História O brilho nos meus olhos - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Visualizações 225
Palavras 2.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos a mais um Cap?! ;)♡

Capítulo 10 - Capítulo 10


Fanfic / Fanfiction O brilho nos meus olhos - Capítulo 10 - Capítulo 10

        POV’S SASUKE

A noite estava tediosa!

Eu observava o movimento das ruas pelo a janela, enquanto o frio que não fazia aquela noite me consumia

Eu provavelmente seria a última pessoas a sair daquela empresa hoje, minha empresa; não que tivesse coisas para resolver mais eu precisava de um tempo só, com os meus fantasmas e esse privilégio de ficar só eu não teria mais em minha própria casa, mesmo que a vontade absurda me pedisse para correr para lá eu não faria

Pensei está ouvindo coisas quando ouço Batidas que vinha da porta de madeira e ecoo por todo o cômodo. me surpreendendo por ainda te uma alma viva ali que não fosse eu

_ entre_ digo no meu tão habitual, me matando de costa para a porta ouvindo os passos firmes do ser que passava pelo a porta

_ não me surpreendo em vê-lo aqui a esse horário!_ aquela voz que tanto odiava ecoo por toda sala

_ já eu não digo o mesmo_ falei olhando por cima do ombros o homem que estava atrás de mim, logo ouvindo o seu riso baixo_ diga o que quer_ odiava cerimônias

_ quero a cabeça de dois homens fora do corpo_ disse me fazendo animar um pouco, finalmente teria um pouco de diversão essa noite, sorrir de canto e me viro para encara aquele ser que eu tanto odiava, porém em nossas veias corria o mesmo sangue sujo

_ por que não procurou um de seus brinquedinhos patéticos_ o encarei _ me deixou cinco meses no Preto e branco, pedindo para qualquer das suas marionetes fazer os serviços sujos...

_ estou falando com o melhor brinquedo que tenho_ me encarava _ você e o única que é capaz de fazer esse serviço sobrinho, sem deixa sujeira para trás

_ Eu não sou um dos seus brinquedo seu velho_ Rosnei baixo e o mirando nos olhos com ódio

_ e claro que não é _ sorrir sarcástico _ você e minha família _ cada palavra dita por esse verme a repulsa apenas aumentava. eu odiava ter que chama-lo de tio, odiava ter o mesmo sobrenome e o mesmo sangue que ele é odiava ainda mais fazer os trabalhos sujos dele

_ manda endereço, e fotos das pessoas que quer morto. Tratarei disso hoje mesmo _ passei pelo o mesmo indo até a porta, após pega minha bolsa sobre a cadeira e sair porta a fora

Peguei meu carro um Audi S8 na cor preto e dirigir pelo a rodovia, sentindo minha cabeça doer e me perdendo em meus pensamentos, até que o irritante barulho do celular me tira dos meus devaneios me fazendo acorda para a realidade que eu tanto odiava

Merda de vida!

Suprimia minha raiva em arranca cabeça e acaba com vidas de pessoas que não mereciam estava nesse mundo, sendo que eu também não merecia esta aqui; ironia não?!

Estaciono em frente a mansão uchiha, minha casa. A observo de fora ainda dentro do quarto, percebendo a escuridão presente ali. Pego o maldito celular onde já estavam a informações de meus próximos alvo.

Não nego o quanto eu gostava disso, de adrenalina e pode amedronta e brinca um pouco com os homens que se acham os todo poderoso e confesso ser algo bom saber que tenho a vida deles em minha mãos

Assim como já fui amedrontado, eu sabia qual era a sessão e gostava de faze-los sentir o que já sentir. Faze-los passa pelo o que passei

Sair do carro rumo a porta de entrada deixando o carro ali na frente mesmo, pois logo mais eu sairia novamente

Entro em silêncio, subo as escada e vou ao meu antigo quarto. Troco de roupa com dificuldade por conta da dor que estava presente em meu corpo desde de cedo.

