História O Cair da Noite - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Abo, Amizade, Bts, Jikook, Romance
Visualizações 73
Palavras 1.569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieee meus amores, como vocês estão??? Espero que ansiosos com mais um capitulo... Tenho que confessar que ri alto com os comentários no ultimo capitulo, que as teorias comecem hahahah vocês são os MELHORES... Amo vocês

Beijos

Ste.

Capítulo 34 - Correndo


POV's Jimin

Jungkook tinha saído correndo pra fora da minha sala, consegui ir atrás dele e pegar em seu braço, nos levando pra sala dele.

- ME SOLTA! - Ele gritava enquanto eu ainda segurava seu braço, fechando a porta de sua sala. - QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA ME TOCAR ASSIM?

- Seu namorado.

- MEU NAMORADO? - Ele riu ironicamente. - VOCÊ É UM LIXO.

- Jungkook, por favor, deixa eu me explicar. - Ele me encarou furioso e começou a andar em círculos pela sala passando a mão pelos cabelos, como sempre fazia quando estava nervoso.

- Explicar? O que você quer me explicar? - Respirei fundo.

- Eu sei que errei, mas...

- Mas o que Jimin? Mas o que? Não tem explicação pro que você fez, tava na cara tudo o que tava acontecendo.

- Eu sei...

- Tava gostoso foder aquele beta lixo? - Passei as mãos pelo rosto.

- Jungkook... - Eu tentava falar, mas ele não deixava.

- Aquela sua cara de prazer ilimitado com ele e o que mais vai me dizer? E além de tudo isso, como aquele lixo foi parar na sua sala? Ficou sem quem chamar...

- DEIXA EU FALAR PORRA! - Me exaltei.

- VOCÊ NÃO GRITA COMIGO, POSSO SER UM ÔMEGA FRACO, MAS EU NÃO SOU BABACA E NÃO TENHO MEDO DE VOCÊ!

- Olha Jungkook, eu não consegui me segurar, eu to no cio você sabe disso e sabe como é complicado pra mim ter que aguentar isso.

- E isso é desculpa pra transar com alguém no seu escritório?

- Eu não sei o que deu em mim, de verdade. - Fiz uma pausa, tentando entender tudo. - Eu estava bem e trabalhando quando pedi água pra Sun e depois disso comecei a ficar estranho, o beta apareceu na minha sala e aconteceu... - Kook estava de braços cruzados olhando pra mim.

- E você quer que eu acredite nessa mentira?

- Não é mentira! E nada disso teria acontecido se você transasse comigo. - Ambos ficamos chocados, eu não queria ter falado aquilo, mas saiu.

- QUER DIZER QUE AGORA A CULPA É MINHA PARK JIMIN? - Jungkook veio pra cima de mim e bateu com as duas mãos no meu peito me jogando pra trás. - QUER DIZER QUE A SUA INCAPACIDADE DE AGUENTAR SEU TESÃO, SEUS HORMÔNIOS É MINHA CULPA?

- Eu não quis dizer isso Kook...

- NÃO? E AGORA? VOCÊ ME PEDE DESCULPAS E DEPOIS A GENTE TRANSA? 

- PELO MENOS ALGUÉM TRANSA COMIGO. - Ele me olhou furioso, e eu comecei a sentir minha fúria chegando também.

- ENTÃO QUE VOCÊ COMA ELE ATÉ NÃO SOBRAR NADA.

- ELE PELO MENOS NÃO TEM MEDO DO QUE PODE ACONTECER.

- COMO VOCÊ TEM ESSA CAPACIDADE? JOGAR MEUS MEDOS CONTRA MIM? VOCÊ É UM LIXO, UM BABACA.

- TALVEZ EU SEJA MESMO, MAS NÃO SOU UM ÔMEGA MEDROSO. - Quando olhei em seus olhos, estavam marejados de raiva e percebi o quão eu estava errado. - Não, não, eu não devia falar essas coisas, a raiva me pegou, Jungkook me desculpa.

- Pelo assim você tem coragem de dizer a verdade na cara dos outros. - Kook abriu a porta. - Adeus Park Jimin.

- Jungkook... - Segurei em seu pulso, mas ele se soltou. - Espera!

Jungkook pegou o elevador indo embora, eu fui até meu elevador particular pra tentar alcança-lo, onde eu estava com a cabeça? Por que eu dizia essas coisas ridículas? Quando notei, o cheiro de Kook inundava o prédio todo e estava totalmente diferente do normal, além de eu o sentir triste, sentia...

- Cio. - Falei comigo mesmo. - Não acredito que ele ta cio, VAMOS ELEVADOR! - Chutei a parede do elevador ficando com mais raiva de mim. - COMO VOCÊ PODE SER BURRO DESSE JEITO PARK JIMIN? VOCÊ É MESMO UM BABACA.

...

POV's Jungkook

Depois que as palavras de Jimin atingiram meu coração, eu não sabia mais quem era aquele homem. Eu estava apaixonado, louco e quase me entregando a ele, mas de repente nada mais fazia sentindo. Assim que entrei no elevador desatei em chorar, eu queria sumir do mundo, da frente de todos, me esconder até não sobrar mais nada de mim. Saí correndo pela portas dos fundos do térreo e comecei a andar rápido pela calçada, meus olhos estavam embaçados, me esbarrei em várias pessoas, tudo o que eu queria era sumir.

