1. Spirit Fanfics >
  2. .o campo de lírios >
  3. .único;; o campo de lírios

História .o campo de lírios - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Contexto: Ren aqui era um soldado da linha frente que iria para um confronto, mas antes foi até um campo de lírios se encontrar sua amada, pois talvez fosse a última vez que eles se veriam...

Aviso 1: A história está sendo contada pelo ponto de vista de Fa Nari (OC)

Aviso 2: A história se passa no século XVIII

Capítulo 1 - .único;; o campo de lírios


Fanfic / Fanfiction .o campo de lírios - Capítulo 1 - .único;; o campo de lírios

٬   ���� �������� ⊹ ����.����.����.����∞

 

Musubi; uma antiga palavra japonesa, com origem de ligação. Tudo o que entra em contato com a alma e nos liga a qualquer coisa é chamado de musubi. O fluxo do tempo, entrelaçar fios, é musubi. Eu estava a desfrutar de um dos meus livros favoritos, enquanto o vento acariciava meu rosto, quando soube da origem desta palavra. Os lírios em tons quentes, balançavam conforme aquela brisa de outono. As nuvens estavam se formando, indicando um temporal. Seria hora de voltar? Eu estive o esperando a par de inteiro. Não tive um sequer sinal.

A margarida permanecia vistosa, mas Ren não se encontrava ali. As primeiras gotas de chuva caíram sobre minha pele, frustrada, decido ir embora. Quando me levantei sinto aquele perfume de aroma amadeirado, capaz de invadir minha alma. Os lírios não possuíam este perfume, mas ele... seu cheiro havia se tornado o meu favorito.

O encarei com um largo sorriso nos lábios, tal, tomou a iniciativa para aconchegar-me em seus braços. Posso afirmar sem quaisquer vestígios de dúvidas que, naquele abraço, estava protegida de tudo. Ele era meu abrigo, meu porto-seguro.

Mesmo com a chuva caindo sobre nossos corpos, o tempo parecia parar quando eu estava com ela. Era apenas eu e ele, os dois corações se tornaram um só. Por cima de seus ombros observei a margarida que, naquele local, floriu com a sua chegada. Nossa paixão se tornava sua vitalidade, ela a fez símbolo do nosso amor. Ren Jinguji envolveu suas grandes e calorosas mãos em meu rosto, e pela última vez, tocou meus lábios de forma tênue, deixar ali seus gosto adocicado. Um último eu te amo foi pronunciado por ambos, antes que ele pudesse partir.

Aquele eu te amo se tornou a forma mais singela de expressar meus sentimentos. Seus olhos nos meus, o dose sabor do seu beijo em meus lábios, eu não poderia expressar-me bem. Ren me mergulha na imensidão da tua galáxia, me fazendo esquecer da realidade.

— Queria poder prometer que irei voltar, infelizmente isso não é possível... — O alaranjado deixava algumas lágrimas escorreram pelos seus olhos. 

— Não chore, você vai voltar. — Pego um lenço de seda que estava no bolso de meu vestido e seco suas lágrimas. — Você tem que ter fé e ter um motivo pra querer voltar...

— Você é o maior motivo para eu voltar, só você Nari. — Ele sela nossos lábios em um beijo calmo e apaixonado. — Tenho que ir, prometo lhe enviar cartas todos os dias.

— Espero voltar a lhe rever, irei aguardar a sua volta nem que demore anos para isso acontecer, eu vou lhe esperar pelo resto da minha vida! — Digo convicta tirando uma pequena risada do mais alto

Ren sela nossos lábios uma última vez é parte em rumo a guerra deixando para trás sua amada que, todos os dias, rezava pedindo a Deus que ele o protegesse. Meses se passaram e nenhuma carta de Ren foi enviada a Nari, o que deixou a garota desesperada e aflita. 

Numa fim de tarde de domingo 2 soldados bateram à sua porta para anunciar que Ren foi um dos responsáveis pela vitória deles mas que, infelizmente, para isso acontecer ele teve que se sacrificar. Ao ouvir isso a mulher de cabelos negros se encontrava aos prantos

— Antes de morrer ele pediu para que entregassem essa  carta à você, ele disse que não teve a oportunidade de lhe entregar antes. — Os homens entregam a carta e caminham até a porta. — Iremos ir embora para você ficar mais a vontade.

Assim que os soldados saem de sua casa, ela abre a carta e começa a ler.

"Carta para Fa Nari, meu cordeirinho"

 

Se estiver lendo isso provavelmente eu estou morto, peço desculpas por não cumprir a promessa que fiz sobre mandar as cartas. Peço também para que saiba que sempre vou olhar por você, não importa onde eu esteja.

Desde o primeiro momento ao que meus olhos encontraram-se aos teus e puderam apreciar e se impressionar pela pura e inocente alma que tens, eu não tive dúvidas de que tinha me apaixonado pela pessoa mais encantadora que poderia e que aquele era o meu refúgio.

Você foi a primeira pessoa que despertou o puro e verdadeiro sentimento denominado amor em minha alma e trouxe cor e calor à ela que, até então, era monótona e fria, sem sentido algum. Você consegue me ter num estado de nirvana tão incomparável à outros que chega a ser... encantador? Meu coração implorar pelos teus sorrisos e o brilho dos teus olhos e, quando eu lhe vejo, eu sinto como se não precisasse de absolutamente mais nada além da alegria de uma menininha.

Meu coração escolheu à ti e eu não consigo mais imaginar um eu sem você, sem teu jeitinho indescritível de ser, sem o teu sorriso encantador e reconhecível e sem o cheirinho amora que presumo que tens. Ouvir a tua voz me trás uma calmaria tão diferente, ela é angelical e doce, é o meu som favorito dentre todos os que já pude ouvir.

És o céu noturno repleto de estrelas, tua pele é a macia e delicada neve brilhante e teus fios macios e adoráveis são como algodão. Venho lhe observando, é incrível como tuas ações fazem com que eu me apaixone mais por ti a cada segundinho que se passa durante o dia, como se fosse a primeira vez em que eu lhe avistei e senti necessidade de presentear-te com meu coração, que estava desmontado até você chegar.

Eu amo a tua gargalhada, o teu sorriso e até mesmo a sua personalidade. É surreal o teu jeito, e saber que eu escolhi amar e encontra à mim mesmo no sorriso se uma mulher tão forte e inspiradora como Fa Nari. Eu sou apaixonado por cada detalhe teu, minha pequena nunca se esqueça que é a mais bela poesia do universo."

A cada verso lido lágrimas rolavam sucessivamente dos olhos da morena, Nari não conseguia acreditar que Ren havia morrido, na verdade ela não queria acreditar nisso. Nari seca seu rosto e vai até o campo de lírios, que era próxima de sua casa, observar o Pôr-do-sol.

— Uma vida é muito pouco para te amar Ren... — Lágrimas insistiam em rolar pelo rosto da morena que, rapidamente, as seca. — Espero lhe ver novamente em outras vidas. — A jovem diz olhando para a carta que estava em suas mãos.

 


Notas Finais


Não sei se eu que sou sentimental demais mas eu chorei horrores escrevendo, espero que gostem k

Vocês querem uma fanfic baseada nessa só que mostrando eles em outras vidas? Me falem nos comentários.

Amo todos vocês :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...