História O Bobo Da Corte - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, sairão novos capítulos todas as Quartas ás 17:00 (pelo menos... É pra ser).
Até a próxima e boa leitura!

Capítulo 4 - Lealdade


Fanfic / Fanfiction O Bobo Da Corte - Capítulo 4 - Lealdade

— (Jin) Ora, SEU FILHO DA PUTA! QUEM VOCÊ PENSA QU- — Antes mesmo de Jin terminar, o homem de capuz preto o ataca, com um corte profundo em sua garganta, fazendo jorrar sangue por todos os lados da taverna.

— (Homem de Capuz) Vossa Alteza!! Sua inocência ainda lhe trará problemas! — Diz o homem de capuz, se curva diante a garota.

— (Garota) Mas… Como eu ia saber ''Willahelm''? — Diz garota com um semblante triste estampado em seu rosto.

— (Willahelm) Vossa Alteza! Não há como você saber de cara se alguém, é bom ou é mal, porém, deve ser cautelosa, Vossa Alteza. E sinceramente… Eu não sei o que se passa em sua mente para vir a um lugar como este, Vossa Alteza!!

— (Garota) Eu quero viver, Willahelm! Eu não quero ficar dentro do castelo para SEMPRE! Não é que eu não
goste de lá, só… Eu só quero conhecer lugares novos, Willahelm. — Diz a garota com um brilho em seus olhos.

— (Willahelm) Mas… Para isso precisava ''fugir'' do castelo? Seu pai, o rei, ficará preocupado com a vossa segurança, Alteza.

— (Princesa) Meu pai, o rei, NUNCA me deixaria sair sozinha pelas ruas de ''Cortscell'', Willahelm!

— (Willahelm) MAS, É CLARO, VOSSA ALTEZA!! — Diz Willahelm, se levantando, agarrando o braço da princesa e á puxando em direção a porta da taverna.

Enquanto ele a puxava para fora, ela se debatia mais e mais, porém, Willahelm, mantinha sua mão firme no braço da princesa, o que fez com que a taverna se enchese de sussurros novamente. Willahelm, abre a porta bruscamente e a fecha tão forte como á abriu.

— (Princesa) ME SOLTA, WILLAHELM!! - Diz a princesa com um olhar raivoso, como o furacão mais forte que já passou por esta terra.

— (Willahelm) Olhe para este lugar, vossa alteza. — Diz Willahelm, soutando o braço da princesa e gesticulando para olhar em volta.

A princesa olha ainda com raiva e a acariciando seu braço, mas, ela percebe ao olhar em volta, homens brigando, enfermos pelos chãos dos becos, várias risadas vindo de um beco próximo, com vozes masculinas pronunciando as seguintes freses: ''Senta vai sua vadia!'' ou ''chupa vai! E negações femininas, como: ''Não p-por favor, todo menos isso!'' ou ''Não eu sou casada! Eu tenho família!!'', e logo após se ouvia um barulho de espancamento e gritos estridentes, uma cena deplorável.

— (Princesa) C-como isso… Quando eu passei aqui hoje de manhã… N-nada disso… — Diz a Princesa de cabelos lisos, longos e trançados cabelos negros, olhos de mesma cor, um vestido azul simples e decotado, sapatos vermelhos e lagrimas em seus olhos.

— (Willahelm) É assim mesmo, vossa alteza… Coisas assim acontessem o tempo todo, ás vezes de uma hora para outra. — Diz Willahelm, se aproximando da princesa, parando logo a sua frente e novamente, se curvando.

— (Willahelm) Por isso! — Diz Willahelm, retirando sua capa, revelando cabelos curtos e brilhantes de cor branca, com olhos dourados como o ouro mais puro, uma camisa cinzenta, um cinto com duas adagas, presas nele, calças pretas, e sapatos negros, que brilhavam ao toque da luz do luar.

— (Willahelm) Eu Willahelm Valloz Di Marqueduque, lhe ofereço minha proteção, vossa alteza, princesa Charllot Keel Miss Forhaz.


Notas Finais


Obrigado por ler! E críticas construtivas são sempre bem vindas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...