguiu o moreno,claro que ele muito mais a frente,ela ia a passos calmos quase parando e depois de um longo tempo parou em frente a porta,levantou a cabeça e bateu. Ouviu-se um "entre" e a mesma assim o fez,seguiu em direção ao professor lhe entregando o papel que o diretor lhe deu,e em seguida foi para seu lugar,sem falar com ninguém e ignorando tudo a sua volta.

Ao sentar-se abaixou a cabeça,pensativa a mesma decide parar de se isolar e prestar atenção na aula,que ocorreu normalmente,mas o clima estava pesado na Fairy Tail... Era um clima frio... Podia se dizer : Morto,logo na escola que era animada e quente,conhecida pelos seus alunos problematicos juntamente aos eventos extravagantes e claro : as enormes confusões aonde quer que vá.

Algumas pessoas da sala lhe dava bom dia e a mesma apenas acenava,isso era estranho. Alguns reparavam o comportamento dela e até perguntavam de Natsu,o que lhe desanimava mais ainda. Ao sinal tocar a garota esperou todos saírem e após toda a burulheira ter sumido ela deduziu que todos tinham saído,errado,seus amigos a esperaram e como se nada tivesse acontecido e da mesma forma que entrou na escola ela seguiu,ignorando a todos,sem falar com ninguem. O grupo todo olhou para e em seguida a Gray,o mesmo apenas fez um sinal de negação oque fez todos entenderem que ela queria o espaço dela.

No meio tempo,ela pegou lanche e foi para o local que ela e Natsu escolheu para relaxarem,ambos ficam em uma paz enorme naquele local,apesar de ser distante poucos ia aquele grande local,o que dava um ar de relaxamento a todos,bom para pensar para quem frequentava ali. A garota comeu e foi em direção a uma enorme árvore,na qual todos sabiam que ela e Natsu ficavam ali e por respeito ninguém ousava ficar lá apesar de ser um local público. Assim que chegou perto a mesma lembrou de Natsu sorrindo ali conversando com ela,deitado em seu colo contando seus planos futuros e quando quase se beijaram,a mesma suspira fundo e resolveu sentar,sentou-se de forma preguiçosa quase que deitada e assim a mesma cochilou...

Erza : - "Já faz uma semana... Natsu." - Pensou e logo cochilou.

"-FLASHBACK - SONHO ON"

"Após a conversa com os policias que estavam fazendo uma geral no local,Natsu,Erza e Wendy ficaram desamparados,Erza segurava suas Lagrimas,Wendy chorava que indicava que não pararia tão cedo... Ja Natsu apenas tentava absorver a informação,segurava suas lágrimas ao maximo,aquilo que sempre achou que nao fosse acontecer ocorreu e do pior jeito. O rosado mantinha o semblante firme e neutro,mas era inegavel que estava assustado,seus olhos estavam arregalados e ele se desligou do mundo,chamavam por ele e nada respondia,apenas viram uma fina lágrima cair.

Policial : - Sr. Natsu ? - Não obteve resposta,assim o policial resolve chamar a atenção com um toque no ombro do rapaz e assim o fez,surtiu efeito o rapaz "acordou" na hora.

 Natsu : - O-oi,perdão. Estava em devaneios. - Sua voz saiu fraca,o animo do rapaz era 0 e estava nítido em sua aparencia abatida.

Policial : - Olha... Não sei como lhe dizer,mas... As possibilidades de sobreviver de ambos.. É quase nula,com o impacto do carro poderia até tentar a sorte já que existira 50% ou mais. - Suspirou e continuou. - Mas o impacto da Explosão... Ainda mais que foi direto,sem chance de reação... Estão irreconhecíveis,sei que não deveria falar isso,mas,se quiserem dar uma olhada. - O Pm falava sem jeito e aguardava sinal de Natsu,o rosado apenas negou com a cabeça,Erza de longe ouvirá tudo e estava desesperada.

Erza : - De novo no... Pai,mãe... - E desabou em lágrimas."

-FLASHBACK - SONHO OFF-

Erza levantou rapidamente suando,mais uma vez acabar de ter um sonho ruim,horrivel por sinal,o que pra ela era quase rotina,mas agora estavam piores. Logo o sinal toca chamando a atenção da garota.

Erza : - Droga... De novo esse sonho. - Sem querer e sem a ruiva perceber já estava chorando,a fina lágrima descia tão calmamente que a garota nem reparou. A moça se levantou e bateu a roupa assim indo em direção a sala,caminhava lentamente e ainda sim pensativa,sim,seus pensamentos estavam rondando o acontecimento da última semana e em Natsu.

