História O Boato - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook)
Tags Bts, Escola, Junkook Amor, Kook
Visualizações 19
Palavras 759
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiii Pessoinhas! Turu bom? Então voltei e espero que gostem do ep e desculpas pelo erros ortográficos bjs no kokoro.

Capítulo 6 - Os negócios!


Fanfic / Fanfiction O Boato - Capítulo 6 - Os negócios!

- ANTERIORMENTE - 

Min-cha: VOCÊ NÃO É MAIS MINHA AMIGA! - Grita - 

S/n: Que pena! 

Vou andando e vejo o Jimin, mandou um beijo para ele que pisca pra mim. 

Vou para a sala e sento em meu lugar. 

- AGORA - 

Estava tudo normal. 

- QUEBRA DE TEMPO - 

Todos estão saindo e eu estou arrumando minha mochila até que sinto alguem me balançando , olho. 

- Oi! 

S/n: Oi!  o que você quer? 

- Então é que o Kwon me contou que você fez por ele, então eu pensei que.... 

Aquele boca aberta 

S/n: Que? 

- Você pode-se fazer o mesmo por mim. 

S/n: melhor  não, já estão me chamando de vadia. 

- Por favor! Todos ficam me zuando só peso sua ajuda. 

Se aproveitam da minha nobreza 

S/n : ok eu te ajudo. 

Ele sorri. 

- toma! 

Me entrega uma envelope. 

Abro e.. 

- Eu não sabia como te agradecer então, fica com isso. 

Era dois  ingressos pro um filme que avia acabo de sair no cinema. 

S/n: valeu. 

Ele sai e volto a arrumar minhas coisas. 

S/n: vou me arrepender disso!

Acabo de arrumar minhas coisas e saio da faculdade, esbarro em alguem e acabo caindo no chão. 

- Desculpas. 

Olho e era Jungkook, ele me ajuda a levantar. 

S/n: tudo bem! - abaixo a cabeça. - 

Jungkook : o que foi? 

S/n: Nada! 

Jungkook : Ninguém fica triste por causa de nada. 

S/n: E errado querer ajudar os outros? 

Jungkook : não! Mais não fique triste. 

S/n: como não todos estão me chingando. 

Jungkook : Quer sair comigo? 

S/n: melhor não! Você não vai querer sair com uma puta. 

Jungkook : Você não é uma puta, e não aceito não como resposta. 

S/n: ok! Jeon 

Junkook : me chame de Kook. 

S/n: estão vamos cinema! Kook! 

Junkook : vamos! 

Fomos andando até o cinema. 

Parece um sonho Jeon Jungkook me chamando pra sair, Talvez eu estava drogada e isso é um dos efeitos das drogas, mais eu não tenho dinheiro pra isso, então é capas que seja verdade. 

Chegamos no cinema e não aconteceu nada de ruim, nenhum carro me atropelou ou eu passei vergonha por alguma coisa que eu disse, por que quando se trata de passar vergonha eu ganho o Óscar, sou um imã que atrai vergonha e desastres, e pra melhorar não tenho nenhuma amiga, resumo a vida adora me foder. 

Eu entreguei os ingressos para moça e entramos, espero que role um beijo, pensando bem melhor não, eu qualse não vou ao cinema e quando vou, não vou ficar dando beijinhos, mais o Jungkook, acho que poso fazer esse sacrifício. 

Sentamos e o filme começa, estava tudo nas paz até que o casal do filme se beija. 

Olho pro Jungkook que tinha uma pipoca dentro a orelha, como foi parar lá não sei, mais eu comecei a rir feito uma Hiena dando a luz, ele me olha e começa a rir, as pessoas nos chamavam de tantos nomes que eu teria que pegar um dicionário para ver o significado de tudo aquilo, e adivinha fomos espulsos do cinema, estávamos do lado de fora. 

S/n: Seu Doido. 

Jungkook : Não foi eu que ri do nada. 

S/n: Você estáva com uma pipoca na orelha. 

Jungkook : Que qui tem? Eu estava guardando para mais tarde. 

S/n: kjkkkkkk besta kkkk. 

Jungkook : tem uma coisa na sua bochecha. 

S/n: aonde?

Jungkook : Aqui! 

Ele coloca a mão no meu rosto e me dá um beijo, foi tranquilo, nos separamos e nunca pensei que diria isso mais QUE HOMAO DA PORÁ! sorri compretamete vermelha, ele junta nossas mãos e entrelaça nossos dedos, fomos andando a caminho da minha casa asim, ele contava piadas muito sem graça mais eu ria feito uma louca que acabou de sair do hospício. 

Depois de andar um pouco chegamos e, me despedir dele e entrei em casa. 

Omma: garoto bonito. - brota tô quinto dos infernos. - 

S/n: eita K7 

Omma: olha a boca. 

Me olho no espelho que avia na sala. 

S/n: aí está no mesmo lugar. 

Omma: kjkkkkkk já pensou em fazer estandape? 

S/n: desculpas omma!

Omma: mais e aquele garoto que veio aqui? 

S/n: ele é gay! 

Omma: Que pena! Mais por que essa cara? 

S/n : É que eu ainda estou assimilando tudo que aconteceu! 

Omma: tudo bem mais toma banho que o jantar está qualse pronto e você vai me contar tudo . 

É foi aí que eu entrei para os negócios mais sem saber eu já estava neles a muito tempo. 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...