História O Cair da Noite - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Abo, Amizade, Bts, Jikook, Romance
Visualizações 287
Palavras 883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que estejam gostando da fic... Eu to super empolgada com esse gênero e quero fazer um ótimo trabalho pra vocês...

Beijos

Ste.

Capítulo 2 - A Ressaca


POV's Jungkook

Aquele domingo...

Aquele domingo tinha acabado comigo, eu nunca tinha bebido, ido pra uma balada e muito menos ficar de ressaca... E convenhamos que ômega + ressaca = desastre natural. Namjoon me levou pra sua casa e ligou pros meus pais dizendo que eu ia dormir lá, como eramos amigos há vários anos, não tinha problema algum. Quando acordei de manhã minha cabeça latejava de dor, eu não conseguia abrir os olhos, meu corpo suava e parecia pegar fogo de tanto calor que eu estava sentindo.

- Onde eu to? - Tentei me sentar no sofá, mas não consegui, quando ouço barulho de cortina sendo fechada, todos os sons estavam mais altos e intensos na minha cabeça. - Aaaaah, para com isso.

- Já vi outros ômegas terem ressaca, é uma coisa sobrenatural de se ver. - Namjoon estava deixando a sala escura e falava baixo.

- Por que você me deixou fazer isso? - Eu respirava ofegante no sofá, meu corpo estava muito molhado.

- Pra você poder experimentar coisas novas e conhecer seu corpo. - Eu não conseguia prestar atenção direito no que ele falava, então comecei a tirar meu blazer com dificuldade e minha camisa. - Deixa que eu te ajudo.

- Meu...corpo... - Namjoon me ajudou a tirar as roupas, eu não tinha forças pra falar e continuava respirando ofegante. - Ta queimando...

- Eu sei como é, você não pode fazer esforço. – Finalmente me livrei das minhas roupas estava apenas de cueca, isso deu um conforto muito maior. Nam pegou uma toalha macia e secou um pouco meu peito e meu pescoço. - Isso vai ajudar.

- Meus pés estão formigando Nam. – Olhei com dificuldade pros meus pés e minha visão turvou. – Minha visão turvou, me ajuda.

- Calma Jung, é normal da ressaca. – Tentei me sentar rapidamente no sofá, mas meu estomago se contorceu e eu vomitei no chão. – Eu disse pra não fazer esforço.

- Eu vou morrer. – Deitei de novo e comecei a chorar.

- Como é dramático. – Namjoon riu.

- Prometo que não vou mais beber, você ta ouvindo né?! – Coloquei a mão no peito dele e minha visão ainda tava meio turva.

- To sim, agora vou te ajudar a sentar. – Com muita dificuldade eu consegui me sentar, mas eu estomago se contorcia de dor. – Eu vou fazer um chá pra você, com umas ervas e laranja.

Fiquei sentado no sofá, gemendo de dor e chorando, por que mesmo eu inventei de fazer aquilo? Eu sou um babaca mesmo, um ômega babaca. Tentei olhar pra sala da casa do Nam, mas nada entrava em foco na minha visão e meu corpo ainda suava muito, eu tinha encharcado a toalha que ele me deu.

- Aqui está. – Recebi a xícara de chá, estava morna, o cheiro era doce, mas assim que tomei o primeiro gole, vomitei tudo no chão.

- Desculpa... – Comecei a chorar de novo. – Por que eu sou assim?

- Calma ômegazinho, é isso mesmo. – Eu não estava entendendo. – Esse chá vai fazer você vomitar tudo e se recuperar.

- Eu sou um ômega horrível. – Cai no choro de novo fazendo Namjoon rir.

- Tome o chá, vamos lá você vai ficar bem. – Voltei a tomar o chá e a vomitar, agora em um balde.

10 minutos depois, meu corpo estava totalmente fraco, tremendo, estava suando menos, mas meu estomago se contorcia de dor de tanta força que eu tinha feito pra tirar todas aquelas substâncias do meu corpo.

- Agora você tem que tomar um banho, olha seu estado. – Olhei meu corpo molhado de suor, com resquícios de vomito escorrido, meu cabelo grudado na testa, mina visão turva e meus dedos do pé ainda formigavam, eu era uma vergonha pra mim mesmo.

- Não sei se consigo. – Tentei levantar, mas foi em vão, Namjoon me pegou no colo.

Assim que entrei em baixo do chuveiro, meu corpo inteiro se contorceu, cada parte do meu corpo estava sensível e aquela água morna parecia queimar.

- Naam... – Eu apaguei.

POV's Namjoon

Aquela pobre criaturinha, um ômega tão puro e precioso, sofrendo de ressaca. Eu já vi outros ômegas terem ressaca e é uma coisa absurda de se ver, eles não se recuperavam facilmente, o álcool ficava armazenado em seus corpos durante mais tempo e tinha que ser tirado a força. Jungkook e eu eramos amigos há muitos anos, mas meu lado alfa as vezes se despertava com o cheiro puro e doce de ômega dele.

O levei pra casa e ajudei em todo o processo de recuperação, eu já estava acostumado, mas sempre acabava me chocando de ver o quanto sofriam. JK suou muito, teve dores latejantes na cabeça, vomitou, formigamento nos pés, visão turva, calor excessivo e o passo final pra se recuperarem totalmente é quando desmaiam, seu corpo desliga e se regenera totalmente, acordam como se não tivesse acontecido nada. Kook desmaiou quando foi tomar banho, eu o limpei e deitei na minha cama que estava com lençóis limpos e fui limpar toda aquela sujeira na sala.

Apesar de tudo, era um pouco essencial que Kook conhecesse seu corpo e experimenta-se coisas novas, era um pouco difícil ver ele naquela situação por ser meu ômegazinho, mas eu sabia que ele era forte e destemido e acordaria novo em folha.


Notas Finais


Estão gostando? ... Eu to amando e quero que vocês aproveitem o máximo...

Beijos

Ste.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...