História O Canalha De Sempre - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Igor Cavalari (Igão Underground), Júlio Cocielo, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada
Personagens Júlio Cocielo
Tags Você
Visualizações 18
Palavras 654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente!
Boa Leitura <3

Capítulo 13 - Não É Uma Pessoa Legal


S/N P.O.V on..

 

Esperei as meninas chegarem, entramos no carro e fomos comer em algum restaurante, na volta passamos no shopping, compramos algumas roupas, já que naquele dia não foi possível. Depois de um bom tempo fomos para casa. Todos foram para seu quarto descasarem, e comigo não foi diferente. Tomei um banho frio, fazendo com que toda aquela tensão saísse aos poucos. Quando terminei vesti um pijama, já que não iria sair mais de casa, e também já estava ficando tarde.

Me deitei, fiquei mexendo no celular, vendo as novidades nas redes sociais, até que batem na minha porta. Então me levanto e vou abrir, dando de cara com Martinha e Lupita. As duas entraram e se sentaram na cama como índio. Fechei a porta e me sentei na cama junto a elas, já sabendo que a conversa seria um pouco longa.

Lupita: Então, como foi a conversa? Se acertaram? – perguntou curiosa, e sem arredei-os.

Martinha: Lupita! – fala dando uma tapa de leve na cabeça dela – Precisava ser tão direta? – perguntou e rimos.

S/n: Aconteceu nada de mais, ele pediu desculpa, eu aceitei, e no final decidimos sermos só amigos. Afinal eu não quero não com ele, e ele muito menos comigo. – falei firme e demostrando me tranquila.

Lupita: Sei.... – falou me olhando desconfiada.

Martinha: Bom, pelo menos se resolveram né. Bom vou dormir pois estou com sono e cansada. Boa noite pra vocês. – falou saindo em seguida.

Lupita: Sério que foi só isso? Mais nada? Ele não demostrou nada? Tipo algum sentimento? Nem que fosse lá no fundo? – perguntou arqueando a sobrancelha. Não me aguentei rir pelo tanto de perguntas que ela fez.

S/n: Não, ele falou mais nada, não demostrou nada, e nenhum sentimento, nem lá no fundo. – falei rindo e ela também. – Mas acho melhor assim. Pelo menos não causa dores futuramente.

Lupita: Mas não vai ser sempre que você vai sofrer s/n, nem todos são igual ao Leonardo. Tenta relaxar um pouco, okay?

S/n: Tá, vou tentar...

Lupita: Promete? – perguntou erguendo o dedo midinho em forma de juramento.

S/n: Sim, eu prometo – falei entrelaçando o meu dedo com o dela. Sorrir de lado e ela também. As vezes ela consegue se superar...

Lupita: Bom, eu vou pegar meu rumo também, boa noite. – falou me abraçando e saindo do  quarto.

Quando ela saiu, levantei apaguei as luzes e fui dormir. Acordei cedo como sempre pra ir para a faculdade. Acordei as meninas e hoje foi igual a rotina de sempre...

( QUEBRA DE TEMPO )

A aula já tinha acabado e os meninos chamaram nós três para irmos tomar sorvete, e andar um pouco. Aceitamos, no caso as meninas aceitaram e me obrigaram a ir. Pois eu queria ir pra casa. Fomos a sorveteria  que tinha por perto. Estava tudo tranquilo, Júlio e eu durante esse tempo mal falávamos um com o outro, creio que por causa de tudo, mas tomara que volte a ser como era antes. Amigos.

Nós estávamos esperando os sorvetes chegarem, quando de repente aparece uma mulher onde estávamos sentados.

(...) : Oi Júlio, Igão e T3ddy. – falou animada, vamos assim dizer  que bastante animada.

Os meninos responderam um “oi” em um coro só, e depois que ela se deu conta que as meninas e eu também estávamos lá falou com a gente.

(...) : Oi meninas! – falou com a voz de falsa. Nós respondemos todas juntas também, e logo o Júlio apresentou ela.

Júlio: Bom meninas, essa é a Crislaine – falou apontando pra ela – Crislaine essas são a Elian, Marta e S/N – falou apontando para casa uma de nós.

Crislaine: Prazer em conhecer vocês – ela falou.

Martinha: Prazer em conhecer você também Crislaine. – falou com um sorriso no rosto. Martinha como sempre simpática.

Lupita: Digo o mesmo. – disse sorrindo de lado.

S/n: Também. – falei seca , não fui muito com a cara dessa menina, algo me diz que ela não é legal.

S/N P.O.V off..


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Bjs e fui <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...