Chegou a sala e foi direto para seu lugar,novamente sem falar com ninguém e ignorando a todos. O grupo que permanecia com ela junto no dia a dia estava estranhando,mas não ousaram responder por saber do que se tratava,mas eles queriam saber mais do envolvimento dela com a família. A aula ocorreu normalmente,logo voltou a zona para a sala mas a mesma permanecia quieta pensativa,estava tão distraída que nem percebeu o último sinal tocar.

Gray : - Ei Erza... Deu o sinal,vamos. - Gray tocou o ombro dela e a mesma apenas concordou,saiu em direção a saída bem lentamente,estava prestes a tomar uma decisão,sua feição se fechou ficando seria enquanto colocava a mão no queixo,o pessoal a sua volta conversava mas horas ou outra prestava atenção nas ações da ruiva.

Erza : - "É isso! Não vou deixa-lo de novo." - Foi andando um pouco mais rápido que os outros,de repente a ruiva começa a correr,mas antes de chegar a esquina que ela usará para ir a sua casa ela levanta o braço e acena para todos,todos responderam com um "Se cuida",apenas Gray reparou que ela foi na direção oposta da que sempre ia.

Gray : - Isso,cuide dele... - Era quase inaudível sua voz,mas chamou a atenção de Lucy. O mesmo sorria olhando para onde a Ruiva virou.

Lucy : - O que disse ? - Mostrava dúvida na feição,mas o moreno continuou sorrindo e pareceu não se importar muito com a pergunta.

Gray : - Não é nada hehe. Eu to indo,se cuida galera! - Saiu em direção a sua casa,estava animado e não entendia o porque,talvez o dia lhe proporcionasse surpresas,quem sabe...

(...)

Erza : - "Sim,não posso deixa-lo de novo.. " - Arfava enquanto corria devido a enorme velocidade que usava para chegar ao destino. - "Na verdade,não devo deixa-lo,desculpa Natsu,mas sua privacidade também é a minha,foi assim que crescemos. Você irá me ouvir custe o que custar,não esta sozinho!" - Depois de uma semana de angustia e desanimo,Erza finalmente se permitiu sorrir,estava radiante e transbordando boas vibrações. Assim que chegou a seu destino,viu aquela enorme casa com um Enorme D também.

Erza : - Exagerados como sempre. - Sorriu levemente,ao chegar próximo da companhia a mesma toca com uma voz pedindo identificação. A mesma informou seu nome e assim como o sistema pediu ela fez um scanner da sua vista na caixa de segurança.

Autorizado,Bem Vinda Senhorita Erza Scarlet.

Foi tudo que ouviu após aquele enorme portão ser aberto,caminhava olhando gentilmente para cada canto,lembrava um pouco a última casa,as rosas favoritas de Grandeneey,tão cuidadas e belas como a dona,se entristeceu ao lembrar da mulher,mas se recompôs e viu que no enorme jardim poesia um banquinho quase que próximo a janela,reparou bem e lembrou.

"Sempre que quero pensar ou que estou triste,eu venho para esse banco,não sei porque,mas tenho muito afeto por ele.."

Se recordou de quando era pequena e disse isso para a única pessoa que confiava nos primeiros meses na mansão : Grandeneey Dragneel. A moça olhou para aquilo pasma,não sabia que ele iria parar ali,reparava queria apesar de estar um pouco empoeirado estava bem conservado,mostrava que sempre foi cuidado.

??? : - Bonito né ? Minha mãe sempre sentava ali quando queria pensar ou quando estava triste. - A ruiva se assustou,ao olhar viu a pequena Wendy sorrindo fraco,seu estado era normal,apenas mantinha umas boas olheiras,sinal de que noites foram mal dormidas.

Erza : - ... - A ruiva nada pode falar,apenas a olhou com dó e um enorme sentimento de lhe abraçar,mas foi surpreendida,Wendy quem lhe abraçou. Arregalou os olhos e retribuiu com todo carinho e saudade do mundo,a sua pequena Wendy cresceu.

Wendy : - Entre,o nii-san está lhe esperando no quarto dele. - Assim que aruiva ia entrar parou ao escutar. - E me perdoe,eu não sabia da história toda e lhe joguei toda a culpa,Natsu me contou tudo e eu me sinto um lixo,perdão,perdão Erza-nee-san! - Chorou um pouco e parou ao sentir um abraço igual ao que sua mãe lhe dava,assim como um beijo na testa,o abraço era tão quente e apertado que nao foi preciso ser dito nada,ela apenas apreciou o amor que lhe foi dado.