Arrumava algumas armas em lugares estratégicos do meu corpo, quando ouço o barulho da porta ser aberta

_ não vai dormi com sua esposa hoje? _ a voz de Itachi ecoo por todo o quarto

_ onde estão seus modos ?_ disse sem dirigi-lhe o olhar ainda arrumando algumas coisa, enquanto o mesmo me observava

_ não me diga que você virou uma marionete do tio Madara ?_ pegou em meu ombro e me puxou me fazendo ficar de frente para ele

_ o que sabe sobre isso? _ questionei

_ o bastante para lhe dizer que um tolo por fazer o que ele manda.

_ deveria te pensando nisso antes de me deixa sobre os cuidados dele _ falei passando por ele, mas antes de chegar a porta sentir meu braço ser agarrado

_ pare com isso meu irmão, irá ser arrepender muito dos seus atos futuramente_ disse olhando bem fundo dos meus olhos

_ não me force a corta seu braço antes de passa pelo aquela porta _ o olhei por cima do ombro, puxando meu braço logo em seguida e saindo porta a fora, passando em frente a porta do meu mais novo quarto, a observando por míseros minutos e me perguntando se Sakura estaria ali dentro e o que estava fazendo agora; balanço minha cabeça enquanto desço os degraus tentando afasta a rosada dos meus pensamentos ...

Já no carro coloco as coordenadas passadas por Madara no GPS. Abro o porta luvas logo achando o que tanto queria, pego o saquinho na cor Preto onde tinha o pó branco. A coca! o que eu precisava naquele momento, após suga uma boa quantia da droga saio em disparada já sentindo os feitos da mesma em mim

(...)

O GPS me levou a uma boate, estaciono e volto a ler as informações Madara havia me enviado

Então eles estão em um quarto_ falei para mim mesmo em pensamento e logo adentro o local onde a música estava alta. O cheiro de sexo estava presente ali. Homens gritando e babando nas prostitutas que dançavam nuas ou seminuas, fazendo pole-dance no tubo. Caminhei até o bar no meio da boate, sendo observado por várias mulheres que mordiscavam seus próprios lábios

_ um whisky duplo_ pedir ao barman que logo me serviu, tomei o líquido todo de um vez, sentindo minha garganta arde. Depósito o copo no balcão e sigo as placas que indicavam os quarto.

_ o senhor que uma garota ?_ pergunta o rapaz que ficava na entrada de acesso a os quarto _ vejo que não esta acompanhado_ fito o rapaz no olhos

_ quero um quarto, e a melhor garota que tiver. Me surpreenda_ falei e o mesmo me abriu caminho me dando o número de um quarto, peguei o elevador e tentei ser rápido. Procurei o número 144, o achando rápido. Caminhei até lá tirando a espada de baixo da capa negra que eu usava forcei a porta e logo se abriu, revelando os dois homens fodendo uma garota

_ huum_ resmunguei para chama atenção deles, após mexer em algumas coisas em cima do criado mudo, logo recebendo atenção dos mesmo que franzirão o cenho

_ quem é você ?_ perguntou o mais pálido dos homens

_ o que faz aqui?_ questiona o de olhos na cor Mel

_Meu nome é Sasuke Uchiha. Eu odeio um monte de coisas, e eu particularmente não gosto de nada...._ caminhei lentamente pelo o quarto arrastando a ponta da espada no chão _ o que eu vir fazer aqui foi: Mata vocês _ os encarei

_ hahahaha moleque, tinha que ser um uchiha._ sorrir _ sabe com quem você está falando? Hum? Eu sou kisame hoshigok..._ antes mesmo que ele termina-se de fala sua cabeça vai ao chão sendo seguida por seu corpo _ olho para o tal do Hidan e para a moça encolhida na cama, infelizmente ela seria mais uma de minhas vítimas, pois ela havia visto meu rosto.

