História O bombeiro e a florista - Marichat - Capítulo 139


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nathalie Sancoeur, Nino, Nooroo, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Fogo, Marichat, Plakki
Visualizações 36
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada pelos comentários , espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 139 - O começo dos planos


___ Bem, o que vamos fazer com os demais reféns , assim que tudo terminar ? - Kléber olhando para o companheiro, querendo saber sobre o restante dos reféns , dando um sorriso diabólico para ele .

 

 

 

___ Está pensando em matar alguns deles , meu amigo, você não toma jeito mesmo, mas queremos apenas sai com o dinheiro de hoje , então, nada de matar , porque isso pode ser muito danoso para a gente ! - Moisés olhando malicioso para o amigo, comentando sobre a sede de matar do seu amigo , dizendo que eles apenas queriam o dinheiro, vendo a reação negativa do seu amigo.

 

 

 

___ Então, eu trouxe a arma para ameaçar para as pessoas , que chato ! - Kléber ficando deprimido com o plano do seu amigo, olhando para o cano da arma, ficando frustrado com aquilo.

 

 

 

 

___ Não fique assim , meu amigo , em breve vai usar a sua arma em um outro plano , mas neste , vamos apenas com o nosso dinheiro , bem, eu vou indo ao banheiro, você cuide de tudo até eu voltar ! - Moisés sorrindo para ele , dizendo que ia usar a arma dele , dizendo que ia ao banheiro, pedindo para que o seu amigo cuidar das coisas, começando a ir embora para o banheiro.

 

 

 

 

___ Está bem, chefe, pode deixar comigo ! - Kléber aceitando o pedido do amigo, vendo a saída do chefe ,aguardando a sua arma em seu bolso, ficando deprimido por não matar ninguém hoje.

 

 

 

{ … }

 

 

Enquanto o Moíses estava indo embora para se aliar no banheiro , Marinette e Alya ouviram toda a conversa entre os dois bandidos , ficando chocadas com o plano deles , então, as amigas começaram a discutir sobre o que ouviram da conversa deles.

 

 

{ … }

 

 

___ Você ouviu isso mesmo, Marinette, o Kléber queria matar qualquer um de nós mesmo assim , que safado ! - Alya olhando sério para o bandido , comentando sobre a sede de matar do bandido para amiga , olhando feio para o bandido deprimido.

 

 

 

___ Isso mesmo , mas eu acho que a gente pode ser aproveitar isso , eu creio que encontrei o ponto fraco da dupla de bandidos ! - Marinette concordou com o comentário da amiga , dizendo que tinha planejando um bom plano para acabar com a dupla do crime , olhando bem para o bandido deprimido.

 

 

 

 

___ Ah , em que está pensando , amiga ? - Alya ficando admirada com a calma de sua amiga , ficando curiosa para conhecer o plano da azulada para separar a dupla de criminosos , olhando curiosa para a mesitça.

 

 

 

___ Eu vou falar em seu ouvido , assim os bandidos não vão desconfiar ! - Marinette olhando para a morena , dizendo que ia contar sobre o seu plano no ouvido da sua amiga , olhando bem para o bandido olhando deprimido para todos.

 

 

 

___ Ah sim , eu estou a ouvidos , amiga ! - Alya devolvendo o olhar da amiga , inclinando para o lado para escutar sobre o plano da sua amiga , esperando para que a azulada comece a contar o seu plano para ela.

 

 

 

 

{ … }

 

 

Enquanto a azulada estava contando sobre o seu plano para a sua amiga , Alya com detalhes , enquanto os demais reféns estava em silêncio, com medo de ser uma das vítimas deles , olhando deprimindo um para o outro, com medo de não voltar para casa naquele dia.

 

 

 

{ … }

 

 

 

~ Quebra de tempo - No banco – No lado de fora.

 

 

 

 

No lado de fora do banco , no cerco dos policiais , os homens da lei estavam começando a preparar o Chat para entrar no banco para soltar o restante dos reféns , assim como prender os responsáveis , um dos policiais tinha vindo com um colete a prova de balas para o bombeiro gato.

 

 

 

Assim que ele chegou , o policial entregou o colete a prova de balas para o seu chefe, depois se retirou em seguida , voltando para o seu lugar.

 

 

{ … }

 

 

 

___ Obrigada, Jack , bem , aqui está o colete que a gente prometeu para você,senhor Noir, você sabe usar o colete ? - Maicon agradeceu o colega que tinha ido embora, mostrando o colete para o gato , perguntando se ele tinha usado um colete.

 

 

 

 

___ Eu sei sim, Maicon , eu já vi isso em um filme de ação que eu assisti uma vez , não muito complicado de usar isso , mas uma vez , obrigada por sua ajuda ! - Chat respondendo a pergunta do policial, respondendo que tinha visto o uso em um filme de ação , agradecendo o policial.

 

 

 

___ Bem,eu vou confiar em sua palavra, então, já sabe sobre o nosso plano para libertar o restante dos reféns deles, inclusive a sua namorada , então, aqui está aqui ! - Maicon acreditando no gato, entregando o colete para o bombeiro, perguntando sobre o plano deles para a libertação dos réfens .

 

 

 

 

___ Sim, eu sei sim , por isso , eu vou ser bem cauteloso com isso ! - Chat dizendo que conhecia o plano deles , prometendo que ia ter cautela com o plano.

 

 

 

___ Eu vou confiar em você, aqui está o seu colete a prova de balas ! - Maicon aceitando a resposta do gato, entregando o colete para ele , dando um voto de confiança.

 

 

 

 

___ Obrigada mesmo, agora, eu vou vestir ele ! - Chat recebendo o colete, começando a vestir, agradecendo a ajuda do policial, vestindo o colete em seu corpo.

 

 

 

___ Eu também quero ir com o meu amigo , não é somente a namorada dele está sendo mantida como refém , mas minha namorada também está lá ! - Carapace vendo o seu amigo vestindo o colete que deram a ele , decidindo que ia junto na missão do seu amigo , querendo um colete para ele também.

 

 

 

 

___ Bem, você tem razão, você é mais calmo de vocês dois , pode ir também , Carapace ! - Maicon ouvindo o pedido do moreno, aceitando sem pensar duas vezes, comentando que o moreno era bem calmo naquele tipo de situação, olhando calmo para ele.

 

 

 

 

___ Bem, assim vamos juntos , salvar as nossas namoradas dos bandidos, eu também quero dar uma boa surra , naquele mentiroso do Moisés , por fazer a gente de bobo ! - Chat terminando de colocar o colete , desejando dar uma boa surra no mentiroso do porta – voz , olhando sério para si mesmo.

 

 

 

___ Desta vez , eu vou concordar com você, meu amigo, ele é realmente mentiroso , eu imagino que ele aprendeu a Lila sobre a arte de mentir ! - Carapace concordando com o seu amigo , olhando sério para o seu amigo, fazendo um comentário irônico com as mentiras do porta – voz do bandido.

 

 

 

 

___ Então, eu vou outro colega de equipe para pegar o seu colete a prova de balas , espere , está bem ? - Maicon acreditando nos bombeiros , pedindo para que o moreno espere ele entregar o colete para o moreno.

 

 

 

___ Sim, sim, obrigada mesmo, Maicon1 - Carapace aceitando o pedido do policial , agradecendo ajuda dele , olhando calmo para o policial.


Notas Finais


me desculpe por algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...