História O caminho de um Rei, a ascensão de um Imperador. - Capítulo 25


Escrita por: e Apocalipsia

Postado
Categorias One Piece
Personagens Boa Hancock, Buggy, Coby, Crocodile, Donquixote Doflamingo, Donquixote Rosinante (Corazón), Dracule Mihawk, Eustass "Captain" Kid, Franky, Jinbei, Kuzan (Aokiji), Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Personagens Originais, Portgas D. Ace, Rob Lucci, Roronoa Zoro, Sabo, Sakazuki (Akainu), Sanji, Sengoku, Shanks, Smoker, Tony Tony Chopper, Trafalgar D. Water Law, Usopp
Tags Ação, Aventura, Frobin, Kidlaw, Lawkid, Logia!luffy, Romance, Zosan
Visualizações 95
Palavras 898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Que comecem as Lutas.


2 Horas depois.... 00:45h.....

Eu prefiro não entrar em detalhes sobre o clima constrangedor que caiu sobre aquele quarto quando Zoro saiu do Banheiro, claro, depois de ter aproveitado para se banhar novamente também.

Por sorte, Luffy foi capaz de aliviar o clima contando sobre as suspeitas dele, que preocuparam o esverdeado, que também recebeu uma roupa melhor para agirem no escuro.

Agora no presente...

Pois é, o Luffy estava certo, Kuro, Jango e todos os membros restante dos piratas Kuroneko estavam planejando atacar enquanto ainda era noite. Nosso odiado Kuro, não aceitava que seus três esforçados anos de humilhação e planejamento possam ter ido por água a baixo em poucos segundos.

Claro, ele jamais admitiria que foi sua culpa, e que se ele tivesse ficado calado quietinho ali, nada daquilo teria acontecido.

Os piratas Kuroneko pretendiam fazer um ataque massivo, destruindo toda a mansão  matando todos que estivessem dentro dela.

E para isso, Jango estava a hipnotizar seus subordinados, ele estava-os fazendo pensar que eram fortes, ferozes e que deveriam reduzir a mansão a escombros para provarem sua força, e eu nm preciso comentar que o próprio Jango fora temporariamente afetado por seu próprio truque.

E agora lá estavam eles, correndo como idiotas, fazendo muito barulho e forçando sua entrada no local. Para o azal deles, o barulho provocado pela invasão colocou todos na mansão em alerta.

Os guardas logo apareceram para tentar neutralizar aqueles homens, mas foram completamente aniquilados pelos irmãos Nyaban, Shamu e Buchi, os únicos alem de Kuro e Jango que não estavam sob efeito da Hipnose. (O Jango já se recuperou)

Falando em Capitão Kuro, o mesmo estava a se espreitar pelo jardim da Mansão, que estava envolto nas sombras, ele se dirigia a Janela correspondente ao quarto de Kaya, que acabou por estar levemente aberta.

Enquanto isso, o hipnotizador estava a caçar a dupla de espadachins, o que não seria fácil, pois ele estava no escuro e usando seus óculos, o que dificultava muito a situação.

"Maldito Kuro, me colocando numa situação dessas, se eu não fosse ganhar uma parte da fortuna, eu nem participaria disso."

Voltando ao antagonista principal, Kuro estava mentalmente zombando da facilidade que foi invadir o quarto da garota, bom, pena que isso durou pouco pois Kaya não estava mais lá. Em seu lugar, estavam apenas um futon enrolado para parecer um corpo.

A porta logo se abre, revelando um Usopp armado com o estilingue, ele apontava a "arma" para o mordomo, enquanto se esforçava para não se tremer todo. 

- Saia da minha frente.

Ordenou, mas o atirador não o ouviu, nem se moveu, apesar de estar morrendo de medo em seu interior, ele não deixaria que Kuro fizesse o que bem entender com Kaya, em seu interior, ele torcia que Merry e os Piratas Usopp já estivessem longe o suficiente da Mansão, pois ali viraria um campo de Guerra.

- Eu não sairei Kuro, não deixarei que faça nenhum mal a Kaya.

Gritou determinado, enquanto atirava uma pequena pedra em direção ao rosto do mordomo, que desviara facilmente da mesma, logo avançando para cima do narigudo, sim, Kuro pretendia torturar um pouco o Usopp, antes de fazer o mesmo ver com os próprios olhos quando Kaya fosse morta após assinar o testamento.

Voltando a "Dupla das Espadas", ambos estavam a caminhar calmamente em direção a entrada da residencia, onde o caos estava a ocorrer. O plano original deles era fazer um ataque furtivo pelas sombras e eliminando os minions mais isolados antes de atacar os grupos maiores.

Mas como os soldados de Jango estavam a ocupar a Área do jardim, o plano acabou por ser mudado. Por sorte, os seguranças foram uma boa distração para que Kaya, as crianças e os empregados normais evacuassem a mansão pela parte de trás.

Já Nami, bom a ruiva gananciosa acabou por ir até a praia onde os barcos ficaram aportados, seu objetivo era checar se seu precioso dinheiro estava bem. 

Mas focando nos dois homens, quando eles chegaram no Hall de Entrada da mansão, o que eles viram foi um caos total, e vários dos soldados de Jango estavam a destruir a estrutura do local, esquecendo-se da missão.

- Que sorte a nossa, eles parecem estar mais focados em causar destruição do que outra coisa. É nossa chance.

Sussurrou Zoro enquanto amos sacavam suas lâminas. Ambos pegaram impulso se lançando contra seus oponentes, começando assim o enfrentamento.

Como a maioria dos guerreiros ali eram Minions, ficava mais fácil para o enfrentamento, os inimigos, que haviam notado a presença hostil de ambos, rapidamente reagiram, indo de frente contra a dupla.

O massacre começou assim, Luffy se recusava a deixar qualquer um deles vivos, cada um de seus golpes precisos era uma cabeça sendo separada de seu corpo.

Ele se recusava a mostrar piedade ou poupar o esguichamento de sangue, isso era uma forma de descontração dele nos combates, já que se fosse uma missão mais furtiva, ele provavelmente estaria sendo mais sistemático quanto a morte dos oponentes.

Já Zoro, ao contrario do moreno, estava a atingir comente os pontos vitais dos oponentes, matando-os instantaneamente, ou dando golpes não tão mortais, mas ainda sim, capazes de fazer alguém morrer de hemorragia.

Estava tudo ocorrendo em um bom fluxo até que...dois pares de mãos com pequenas garras conseguiram parar os golpes das espadas de ambos os espadachins.

"Finalmente, um desafio a altura." 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...