História O Caminho de um Pecado - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Deuses, Gregos, Luta, Pecados Capitais, Poder, Sobrenatural
Visualizações 1
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Um choque e tanto


Talvez a melhor opção seja prender o que te faz mal

A chuva continuava a cair, agora os raios e trovoes haviam cessado, o assassino posicionasse em frente a Hook, que acaba de abrir os olhos com uma certa dificuldade, ele sente-se muito desgastado e dolorido.

- O que você quer? – Diz Hook ainda deitado ao chão, logo após cospe um pouco de sangue em uma rocha ao lado- Quer me matar pode ir em frente...

- Não estou aqui simplesmente para te matar, farei você dizer que segredo é esse que fez até mesmo o Grande Zeus tremer? – O assassino diz com uma voz calma e serena, ela ecoa dentro da cabeça de Hook.

- Então não sabe... – Hook dá um riso de canto – que tipo de assassino aceita um trabalho sem saber o que procura?

O assassino olha perplexo para ele:

- Você sabe que sou um assassino, então você conhece minha fama? - Pergunta o assassino

- Infelizmente...ou felizmente, eu não conheço, mas reconheci tal tatuagem, ela é dada somente aos mais fortes, os mais fortes de um clã, e o seu clã é o dos sete pecados, não é mesmo?

- Como sabe disso? – Perguntou o assassino

Hook começa a se levantar, com dificuldade ainda, seu corpo parece pesar toneladas cada vez que apoia em alguma rocha ali perto, agora de pé, seu corpo parece tremer, mas é algo diferente de tremer de medo, é algo como se estivesse prendendo algo dentro dele, Hook encara o assassino que o olha com uma cara de superioridade, Hook se posiciona em frente ao homem e retira o resto do casaco que lhe tinha sobrado no corpo. O que o assassino vê faz com que ele dê um passo para trás, ele vê que o lutador a sua frente detinha a tatuagem em seu peito era a marca do líder dos pecados, a marca do pecado estampado em seu peito, ela não possuía uma forma em si, ela parecia algo como uma queimadura ou um grande arranhão que ia em direção ao seu olho direito. Hook começa a se alongar agora o assassino sente uma grande quantidade de poder, seus ossos fazem um barulho horrível, seus músculos se contorcem e volta o ao normal:

- Agora que você sabe quem sou eu, não preciso me segurar, afinal... – Hook olha para o homem a sua frente – Espero que você aguente – Ele dá um sorriso

Hook faz um movimento giratória com sua perna, o impacto no chão faz com que as roças e ferros que sobraram do prédio caído sejam jogadas para cima e para longe, fazendo elas caírem em cima de carros estacionadas ao longe. O assassino consegue defender o ataque de Hook, porem com dificuldade. O homem levanta os braços a frente do corpo, quando o pé de Hook o acerta, formasse uma enorme cratera no chão fazendo eles caírem. O homem rapidamente finca uma de suas espadas no chão, subindo em cima dela, Hook pousa no chão de costas para o assassino, o homem aproveita isso para impulsionar-se para frente fazendo a espada entrar mais ainda ao chão, ele saca suas outras espadas e prepara para fazer um corte em x em Hook, Hook simplesmente abaixa, e o homem passa reto por ele cortando alguns fios de cabelo...

- Vai precisar mais do que isso para me deter...- diz Hook abaixado olhando o homem passar.

Em um piscar de olhos o homem troca de lugar com a espada fincada, a espada surge no ar afrente de Hook fazendo ela cair girando na direção dele, ele é pego de surpresa pelo golpe que faz com que seu peito seja rasgado, fazendo-o ajoelhar e gritar de tanta dor. Não satisfeito, o homem finca novamente suas duas espadas no chão, e depois troca com a outra mais a frente, parando bem à frente de Hook. Ele tenta acertá-lo com um soco, mas o homem devia, o vento do soco faz com que uma parte dos destroços ali presentes sejam destruídos totalmente. O assassino puxa sua mão para traz fazendo suas duas espadas levantarem e ficarem flutuando no ar, ele as puxa em direção a Hook, porem ele percebe e desvia pulando por cima delas, ele desfere um chute na base das espadas empurrando para cima do homem, porem o homem as para em sua frente e as reposiciona.

- Confesso que você está me dando mais trabalho do que eu esperava, mas você não tem chance, você abomina o que é, você não pode viver nas sombras para sempre uma hora ele se libertara e então será tarde demais. – Diz o homem segurando as espadas em mãos.

Hook se ajoelha, pois seu cansaço e seus ferimentos não são um bom fator para ele agora, ele curvasse para cuspir mais sangue. O homem olha para ele com um olhar de decepção:

- Então esse é o nosso líder? – Pergunta o homem em voz baixa – Que patético.

O homem se aproxima de Hook, e empurra ele com o pé deixando-o de barriga para cima, Hook agora luta para não se afogar com o próprio sangue.

- Foi bom enquanto durou garoto, mas você nunca poderia me vencer, não sem força e experiência, farei um favor para você, vou te matar, depois irei tomar seu lugar como líder do clã e serei reconhecido como O MAIS FORTE...

 O assassino convencido de sua vitória aponta sua espada para cima, fazendo as nuvens se concentrarem e girarem em um ponto, ele faz com que um raio meio roxo caia em sua espada, ela catalisa toda aquela energia extremamente forte, Hook não consegue mais se mover ele só vive agora pois não quer se entregar. O homem aponta a espada para baixo e vai em direção ao Hook para dar-lhe o golpe final. Porem antes que pudesse perfurar Hook, ele é impedido, pela mulher de antes, a mulher que estava atrás de Jessy, Hook so tem tempo de ver ela se aproximando dele e pondo a mão em seu peito, depois disso ele sente um vento gelado, ele tenta se mover, mas não tem forças nem para abrir seus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...