História O brinquedinho do principe - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Original, Principe, Romance, Shoujo, Vida Escolar
Visualizações 18
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo aqui pra vocês (^3^)
Boa leitura <33

Capítulo 4 - Felicidade momentânea


Fanfic / Fanfiction O brinquedinho do principe - Capítulo 4 - Felicidade momentânea

Sagawa on

Acordo com ela deitada em meu peito, dava pra sentir a respiração dela, seus pulsos e tornozelos não tinham mais marcas de cordas, seu pescoço não tinha mais a marca dos meus dedos, mas eu me certifiquei de deixar marcas que não sairão tão fácil. Já está na hora de levantar, aproveito seu sono para sentir seu cheiro uma ultima vez.

- Raposinha, hora de acordar! -Ela abre os olhos e percebe que está abraçada a mim, me larga imediatamente, corada.

- Que horas são? – Ela se levanta, assim eu consigo ver o seu corpo, pálido, cintura fina, seios volumosos, quadris definidos e muitas, muitas marcas minhas. Vai até o espelho do banheiro, eu ouço um grito, ela vem até mim furiosa.

- Olha o que você fez com o um pescoço e braços! Eu estou toda marcada! – Por que você acha que eu fiz isso Raposinha?

- isso é para deixar bem claro que você é minha propriedade. – Isso é para aquele canalha não encostar mais no que é meu. Só eu posso tê-la.

- Sua o que? Não pense que pode me dominar assim, sempre que der na telha. – EU me aproximo dela e a encurralo na parede.

- Não posso é ?- Eu vou me aproximando lentamente, a encurralo contra a parede. Eu a beijo, um beijo lento e doce, a minha língua entra na sua boca , elas se encaixam perfeitamente, nos afastamos e eu olho nos seus olhos, ficamos um minutos em silencio, eu estava hipnotizado, me aprofundando no seu olhar.

- Não posso? – A prenso contra meu corpo e olho nos seus olhos novamente, eu estava sendo seduzido lentamente, mas, ela também estava.

- Pode .- Ela fala baixinho, mas o suficiente para que eu pudesse ouvir. – quer dizer, obvio que não pode.

- Vamos logo para a escola, raposinha. – Vamos correndo ao colégio, chegamos antes do sinal tocar, eu não consegui prestar atenção em nada além dela, todas as suas expressões, suas manias, tudo me deixavam hipnotizado. Quando o sinal toca ela novamente vai ao pátio.Eu vou atrás dela mas Yuichi se aproximou me cercando.

- Sagawa-kun, por que você prefere essa vadia? O que ela tem que eu não tenho? Ela não tem o direito de roubar o que é meu. – Yuichi me beija enfurecida. – aposto que ela não beija tão bem quanto eu.- ela é repugnante.

-Saia daqui Yuichi, está me atrapalhando, não tenho tempo pra você agora. – Eu preciso seguir meu doce para me certificar de que não seja assediada como na última vez.

-Ah se você tem tempo pra ela, tem tempo pra mim! – Ela me arrasta até a minha sala, começa a me beijar enfurecidamente. – Eu quero ver aquela puta tentar te roubar de mim novamente. Ela entrelaça os dedos em meus cabelos.

Então eu comecei a ouvir passos, eu queria me soltar de Yuichi mas ela não me largava. Alguém entra pela porta.

- Sagawa, eu esqueci meu li- Ela se vira e me olha beijando a Yuichi, eu achei que ela fosse ficar brava mas não foi o que aconteceu.

- D-desculpe, eu não queria interromper- eu vejo lágrimas descerem num fluxo intenso. O que foi que eu fiz.

-Sua puta, olha só o que você fez!

- É para ela aprender a não mexer com o que é meu. – Eu não acredito que ela disse isso.

- Se toca, eu não tenho nada com você, eu quero aquela garota, não você! -Ela me beija novamente.

-Você não está pensando direito, volta pra mim por favor. – Eu me afasto dela limpando a boca.

- Não! Não quero um lixo como você!

Sayaka on

Eu não acredito que eu confiei naquilo, ele brincou comigo e me jogou fora, como seu fosse um lixo, eu não posso ficar aqui, as lágrimas não param de escorrer, por um momento eu realmente acreditei que ele me amava. Eu sou muito burra, muito burra. Eu entro na primeira sala que encontro era a biblioteca. Um lugar silencioso pelo menos.

As lágrimas não param de escorrer, só pararam 5 minutos antes do sinal, meus olhos estavam vermelhos, eu estou destruída por dentro. Chego na sala e sento na minha mesa. Sagawa chegou logo depois, estava soado, parecia que tinha corrido uma maratona.

- Sayaka, sobre o que aconteceu mais cedo, eu posso explicar. – Ele se aproxima cada vez mais

- Eu sei bem o que eu vi, não preciso de detalhes. – Disse num tom choroso. – Nunca mais fale comigo. – Minha visão ficou turva, comecei a me sentir tonta. Perdi minha consciência.

Sagawa on

Segurei Sayaka nos braços, suas olheiras eram evidentes, eu levei ela a enfermaria, ela estava com febre 39 graus, eu tive que levar ela até em casa.

Parece que eu vou ter que cuidar do meu brinquedinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...