_ miserável_ grita o homem nu sacando uma arma e apontando para mim

_ vejo o medo nos seus olhos_ sorrir de canto_ do jeito que tá tremendo não acertara uma só bala em mim_ o mesmo apertou o gatilho, mas a arma não disparou_ eu a desarmei assim que entrei aqui_ encarei os olhos do homem que jogou a arma no chão e veio para cima de mim. Ganhando meu respeito por tamanha coragem e decidi brinca um pouquinho com ele, me Esquivei de todos os seus socos, logo deferindo alguns no homem enquanto a prostituta chorava sobre a cama. Chuto o peito do ruivo e o vejo ir ao chão, me aproximo e abaixo para fica na mesma altura que ele, seguro sua cabeça e torço seu pescoço o quebrando enquanto encarava a moça morena que se encolhia cada vez mais em cima da cama, me aproximo dela a passos lentos enquanto ele pedia por favor e sem relutância cravei a espada em seus peito e a vir cuspir sangue enquanto sua vida se esvaia eu olhava em seus olhos e via o brilho que neles tinham se apaga e quando ela deu seu último suspiro eu me retirei do cômodo

_ o que aconteceu senhor?_ perguntou o rapaz me vendo passar por ele

_ não gostei da garota que me mandou!_ passei pelo o mesmo sem espera resposta, sentindo seus olhos queimarem minhas costa

Pov’s Sasuke off

(...)

Autora/N

Após sujar mais um pouco de coca e esvaziar uma garrafa de whisky já em sua casa o uchiha se pegar sentado em um poltrona em seu quarto escuro, que era clareado apenas pelo a pouca luz do jardim; o moreno observar sua esposa que dormia serenamente, enquanto degustava o último copo de sua bebida

Ainda sentia o cheiro do sangue das pessoas que tirara a vida hoje

Estava ali a observa Sakura a mais de quarenta minutos, parecia hipnotizado na imagem da menina que parecia tão em paz, e aquilo o encantava mesmo que ele não assumisse jamais, mas ele almejava aquele paz que um dia também já teve

Sakura o trazia lembrança de sua infância, de como ele um dia fora inocente. ele via aquela mesma inocência que um dia ele teve através da rosada. Desde o primeiro dia que olhou em suas orbes Verde enxergou tudo aquilo que um dia havia deixado para traz e aquilo o irritava ao mesmo tempo que o encantava

_ você esta bem ?_ a voz sonolenta de Sakura o acordou de seu transe, o chamando para a realidade, mirou os olhos esmeraldinos da esposa

_ por que não estaria!_ respondeu ríspido

_ e quase três da manhã e está ai, sentado me observando_ sentou-se na cama enquanto bocejava_ estou de olhos aperto a cinco minutos mais ou menos e nesse tempo você nem ao menos piscou! _ concluiu

_ hun!_ resmungou tomando um gole de seu whisky

_ teve um pesadelo?_ questionou curiosa e um tanto sem jeito enquanto brincava com seus próprios dedos, sobre o olhar penetrante do uchiha

_ não!_ foi só oque disse e continuo a encara-la.

Sakura por si também o fitou, suas bochechas estavam coradas, porém logo franzino o cenho afastando os lençóis de seda que a cobria e levantou, mostrando que usava apenas uma camiseta masculina como pijama, caminhou sobre o olhar do uchiha e se aproximou do mesmo colocando sua mão sobre sua testa sem desviar momento alguns os olhos das orbes escuras do Moreno que a olhava na mesma intensidade

_ o que esta fazendo ?_ questionou ríspido colocando a mão em cima da dela, pronto para afasta-la

