História O caminho de um Rei, a ascensão de um Imperador. - Capítulo 4


Escrita por: e Apocalipsia

Postado
Categorias One Piece
Personagens Boa Hancock, Buggy, Coby, Crocodile, Donquixote Doflamingo, Donquixote Rosinante (Corazón), Dracule Mihawk, Eustass "Captain" Kid, Franky, Jinbei, Kuzan (Aokiji), Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Personagens Originais, Portgas D. Ace, Rob Lucci, Roronoa Zoro, Sabo, Sakazuki (Akainu), Sanji, Sengoku, Shanks, Smoker, Tony Tony Chopper, Trafalgar D. Water Law, Usopp
Tags Ação, Aventura, Frobin, Kidlaw, Lawkid, Logia!luffy, Romance, Zosan
Visualizações 185
Palavras 1.381
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Peço que verifiquem a votação do capitulo dois, é só.

Capítulo 4 - Zoro e Helmeppo.


Finalmente, depois de alguns dias de viagem, eles chegaram em seu destino, era uma cidade pequena, entretanto, havia uma grande Base da Marinha nela.

Luffy não sabia o nome da cidade, mas Coby provavelmente o sabia, visto que ele sabia quem era o capitão dessa Base da marinha e claro, que Roronoa Zoro estrava preso nesse lugar.

Luffy retirou sua capa revelando seu traje completamente, não seria bom ter uma aparência suspeita, principalmente por causa de seus objetivos para com a cidade. (A roupa de Luffy é aquela imagem do capitulo 2, como complementação ao traje, ele esta usando luvas sem dedo na cor vermelha, um par de meias pretas e um tênis da mesma cor)

- Coby, eu sei que seu senso se justiça é bem forte e as vezes até ingênuo, mas eu lhe peço, não mencione as palavras "Morgan", "Piratas" e "Zoro" até que eu termine meus afazeres nessa ilha. Somos estrangeiros, e eles podem achar suspeito se dois estranhos aparecessem falando sobre encontrar o infame Caçador de recompensas ou em falar com o Capitão local.

O pequeno apenas concordou com a cabeça, depois de ouvir os planos de Luffy sobre libertar Zoro e o fazer membro de sua tripulação, Coby achou melhor ficar quietinho, e assim, eles se mantiveram no completo silencio até achegarem aos portões da base da marinha.

- Bem, acho que é aqui que nos despedimos Luffy-sama, foi um bom estar com você mas...hã ?

Coby estava tão emocionado que não notara o mais velho indo até um dos muros mais próximos e o escalando.

- Luffy-sama, o que esta fazendo ai em cima ? é perigoso.

Disse enquanto escalava para ver o que tanto atraia a atenção, e lá estava: Uma figura amarada em uma especie de cruz de madeira, pelos braços e pela cintura. Essa figura usava uma camiseta branca de manga curta, calça, botas e uma bandana em sua cabeça, ambos os três na cor verde escuro e uma especie de cinta em um tom verde-claro na cintura, este é o homem que Luffy procurava.

- Bem foi mais fácil do que eu pensava, agora tudo que tenho que fazer é liberta-lo e "convence-lo" a se juntar a mim.

" E quando eu digo convence-lo eu quero dizer, vence-lo numa luta, mas eu não direi isso ao Coby."

- N-não faça isso Luffy-sama, esse cara é perigoso, ele pode até mesmo o matar quando estiver liberto.

- Não se preocupe, eu ainda tenho alguns truques na manga.

"Tenho que agradecer ao vovô por suas aulinhas particulares."

- Ei vocês, estão me incomodando, caiam fora.

Seus pensamentos foram interrompidos pela voz irritada de Zoro, que incomodado com os gritos de Coby, decidira tentar espantar os dois intrometidos que estavam o observando. 

- Luffy-sama, se você recrutar um cara como esse, não fara diferença quantas vidas você tenha, ele vai o matar.

Novamente, a covardia do rosado aparecia, entretanto, logo um barulho chamara a atenção dos dois, uma escada havia sido colocada próxima a onde Coby estava, e então uma menina de cabelos castanhos, segurando um embrulho subira na mesma.

Ela então, descera no terreno da prisão com ajuda de uma corda, e com isso, ela correra rapidamente até onde o caçador de recompensas estava. Coby já estava em panico e implorava para o mais velho impedi-la, mas Luffy não movia um músculo, seus olhos estavam presos naqueles dois, tanto na garotinha quanto no prisioneiro, que agora iniciavam um dialogo.

- O que ?

- Você não esta com fome ? Eu fiz onigiri para você.

- Você vai ser morta se eles a virem perto de mim, baixinha. Saia daqui rápido.

- Você não tem comido nada.

- Aqui! É a minha primeira vez fazendo eles, mas foram feitos com muito carinho.

Disse mostrando os dois grandes bolinhos de arroz que estavam no embrulho.

