1. Spirit Fanfics >
  2. O Canalha De Sempre >
  3. Feliz Por Ter Você

História O Canalha De Sempre - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, me desculpem se não ficou bom o "mini hot" que fiz.
Boa leitura!

Capítulo 37 - Feliz Por Ter Você


MARTINHA P.O.V  ON

 

Bati na porta da casa do T3ddy e escutei ele gritar um “entra! ”. Já que as meninas estavam demorando decidir entrar e esperar elas lá dentro.

Abrir a porta e estranhamente estava tudo escuro. Até que vejo umas luzinhas pelo chão como um caminho. Meu coração já começou a acelerar. O que o T3ddy tá aprontando? Cadê as meninas que não chegaram ainda?

Decidir ir seguindo o caminho de luzes que tinha no chão. O caminho me levou até uma porta que estava cheia de pétalas de rosas. Abro a porta lentamente, receosa. Quando termino de abrir totalmente a porta vejo o T3ddy, em pé com um buquê de rosas na mão olhando para mim. Ele parecia nervoso, e eu, nervosa.

Fui me aproximando dele vendo mais e mais pétalas no chão do que parecia ser seu quarto.

Então já estava tudo planejado? Por isso que as meninas não chegaram por aqui ainda. Aquelas garotas...

Martinha: Meu Deus T3ddy, o que é tudo isso? – Nesse momento eu já estava me segurando para não chorar. Ela me entrega o buquê ficando de joelhos. Tira uma caixinha pequena de seu bolso e abre. Tinha uma pulseira linda dentro.

T3ddy: Quer namorar comigo?

Martinha: Claro que sim! – Eu já estava em prantos.

Ele se levanta coloca a pulseira com nossas iniciais no meu braço, depois pega outra em seu bolso e me dar para colocar nele. Eram simplesmente lindas! Ele me abraça.

T3ddy: Te amo Marta!

Martinha: Também te amo Lucas. – Ele me beija.

(...)

Depois do pedido o T3ddy tinha planejado uns filmes para a gente assistir. Passamos o resto do dia e noite juntos assistindo, comendo, bebendo. Era um momento tão nosso que nada poderia estragar.

Martinha: Nossa! – Falo um pouco assustada em ver a hora. – Já são mais de 11:000 horas.

T3ddy: E daí?  

Martinha: Tenho que voltar pra casa, as meninas já devem tá preocupadas.

T3ddy: Fica comigo aqui hoje? Amanhã eu te levo. Tenho certeza que as meninas não estão preocupadas, afinal elas sabiam. – Pediu tão manhoso me agarrando que não pude resistir.

Martinha: Tá vou ficar. – Dou um selinho nele. – Deixa eu só avisar as meninas.

T3ddy: Beleza.

Ligo pra Lupita e ela parecia um pouco, bêbada?

Ligação on

Martinha: Lupita eu não tô entendo nada do que você tá dizendo! Passa para a S/a! – Eu falava várias vezes, mas Lupita estava apenas falando coisas aleatórias.

S/n: Alô?

Martinha: S/a? Finalmente. O que tá acontecendo ai? Vocês fizeram uma festa?

S/n: Não. Os meninos estão aqui, e Lupita deu uma exagerada no álcool. Nada de mais.

Martinha: Ah, entendi.

S/n: Você ligou pra que?

Martinha: Ah, eu liguei pra dizer que vou passar a noite na casa do T3ddy, tudo bem?

S/n: Humm, parece que você disse “sim”! Parece também que a noite vai ser boa!

Martinha: Para com isso! Parece que Lupita não foi a única que exagerou! Vou desligar, se cuida vocês ai!

S/n: Tchau, se cuida vocês também aí. – Falou em um tom malicioso. Desligo.

Ligação off

 

T3ddy: Conseguiu falar com as meninas?

Martinha: Consegui sim. Elas estão se divertindo até. Os meninos estão lá.

T3ddy: Hum. Então quer fazer mais alguma coisa? Parece que acabamos com todos os filmes que eu tinha em mente.

Martina: Vamos abrir aquele champanhe que eu trouxe?

T3ddy: Nossa, é mesmo! Não me lembrava mais.

Fomos até a cozinha. Eu peguei o champanhe que estava na geladeira e ele pegou duas taças e fomos para seu quarto. Sentamos na cama, ele abriu a champanhe e encheu nossas taças deixando a garrafa em cima de uma mesa de cabeceira que tinha de lado da sua cama.

Ficamos bebendo e conversando por um tempo.

T3ddy: Sabe, as vezes fico sem acreditar que conseguir conquistar você!

Martinha: Por que? – Sorrio de lado

T3ddy: Ah, as vezes parecia que ter você era algo muito distante. Mas fico feliz por ter você aqui, agora comigo. Por ter me escolhido.

Martinha: E eu fico mais feliz ainda, por você não ter desistido de me conquistar. Sou grata por ter conhecido você... – Ele me beija sem antes eu terminar de falar.

Ele coloca sua taça na mesa de cabeceira e tira a minha taça da minha mão. Me puxa pra mais perto e pedi passagem com a língua. Aos poucos ele vai me deitando sobre a cama ficando em cima de mim. O ar nos falta nos separando por um curto tempo, até ele voltar a me beijar.

Ele foi colocando sua mão sobre minha coxa e subindo levemente sua mão, levantando meu vestido. Rapidamente tirando-o. As coisas foram tão rápidas que nem percebi que estava só de lingerie. Fiquei com vergonha ao perceber.

T3ddy: Tudo bem? Se você não quiser continuar eu entendo, não se sinta pressionada.

Martinha: Tá tudo bem sim, pode continuar.

Ele beija minha testa, depois minha boca e aos poucos vai descendo para os meus seios. Ele tira meu sutiã. Olha para mim, que neste momento fico com mais vergonha ainda e diz.

T3ddy: Relaxa.

Me beija com carinho e eu me permito e até sua camisa para tirá-la. Depois sua bermuda, deixando ele apenas de cueca. Novamente nos beijamos. Ele começa a descer seus beijos até meus seios, para e olhar para mim malicioso, me fazendo enlouquecer.

Dar um selinho nos meus seios e vai descendo seus beijos até minha parte íntima. Ele tira minha calcinha devagar, começa a abrir minhas pernas dando selinhos até chegar na minha parte intima.

Ele começa as preliminares, me deixando louca. Enquanto ele estava em baixo trabalhando com sua língua, eu revirava meus olhos com prazer, minha respiração já não estava mais normal. Ele sabia o que estava fazendo.

Depois de um tempo ali me levando a loucura ele sobe e me beija com luxúria. Ele olha para mim.

T3ddy: Pronta?

Martinha: Sim.

Ele tira sua cueca e com o seu membro já ereto me penetra. Segura uma de minhas mãos, cruzando-as me passando conforto e segurança. Ele começa a se movimentar lentamente e depois indo mais rápido.

Depois de um tempo chegamos ao ápice juntos. Ele cai ao meu lado ofegando. Olha para mim e sorrir. Beija minha testa e me abraça sussurrando um “te amo” no meu ouvido.

Martinha: Te amo.

Meus olhos foram se fechando lentamente por causa do cansaço e sono. E vou me deixando ser levada pelo sono, e penso como sou feliz por ter você, T3ddy. 

MARTINHA P.O.V  OFF



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...