História O Caminho do Amor - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Katsuki Bakugou, Midoriya Izuku (Deku), Personagens Originais, Shouto Todoroki
Tags Bakudeku, Bnha, Boku No Hero Academia, Deku, Katsudeku, Mha, Midoriya Izuki, My Hero Academia, O Caminho Do Amor, Sexo, Todobaku, Tododeku, Yaoi
Visualizações 67
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Uma Noite Agradável


Fanfic / Fanfiction O Caminho do Amor - Capítulo 12 - Uma Noite Agradável


( Izuku Midoriya )

Estavamos Abraçados à um bom tempinho, não demorou para começarmos à nos beijar, sentir eles tão intensamente era algo que nos nunca queriamos acabar. o tempo passou rápido e então eu me despedi dos meus dois amados com um selinho, kacchan se despediu também e fomos juntos à estação.

- D-Deku.. Oque Você achou daquela tal Himoshine do Akira? não entendi perfeitamente oque Kacchan queria dizer.

- C-Como.. Assim oque achei, Poderia ser mais específico Kacchan? O Mesmo ficou levemente corado.

- E.. sobre o ela fica muito chorona com aquele Anjo Tarado e tals - ele não conseguia esconder que estava curioso e envergonhado sobre ela.

- B-Bem.. falando assim Kacchan, ela é bem próxima do Aki-Kun e parecem ser bons amigos, mas não sei muito oque pensar sobre ela.- estava meio inseguro sobre qual resposta Kacchan queria.

- Ok.. Deku.. - O Mesmo Parecia apressado não me importei muito, estava cansado. vi Kacchan correr meio apressado do Trem, me dirigi até em Casa

- I-Izuku.. Filho - Minha mãe sempre foi muito carinhosa e atenciosa comigo.

- E-Eu senti Saudades Filho, você disse que passaria a noite fora e bem.. - Eu a abracei de forma gentil.

- Te amo muito mãe- senti suas lágrimas escorerrem no meu peito. Estava muito ansioso para visitar Aki-Kun.

..

( Katsuki Bakugou )

- Enfim em Casa, logo voltaremos à U.A para a vida antiga. Nem acredito que passei tanto tempo longe de casa. Vou dormir e descansar e amanhã vamos visitar Aquele Anjo tarado.

-- Na Semana Seguinte --

..

( Akira Hiroshi )

O Trio Amoroso vem me visitando frequentemente, é fascinante o quão preocupados eles são comigo devo os agradecer.

Hmm.. Que Dia Agradável.. Acordei bem criativo ao sentir os raios suaves do sol refletirem em meus olhos.. Olhei à Janela e estava um Dia Tão Belo e Calmo, Himo-Chan ainda dormia tranquilamente.. pobre Himo-Chan não queria te-la envolvido nisso. peguei uma folha de papel ao meu lado e uma caneta junto à Himo-Chan na Cômoda com o Arranjo de Flores que foram dados para mim. Comecei à Escrever um Poema.

" Verde como grama seu encanto é esplendoroso de um sorriso encantador , beleza pura de orbes cintilantes esmeraldas ele encanta à todos"

Continuei à escrever mais algunas poemas, afinal eu estava criativo.

" de Orbes turquesa e grafite seu encanto é exótico , alternado de dois seus cabelos são de encantos e gentileza e de pele tão formosa e corpo tão escultural atraente com seu encanto natural como um pavão majestoso ele exibe sua graça"

Quando me dei conta, Himo-Chan já havia se levantado e notou que eu havia escrito dois intrigantes poemas, ela me observou curiosa. 

- B-BOM... D-Dia Himo-Chan.. - me assustei de o quão profundo eu estava escrevendo os poemas.

- B-Bom Dia... Aki-Sama.. Eu não me lembrava de o quão criativo você é para poemas - eu estava corado ela sabia que eu escrevia ela só lia alguns mas estes dois foram..

- U-uau Aki-Sama.. que lindos poemas à quem são? Corei forte com sua pergunta.

- E-Eu.. não quero contar pra quem são..- Ela me fitou o olhar maliciosa.