A ruiva adentrou a casa e reparou que não mudará muito,alguns moveis trocou de lugar,mas aquele tom de realeza permanecia na casa,era como se fosse o Rei,a Rainha e seus principes,mas o vermelho juntamente ao dourado da casa dava um ar selvagem e mostrava o quanto aquela família adorava os seres mitológicos,os antigos reis do mundo da fantasia : Os Dragões,e olha,combinava muito com a familia deles.

Subiu as escadas e se deparou com uma porta totalmente vermelha.

Era : - "Alguém é tão maluco quanto eu por essa cor. - Uma gota formou-se na sua cabeça. Entrou no quarto e esperava ver tudo escuro,mas ao contrário o quarto estava bem iluminado e surpresa... Natsu estava se trocando.

A ruiva ficou da cor de seus cabelos e rapidamente saiu de lá,ouviu um "pode ficar",mas ignorou era constrangedor demais,assim que ele terminou ele pediu para entrar,ele estava próximo a varanda de seu quarto,a mesma ia acompanha-lo,mas ele interviu e veio de encontro a ela,ele foi em direção a ela totalmente sério,a mesma se assustou,mas se pôs firme.

Natsu : - Senti sua falta.. - O mesmo sussurrou em seu ouvido. A garota arrepiou todane se surpreendeu,aquele abraço quente que só ele sabia dar e ela sentia falta estava diferente,esse estava mais intenso e muito quente. Se aconchegou ali mesmo e ficou até que ele separou.

Natsu : - Vou direto ao ponto.. - Ela permanecia hipnotizada pelo olhar dele,ele estava muito diferente,aquele ar de homem dele estava deixando ela hipnotizada,nem se tocou que ele a pegou no colo e colou na enorme cama vermelha dele.

Erza : - Espera Natsu... Eu..- Foi interrompida pelo dedo indicador dele. Viu o mesmo se aproximar do seu ouvido

Natsu : - Só quero ouvir duas palavras hoje,sua decisão : Sim ou não. - Se distanciou um pouco dela para lhe ver melhor,ele estava por cima dela,sua perna estava ao lado da cintura da garota,enquanto os braços "fechava" ao lado de seu pescoço,tirando qualquer forma dela sair dali. - Erza. . -

O olhar dela foi se arregalando pouco a pouco,coração ao mesmo tempo acelerando também enquanto corava.

Natsu : - Quer namorar comigo ? - O olhar dela arregalou e pode se ver lágrimas saindo de seus belos olhos mel,que com o sol batendo no quarto estavam extremamente claros,quase que amarelos.

Erza : - S-Seu idiota... - Com o coração quase saindo pela boca e transborando felicidade ela responde. - Que demora para pedir,eu aceito Natsu. - Ela não conteve a animação e o beijou,deitaram um ao lado do outro e começaram a se beijar,lentamente,aquele beijo apaixonado transbordando sentimento...

Naquele fim de tarde que era para ser conturbado,foi realmente feliz para Natsu e Erza,que permaneceram trancados curtindo a presença um do outro vendo o por do sol da varanda do quarto,sem dizer nada,ele apenas abraçando ela por trás e sorrindo feito duas crianças,Erza se vira encostando na varanda e olha fundo nos olhos ônix de Natsu que brilhavam quase que num verde esmeralda.

Erza : - Não sabe o quanto esperei para ouvir esse pedido,tava quase desanimando. - Dava uns selinhos no rapaz,que sorria bobo.

Natsu : - Isso foi ironia pela minha perda de memória ? - Fingiu estar emburrado pela fala dela.

Erza : - Claro que não idiota haha. - Sorria feliz,enquanto que o rosado a seguia sorrindo também,até que ele lhe da um longo selinho e separa deixando suas testas encostadas,podendo um ver o brilho do olhar do outro.

Natsu : - No Restaurante eu acho que você ouviu eu lhe chamando de minha mulher... - Ela se lembrou e corou concordando. - No é brincadeira,é daqui para o Altar Senhora Dragneel. Eu te amo muito. - Assim que ele terminou de falar ela o agarrou o com força o beijando enquanto que ele a levantava,ambos querendo apenas ser um só.

Erza : - Eu também te amo muito,meu Natsu.



Notas Finais


Esta ai galera,perdoem qualquer erro,obrigado pelos 6k de visualização e os +100 favoritos e claro os comentários,vocês são demais. Obrigado por acompanhar,até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...