1. Spirit Fanfics >
  2. O bom garoto. >
  3. Capítulo Único.

História O bom garoto. - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único.


Yedam fora obrigado a se casar com Jaehyuk para que as empresas das famílias Bang e Yoon se tornassem apenas uma, e com isso gerassem cada vez mais e mais dinheiro. O jovem Bang não pôde fazer nada contra aquilo, afinal, sempre foi um bom garoto, aquele que obedecia calado e fazia todas as vontades dos pais, bem, ao menos até agora.

O relacionamento de Jaehyuk e Yedam até era bom, o Yoon era um rapaz até bem doce e carinhoso, mas assim como seu pai, pensava apenas em dinheiro, gostava de satisfazer apenas suas vontades e desejos, as vezes mal se importando com o que marido queria pra si; Yedam vivia como se estivesse em cativeiro, seus pais o fizeram se afastar de todos os seus amigos, e quando tentava se reaproximar, apanhava e era ameaçado, e o pior era que Jaehyuk não podia fazer nada contra tudo aquilo, apenas cuidava de seu pequeno quando acontecia. Yedam não tinha vida, era obrigado a sempre aceitar tudo calado e fazer as vontades daqueles que agora sentia nojo... Afinal, ainda era um bom garoto.

- Vocês não preferem passar a noite aqui hoje? Já está bem tarde, pode ser perigoso voltarem agora.- Sugeriu Jaehyuk ao senhor e senhora Bang, tinham acabado um jantar em "família" e os pais do Yoon já se preparavam para dormir ali também.

- Sim pai, é melhor passarem a noite aqui, amanhã vocês voltam.- Concordou Yedam com o mesmo sorriso doce de sempre nos lábios, abraçando um dos braços do marido.

- Bom, já que insistem...- O senhor Bang sorriu abertamente, com certeza tinha sido uma ótima ideia casar o filho com aquele rapaz.

                              •°•

Já se passavam das três da manhã quando Yedam se levantou, tomando todo cuidado do mundo para não acordar o companheiro e indo direto para a cozinha, claro, não sem antes confirmar que todos na casa já estavam dormindo.

O recém adulto não demorou a voltar para o quarto que dividia com Jaehyuk, escondeu o objeto que trazia consigo nas costas e se sentou no colo do marido, que aos poucos foi acordando.

- Yedam? O que está fazendo acordado?- Perguntou confuso, mas abrindo um sorriso quando recebeu um selinho do mais novo.

- Eu precisava fazer algo...- Disse calmo, tirando a faca de trás do corpo e a mostrando para Jaehyuk, que se assustou e tentou tirar o marido de cima de si, não entendia o que estava acontecendo e tinha medo do que o mais novo faria. - Não precisa ter medo de mim, eu não vou te machucar. - Se inclinou para deixar um selar nos lábios bonitos do outro e sorriu para o mesmo antes de voltar a falar. - Arruma as nossas coisas e se prepara pra fugir, eu já volto.

Depois disso, Yedam foi mais cuidadoso, não poderia acordar um dos pais porque senão todo o plano daria errado, precisava ser rápido e certeiro... Com apenas algumas facadas direto no coração, o senhor e a senhora Yoon foram os próximos.

Em seguida, o pequeno Bang seguiu para o quarto em que os pais estavam, não hesitou em fincar o mais fundo possível a faca no coração de sua mãe, duas vezes foram o suficiente.

E parado ao lado da cama, Yedam observava o pai dormindo tranquilamente, uma, duas, três facadas no estômago, quatro, cinco, seis no coração, e ali, naquele quarto de Hóspedes, o senhor e a senhora Bang perdiam suas vidas, assim como Yedam perdeu anos antes.

- Eu não sou um bom garoto, papai.

A partir dali, tudo aconteceu muito rápido, assim como foi pedido por Yedam, Jaehyuk fez o possível para arrumar tudo que precisariam, já tinha ideia do que o amado faria e não tinha vontade alguma de o empedir. Quando viu o Bang entrando no quarto que dividiam novamente com as roupas e mãos sujas de sangue, sorriu abertamente e o ajudou a se trocar e limpar, dizendo em tom divertido quando já estavam no carro, bem longe daquela casa. - Você é doido... E eu te amo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...