_ suas pupilas estão dilatadas, você esta pálido; lábios ressecado_ diz passando o indicado sobre os lábios do uchiha, o fazendo pense várias coisas indecentes_ e pelo a sua temperatura está febril!_ constatou_ vá toma um banho gélido _ diz pegando o copo da mão do mesmo e colocando sobre a mesa de vidro onde fica as fotos de família do uchiha_ ajudará a abaixa sua temperatura, depois do banho vou ver seus ferimentos nas costa que pelo o que veio não vão se curar nem tão cedo._ caminhou ate até a tomada sobre o olhar do uchiha, onde ascendeu a luz do quarto. Ao virar para encara-lo percebeu o olhar do mesmo sobre si e sua bochechas coraram _ desculpe mexer em suas coisas sem sua permissão_ segurando firme o tecido da blusa masculina que usava _ eu precisava de algo para dormi que não fosse uma daquelas camisolas ousada que já me deixou avisada para não usa-las em sua presença _ sorrir sem jeito olhando para um Sasuke que tinha seu semblante indecifrável

_ não me importo!_ levantou-se, folgando a gravata e caminhando enquanto desabotoava o colete que estava usando poe cima da blusa social. Passando por Sakura e indo em direção a porta de acesso do banheiro

(...)

Sasuke se apoiava com suas duas mãos na parede azulejada , sua cabeça estava baixa enquanto a água gélida caia em sobre a mesma e escorria pelo seu corpo.

Por qual motivo ela está sempre me ajudando?!_ se perguntava mentalmente

O moreno sabia que precisava de cuidados, pois dês de cedo não se sentia bem, só não admitiria isso; Ao termina o banho cobriu sua nudez com uma toalha apenas da cintura para baixo, deixando seu tronco descoberto, pegando uma outra toalha e a coloca sobre o pescoço a utilizando para seca os cabelos negros ao sair do banho Encontra Sakura deitada sobre a cama, lia um de seus livros de Medicina

A mesma não dirigiu uma palavra apenas o seguiu com os olhos enquanto sasuke seguia até o closet, ficando de Costa para ela

_ encontrei o motivo de sua febre_ falou observando as costa do Moreno

_ e qual é_ falou sem ânimo ainda de costa para a rosada

_ seus ferimentos estão inflamado e nesse momento está sangrando, se não cuidamos dele ira piorar _ levantou-se aproximou-se

_ não precioso de seus cuidados!_ ainda continuava de costa para ela

_ então serei obrigada a chama kakashi, Naruto e Itachi para te segurarem enquanto cuido disso dai_ disse colocando o dedo na ferida, fazendo Sasuke se virar bruscamente e fita-la

_ não ouse incomoda kakashi e Naruto com isso, muito menos abrir a Boca para fala algo a Itachi_ falava a centímetros de distância do rosto da rosada que em momento algum abaixo a cabeça

_ eu apenas quero cuidar de você por que está doente _ disse olhando nos olhos do uchiha

_ não da para você simplesmente fingir que não existo_ rosnou

_ tudo bem... vamos fazer um trato _ deu uma pausa _ me deixe cuida de você hoje é prometo que depois disso não existira mais para mim_ disse com convicção

_ feito_ desvios seus olhos das esmeraldas e volto para o banheiro onde colocou uma calça moletom na cor cinza e voltou ao quarto, encontrando uma sakura já com tudo preparado para os cuidados com ele

_ pode deita de bruços_ pediu a rosada e o uchiha logo a obedeceu, Sakura sentou na beirada da cama e começou a trata e limpa os ferimentos, fazendo um novo curativo e aplicando algo para dor e febre no uchiha que em momento algum reclamou de dor, apenas tremia por conta do frio não passando despercebido por Sakura que desligou o ar e pegou cobertas mais quente o cobrindo e logo após deitando-se ao lado do uchiha

_ Boa noite sasuke_ cobriu-se sem ter esperança de ouvir resposta

_ obrigado!_ e a surpresa de nossa rosada foi grande, fitou o uchiha nos olhos e sorrio satisfeita

Continua...


Notas Finais


Aguardando as opiniões que eu tanto amoo e que me animam muitíssimo até os comentários bjus bjis


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...