História O brigadeiro do meu vizinho (I want you) (Reescrevendo) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Hehehhe eu sei que demorei, mas k estou eu.

Meninas, eu queria deixar avisado aqui que, eu não tenho certeza se a fic vai ser finalizada cm 28 por aí, cm a antiga versão tá. Pode ser que eu termine antes, oque eu acho que não vou prolongar muito essa 2 temporada. (Eu ainda não tenho certeza) mas até lá ainda temos bastante capítulos pela frente né.

Hihihii

Boa leitura! 😚

Capítulo 4 - Capítulo 2


3 semanas depois ...

Hinata olhava a cidade através da janela do carro, em seus lábios, um sorriso feliz enfeitava seu lindo rosto corado e alegre. 

Itachi que dirigia enquanto olhava a estrada com atenção, curioso pelo silêncio de sua esposa ele olhou para ela de canto de olho, ele sorriu internamente vendo a face feliz dela. 

E como Hinata estava feliz, ela se sentia tão leve que tinha a certeza de que nada iria estragar esse momento. Ela suspirou olhando para Itachi.

— Sabe ... — ela começou colocando uma mão na coxa dele. Ele olhou rapidamente para a mão dela em seguida para ela. - Estou feliz por nosso casamento, por estarmos juntos agora, e que nada, nem ninguém vai nos separar.

Hinata disse com tanta convicção, que o Uchiha sentiu um arrepio estranho percorrer seu corpo. Dissipando essa sensação estranha, Itachi sorriu fazendo um leve carinho na mão dela e olhando a estrada.


.....

— Ah, olha só como vocês ficam lindos juntos. Meu Deus, eu até gozei só de olhar pra essa perfeição de casal. 

Hinata se engasgou com o pedaço de bolo e Itachi que estava ao lado dela, pegou um copo de água para morena tomar. Ino estava no apartamento que antes era só do Uchiha, mas agora pertencia ao casal. Não só a loira mas como, Anne, Sakura e Tenten estavam lá. As meninas apenas se encolheram de vergonha, todas ali já conheciam muito bem a Yamanaka para ter certeza de que ela iria abrir a boca e falar uma besteira.

— Ino, isso se fala. 

Anne disse olhando para Ino com vergonha. A loira deu de ombros e caminhou até o casal ficando entre os dois.

— Eu fico me perguntando, como seria o filho ou filha de vocês. Porra, olha ...

— Tá, já deu né! — Sakura tomando coragem, puxou Ino para longe. — Acho melhor deixarmos vocês descansarem. Devem estar cansados.

— Ah meninas, eu senti muita falta de vocês. Vamos combinar de sair para colocarmos o papo em dia.

Sakura e as outras concordam, cada se despede da morena. Mas, uma em especial chamou a atenção de Hinata, que olhou preocupada.

— Você está bem.!?'

Anne que se encontrava de pé em frente a nova Uchiha, sentiu os olhos arderem, Hinata uniu as sobrancelhas assustada. Olhando para o marido, em um pedido de ajudo mudo, Itachi olhou para Anne e em seguida suspirou derrotado. Ele não confiava muito nela, mas todos merecem uma segunda chance.

— Acompanho vocês até a porta. — Sakura e Ino encararam Itachi incrédulas, não era pra menos. Itachi não era muito de falar. 

Enquanto o Uchiha acompanhava as meninas até a porta, Hinata estava na cozinha ajudando Anne a sentar-se na cadeira.

— Vamos lá, sinto que você não pode esperar para me contar as novidades, não é mesmo?!

Anne sorriu abaixando o olhar e fungou logo em seguida. Suspirando, a morena colocou as mãos com as palmas viradas para cima e abertas, Hinata colocou as mãos sobre as de Anne.

— Estou gravida de um mês e vinte e um dias. — Hinata congelou o sorriso em choque. Anne olhou com receio, afinal Hinata e Neji são muito apegados um ao outro. — Eu ainda não contei para o seu primo, você é a primeira pessoa pra que eu contei. 

— Nossa ... — a Uchiha piscou saindo do choque e sorriu se levantando e puxando Anne para um abraço apertado. — Eu fico muito feliz, desejo toda felicidade pra você e o Neji. Vocês merecem muito isso. 

— Você poderia me dar dicas de como poder fazer uma surpresa. — Hinata se afastou de Anne olhando para ela com uma sobrancelha erguida. — É que, o pai da minha filha as coisas não foi bem .... e com o Neji é tudo diferente, eu me sinto amada de verdade. E quero fazer uma surpresa pra ele. 

Hinata sorriu contagiada, ela iria ajudar Anne, oque ela mais queria era vê-los felizes e uma família maravilhosa. 


.....

Izumi tomava um chá gelado no salão quando Kakashi se aproxima. O platinado sentou em frente a morena, que desviou os olhos da revista que lia encontrando os olhos escuros do Hatake. 

— Bom dia! — ele a cumprimentou com um pequeno sorriso nos lábios. — Manhã tranquila, não é?!

Izumi arqueou uma sobrancelha curiosa, largando a revista na mesa, ela cruzou as mãos apoiando os cotovelos sobre o tampo e o encarou.

— Pode-se dizer que sim. Mas .. — ela pigarreou limpando a garganta. — Porque está tão animado?!

Kakashi sorriu anasalado e passou a mão no cabelo. 

— Hoje a noite eu tenho um encontro. — surpresa com a confissão, ela entreabriu os lábios olhando para a mesa pálida. — É uma amiga minha de anos atrás, nós nos reencontramos por acaso.