Ligação On

- Alô?

- Hope, é o Jeon.

- Oi, o que houve? Sua voz ta estranha. - Engoli seco, tentando desatar aquele nó da minha garganta.

- Adeus.

- Como assim adeus? Jungkook? - Desliguei.

Ligação Off

Eu só queria me despedir enquanto havia tempo, eu não sabia o que ia acontecer comigo daqui pra frente. Parei na calçada e chamei um táxi e pedi pra ele me levar pra um bar no centro, que eu já tinha ido algumas vezes.

...

- Obrigado, boa noite. - Fechei a porta e já conseguia sentir o fedor de fumaça dos cigarros e a musica alta. Quando entrei pedi uma bebida e fiquei encostado no balcão.

...

POV's Jimin

Assim que o elevador abriu eu sai correndo pela porta dos fundos tentando encontrar Jungkook, olhei pra todos os lados, mas eu não o via, apenas sentia seu cheiro. Fui até o estacionamento pegar meu carro pra ir atrás dele.

- Pra onde você ta indo Jungkook? - Falei comigo mesmo. Comecei a seguir seu cheiro e percebi que ia mais longe que o normal, peguei a avenida que ia pro centro e acabei entrando em um trânsito infernal. - Cade você Jungkook? - Começava a escurecer.

...

POV's Jungkook

- Outra dose. - Estiquei o copo. - Ou melhor, me de a garrafa, eu pago.

- Acho que você já bebeu demais. - Disse o barman.

- ME DE A PORRA DA GARRAFA. - Ele me entregou a garrafa e eu joguei o dinheiro no balcão. - Fique com o troco.

Sai pelas calçadas do centro da cidade, estava agitada e iluminada como sempre, eu não tinha bebido o suficiente pra desmaiar. Passei por algumas boates em que mulheres começaram a me cantar e tudo o que eu queria era passar por elas, comecei a ir mais longe do centro, eu nem sabia direito onde eu tava, a bebida já tinha deixado minha cabeça tonta e eu só acompanhava meus passos. Tomei mais um gole da bebida e minha cabeça começou a dar umas pontadas me fazendo cambalear pro lado.

- Saí da frente amigo. - Um homem embarrou em mim.

Acabei indo pra uma viela e comecei a vomitar todo o liquido, como eu sentia nojo de mim mesmo, mas mais ainda de Jimin, queria esquecer tudo o que aquele lixo de alfa tinha feito comigo.... Quando minha cabeça começou a latejar, não consegui me manter em pé e escorreguei até o chão, notei que parte do vomito começou a molhar minha calça do lado direito e comecei a chorar, por que eu tinha que estar passando por tudo isso? Tudo tava ótimo, indo bem e de repente várias coisas ruins decidem me atingir. Meu corpo começou a tremer e a esquentar, minha testa já tava suando, minha visão começou a turvar e caí pro lado com o corpo tremendo, minha cabeça latejava de dor, eu não sentia mais minhas pernas e meu corpo ardia por dentro, eu queria morrer, desejava isso.

...

POV's Jimin

Eu continuava a dirigir sentindo o cheiro de Jungkook, aquele trânsito tava me matando, então desci do carro e sai correndo atrás dele. Olhava pra todos os lados na calçada, esbarrei em várias pessoas, eu sentia o cheiro dele... sentia ele... mas cade? Preciso encontra-lo e rápido, seu cheiro ta mudando muito rápido e sei que vai estar em perigo. Parei em frente a uma boate onde o cheiro tava mais forte, entrei e não o achei.

- Com licença, você viu um rapaz alto, cabelos castanhos e liso, de roupa social? - Perguntei pro barman.

- O ômega? - Concordei. - Ele veio aqui sim, mas faz um tempo já, não disse pra onde ia.

- Tudo bem, obrigado. - Sai pra fora de novo, eu tava ficando desesperado, onde ele se encontrava? - Cade você Jungkook, me da um sinal.

Continuei a andar rapidamente pelas calçadas quando senti minha espinha se arrepiar e a voz de Kook vir a minha mente "Me ajuda..." e então seu cheiro parecia um caminho novamente, corri sem parar... Passei por uma viela e parei, dando passos pra trás e lá estava ele.

- Jungkook! - Cheguei perto dele e ele tremia, estava muito quente, suado e vi que tinha uma garrafa de bebida jogada e vomito. - É tudo culpa minha. - Passei a mão pelo rosto sem acreditar no que eu tinha feito. Peguei Kook no colo que no momento tava desmaiado. - Me perdoa.

...

- Eu não aguento isso... - Kook sussurrou, ele estava no banco de trás do carro, deitado, enquanto eu dirigia pra minha casa. - O que você ta fazendo aqui?

- Cuidando de você.

- Eu não aguento isso. - Sua voz agora estava chorosa. - Dói tanto... Não sei se vou conseguir.

- Você vai sim. - Coloquei a mão pra trás tocando seu braço. - Você consegue.

- Me deixa morrer.


Notas Finais


E AGORA HEIN?? Climão gente, o que será que vai acontecer com nosso ômegazinho lindo e esse alfa vacilão???? Estejam ansiosos para mais um capitulo meus amorezões, por que até eu to nervouser hahaha

Beijos

Ste.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...