- Hmm.. Você escrevendo à Alguém isso é interessante.. - eu sentia ela curiosa e ao mesmo tempo nervosa.

Num ato repentino eu cospi sangue e havia me lembrando do remédio que devo tomar. tapei meus lábios para estancar o sangramento. 

- A-aqui Akira-Sama.. - Ela me deu um comprimido e eu o ingeri.. o sangramento havaia cessado peguei um lenço e me limpei.

- A-akira-sama.. eu andei ouvindo que você pode receber alta hoje.. - terminei de me limpar mas a ouvia atento.

- Hmm.. Intrigante Himo-Chan.. - Eu não estava tão empolgado para minha Alta do Hospital, eu mais estava curioso para saber o progresso do Trio Amoroso. mas eu ainda tinha algumas dúvidas sobre quem séria o culpado do meu estado.

..

( Izuku Midoriya )

É bem difícil esconder um amor, imagine de três, eu sinceramente não sou a favor dessa decisão desde o início. mas eu preciso me focar na Saúde do Akira-Kun eu preciso ajuda-lo como ele nos ajudou.

Passou uma Semana que visitamos com frequência Akira-Kun.. Acho que ele está finalmente se recuperando após tanto tempo, não canso de pensar sobre quem seria capaz de fazer isso com ele, eu devo investigar isso.

Todoroki-kun e Kacchan me Acompanhavam e Parecia Ansiosos, o porque eu não sabia, acho que os mesmo.

- O-Oque houve com vocês dois estão.. tão ansiosos! Ambos me fitaram nervosos.

- Estamos À dias procurando o culpado..mas é meio difícil. eles pareciam tímidos.

- Entendo, havíamos entrando no Trem Bala, estavamos à caminho do Hospital.

..

( Himoshine Yuta )

Bem.. Aki-Sama parece que você finalmente vai estar em casa para descansar.

- Sim.. Himo-Chan - Ele ainda parecia meio timido e manhoso.

- Vamos.. Aki-Sama - Comecei à manobrar sua cadeira de rodas até o Carro do Mesmo, o ajudei à entrar no Carro e então tomei o lugar do Motorista, comecei à dirigir. Não pude não notar seu aparente olhar manhoso, ele queria algo. Só precisava saber oque.

Haviamos chegado com o seu BMW, chegamos na Mansão dos Hiroshi, Carreguei e o coloquei na sua cadeira de rodas e o também auxiliei ele à subir as escadas até a entrada.

Abri a Porta do Lugar.. o mesmo apenas se movia, sua cadeira era elétrica, raramente o dirigia. ele parecia inexpressivo apenas sentia algo dentro dele estar desejando algo, oque, eu queria saber. Ele Apenas entrou em seu quarto que ficava no Andar de baixo

( Shouto Todoroki )

- Droga - Caminhamos tanto até o Hospital e o Akira-Kun já foi Liberado, Mas a Mansão dele é apenas um quarteirão de distância da minha, Izuku pareciam cansado mas eu decidi acompanhar os dois. Os levei até em casa já estava à tarde e Izuku se despediu de nos com um amável sorriso.. tão fofo.. Kacchan morava perto e foi caminhando e apenas me acenou em adeus.

Eu deveria.. visitar Aki-Kun em sua Mansão mas.. devo fazer logo. vou descansar e pensar sobre os suspeitos para o abusador do Akira-Kun. vou investigar isso passo à passo.

..

( Akira Hiroshi )

Eu.. estava exausto mas.. eu estava com tanta excitação.. apenas estava em minha cadeira de rodas elétrica, observava a paisagem do Por-do Sol. era uma bela imagem mas eu.. ainda estava excitado, incapacitado, lambi intensamente meus dedos e os chupava com desejo. fui surpreendido.

- A-Akira-Sama.. por que está lambendo seus dedos? minha vergonha foi grande e então tapei minha face para cobrir minha vergonha.

Ela Segurou-me pelo queixo e fitou profundamente em meus olhos.

- Hmm, Oque está desejando Aki-Sama.

A Mesma caminhou até a Minha frente e me deu um profundo beijo, seu olhar era penetrante, ela sabia oque eu queria.

..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...