— Hum. — foi apenas oque ela conseguiu dizer. Parecia que suas palavras haviam sumido. — Espero que se divirtam. 

Ela forçou um sorriso, não demonstraria sua insatisfação. Ela gostava dele, na verdade, amava. Mas o platinado parecia nunca a enxergá-la como uma mulher de verdade, tá mais para uma colega de trabalho e amiga.

Mais não era isso que ela queria, Izumi desejava mais do seu chefe. Ela desejava mais atenção, o devido valor. Oque as outras têm que ela não tem?! 

Definitivamente, isso tudo era uma droga, ela já estava cansada de sempre tentar correr atrás dele. Com uma discussão que acaba de tomar, Izumi decidiu-se amar primeiro, depois, vinha o amor ao … Hatake. 

Sendo observada por ele, a Uchiha voltou a pegar sua revista, no momento ela parecia mais interessante. 


....

A nostalgia estava tomando conta de Anne, ela estava feliz por duas coisas: a primeira, era que sua menina estava vindo para Nova York e ela não a largaria nunca mais. Segundo, porque estava tudo preparado, ela comprou um livrinho pequeno com o título "Manual de como ser um bom pai". Essa ideia partiu de Hinata, assim que ela saiu do ap da morena, correu para preparar tudo. 

O Hyuuga não estava em casa, como ele não queria que ela ficasse sozinha no apartamento, pediu que ela fosse morar com ele na mansão de sua família. Ela hesitou, não queria ser uma intrusa, mas quando ouviu de Hiashi que era bem vinda e que ela já fazia parte da família, se sentiu mais confortável em aceitar o convite do namorado. 

Anne se encontrava no banheiro, com os testes de gravidez marcando os dois pontinhos e o exame que também marcava o positivo. 

Ela suspirou sentindo a ansiedade querer colocar-lhe bobagens na cabeça como "ele não vai gostar de ser pai" entre outras várias idiotices. Ela girou o corpo saindo do banheiro e caminhando até a cama, onde uma caixa embrulhada para presente se encontrava, sentou na beirada e colocou os testes embaixo do travesseiro para que ele não visse. Ela se assustou quando a porta se abriu e um Neji cansado entrou no quarto.

— Oi. 

Ela disse sorrindo nervosa, o moreno a olhou suavizando o rosto que parecia abatido. 

— Que bom que te encontrei.

Ele caminhou até ela afrouxando a gravata e se inclinou para beijar-lhe. Foi um selinho demorado, mas cheio de carinho e paixão. Quando Neji voltou a ficar ereto, seus olhos encontraram a caixa.

— Ah. — ela murmurou receosa. — É para você.

Ela ergueu a caixa o entregando, ele arqueou uma sobrancelha animado. Sem dizer nada, ele abriu a tampa vendo um livro com o título "Manual de como ser um bom pai". 

— Olha só. — ele sorriu mostrando seus dentes branquinhos. — Já quer me deixar a par de tudo não é?! Saiba que vou tratar Kath como se fosse minha filha. Oque ela já é. 

Anne sorriu se levantando e o abraçando, ela sentiu sua mãos tremerem e seu coração bater tão rápido, que ela poderia enfartar. 

Ela o soltou, Neji sentou na cama de costas para ela, enquanto isso, Anne sentou-se atrás dele e pegou os testes. Medo, ela estava com muito medo da reação dele. Mas agora já era tarde, não tinha como voltar atrás. 

Fechando os olhos com força, Anne guiou sua mão que segura os testes até em frente os olhos do Hyuuga. Ela sentiu a mão dele tocar na sua pegando os testes. Ela abriu os olhos curiosa, Neji estava olhando para tudo calado, ela ficou de pé indo para frente dele. 

— Neji …

— Você está grávida mesmo?! — agora seus olhos a encaravam. Ela sentiu um arrepio quando os olhos dele chocaram-se com os seus, estavam mais intensos do que antes. 

Ela desviou os olhos e assentiu. Neji colocou tudo de lado e se levantou a pegando no colo fazendo com que ela desse um pequeno gritinho. Ele a rodopiou enquanto sorria alto. 

— Eu vou ser pai … vou ser pai. 

Ele gritava tanto, que Hanabi e Hiashi entraram no quarto assustados.

— Mas oque está acontecendo aqui?!

Neji olhou para o tio e a prima que continuavam olhando para eles pasmados. 

— Vou ser pai, eu vou ser pai. 

Ele soltou Anne e foi até o tio e a prima os abraçando. 

Anne apenas olhava tudo aquilo com os olhos cheios de lágrimas, Hinata estava certa, Neji era um homem de princípios, mesmo tendo um temperamento um pouco difícil de lidar às vezes.


…..

Na cozinha preparando algo para comerem, Hinata parecia alheia. A campainha tocava sem parar e a nova Uchiha parecia estar tão ligada na cozinha que sequer ouviu.

— Oque você está fazendo aí, não ouviu a campainha tocar?! 

Ela sentiu Itachi a prender contra o mármore da pia, suspirando quando sua mão deslizou para dentro de sua camiseta e tocando sua barriga. 

— E oque você faz aqui, que não foi atender ainda?! 

Ele sorriu ladino e mordiscou a ponta da orelha dela se afastando logo em seguida e indo até a porta. Sem olhar pelo olho mágico, Itachi abriu a porta e congelou ao ver quem estava parado do lado de fora. 


Notas Finais


Hahahahh ☻😏🤘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...