- Eu não estou com fome.

- Mas...

- Você é incômoda! Vá para casa, rápido.

- Você não deveria estar incomodando crianças.

Disse uma terceira voz em tom de zombaria, logo os portões da prisão se abrem, revelando um jovem loiro, de rosto envelhecido, cabelos loiros penteados como se fosse uma tigela e uma voz irritante. Ele usava um colar de ouro, um terno roxo e sapatos brancos, três marinheiros o acompanhavam.

- Você ainda parece estar com energia, Roronoa Zoro.

Enquanto isso no muro...

- Ainda bem. Eles são da Marinha. Agora, tenho certeza que ela ficara bem.

- Sera mesmo Coby ? eu não gostando nem um pouco da atitude desse loiro.

Voltando para Zoro...

- Ei, esse onigiri parece muito bom.

Disse o loiro antes de pegar um dos bolinhos sem o consentimento da menina, e poucos segundos após dar uma mordida, o mesmo estava tendo leves tosses e fazendo uma careta

- HORRÍVEL! Está doce! Onigiri é salgado garota, OUVIU BEM, SALGADO.

- É, mas eu pensei que seu o fizesse doce, ficaria mais gostoso.

- Olhe isso

Disse derrubando os bolinhos no chão, e para do desespero dela, começando a os pisotear sem piedade.

- Pare, pare por favor.

A garota agora tinha lagrimas em seus olhos, Zoro estava contraindo os olhos em raiva, Luffy apenas balançava a cabeça em desaprovação, Coby olhava aquilo em descrença e indignação e os três marinheiros cerravam seus punhos em fura contida e o sentimento de culpa em seus corações. 

- Eu tentei fazer com todo meu carinho

Dizia a garota chorosa.

- Ah! Você ainda não leu esse poster ? 

"Todos que ajudarem esse criminoso serão executados.

                       Capitão-de-Fragata,Morgan"

- Oque ?

-Hehehe, pentelha, você quem é meu pai, certo ?

Voltando a Luffy-Coby...

- Então esse é o filho do Capitão Morgan ?

Se perguntava Coby.

- Desprezível, se escondendo atrás do titulo do Pai.

"Meu avô é o Vice-Almirante Garp dos Punhos do Amor e Heroi da Marinha, mas não significa que eu me escondo atrás dos títulos dele, ou os uso para beneficio pessoal, pelo contrario."

O loiro então olhou para um dos marinheiros.

- Ei, joguem essa pirralha para fora daqui.

- Mas...

- Eu mandei você jogar essa nojenta para fora daqui, você por acaso vai me desobedecer ? Eu vou falar para meu pai.

- Sim, agora mesmo a expulsarei Helmeppo-sama.

Com isso ele se aproximou da garota e delicadamente a pegou nos braços.

- Sinto muito, eu realmente não queria machuca-la...mas não tenho escolha.

E com isso, ele a lança com força para fora da base, e Luffy estica seu braço a pegando antes que ela caísse e se machucasse gravemente.

- Obrigada.

- Luffy-sama, você esta bem ? ela esta machucada ? Que cara horrível. Esta doendo em algum lugar ?

Coby estava eufórico os os últimos eventos que nem conseguia dar uma pausa entre as perguntas. Luffy por outro lado, deixara as duas crianças juntas e se aproximara para ouvir o resto da conversa entre Zoro e Helmeppo.

- Maldito

- Hahaha, parece que você é bem teimoso, estando vivo ainda.

- É, eu vou sobreviver o mês inteiro.

- Bom, faça o seu melhor hahaha.

- Só faltam 10 dias.

- Apenas se você  os sobreviver hahaha.

Como o mimadinho tinha se afastado, essa foi a chance perfeita para Luffy se aproximar do Caçador amarrado.

- Hum ?

- Sabe, eu fiquei curioso, porque você esta preso aqui ? Eu duvido que um caçador de piratas, faria mal a alguém que não valha uma nota.

- Você ainda esta aqui ?

- Sendo humilhado publicamente...Porque deixa isso ? Onde esta seu orgulho ?

-Cuide de seus problemas.

- Eu teria escapado em 24h.

- Sou diferente de você. Vou sobreviver só para mostrar a eles. Definitivamente.

- Humm, que cara teimoso.

- Poderia me fazer um favor ? Poderia pegar aquilo ?

Apontou com a cabeça para os restos de onigiri, por mais nojento que fosse, Luffy não resistiu em soltar um sorriso ao perceber que o esverdeado estava sim disposto a comer a comida que a garotinha fez.

Ele pegou do chão os restos do bolinho e levara a até a boca do outro, que o comera bravamente.

- Obrigado pela comida...estava delicioso.

"Esta na hora de sair daqui, primeiro eu vou descobrir que tipo de tensão rola nesse lugar, depois eu falo com ele."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...