História O canto da sereia (Sasusaku) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 114
Palavras 1.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo Mina-chan! Genki?

Mais um capítulo para vocês. Espero que gostem, não esqueça de favoritar e comentar, beijos de tomate.

Capítulo 23 - Minha pequena rosada


Fanfic / Fanfiction O canto da sereia (Sasusaku) - Capítulo 23 - Minha pequena rosada


- Fica comigo meu amor? Disse o Uchiha olhando nos orbes esmeraldas da rosada.
- Sa.sa.suke! O que você quer dizer com isso?
- Quero que seja minha, que fique comigo sempre, que me deixe te proteger e cuidar de você meu amor!
A rosada ficou atônica com as palavras que ouviu, sentiu seu coração encher e palpitar ao mesmo tempo, aquilo com certeza era um sonho, fechou os olhos fortes por alguns segundos e ficou daquela posição. Sasuke estranhou ela não responder e ainda ficar com aquela fisionomia 
- Você está bem? 
- ahh, me des-desculpe. 
- Pq estava com os olhos dessa forma? 
- Queria saber se não era um sonho! Disse envergonhada 
Sasuke deu um de seus sorrisos incríveis que só ela tinha o prazer de ver.
- É um sonho que estamos sonhando juntos minha sereia.
- Sim, sim Sasuke! Eu quero ser sua, só sua! Ela com toda força que tinha o abraçou e depositou sua cabeça no peitoral do companheiro, Sasuke por sua vez retribuiu o afeto e ficou acarrisiando os cabelos rosados. Após alguns minutos, Sakura colocou suas mãos ao redor do pescoço do Uchiha e olhou para ele com todo carinho que pode:
- Me sinto muito feliz! 
- Hm.. respondeu o moreno que logo em seguida a puxou e colocou em seu colo encaixando seus corpos perfeitamente. 
Voltaram a procurar seus corpos, eles queriam aquilo, com certeza queriam, estavam cansados, mas o corpo um do corpo trazia toda energia que eles precisavam. 
- Precisamos de um banho Sasuke-kun.
- Vem comigo, já resolvemos isso! 
Os dois levantaram-se da cama e foram em direção ao banheiro, ao chegar Sasuke pediu que Sakura esperasse um pouco, encheu a banheira pela metade, colocou algumas gotas de um produto que ajudava a relaxar ainda mais e espirrou um arromatizante no ambiente, retornou a sua sereia e pegou na sua mão trazendo-a para junto de si. Ajudou a rosada a entrar na banheira e logo entrou em seguida, a espuma cobria seus corpos e eles estavam amando aquela sensação, Sasuke foi em direção da sua rosada e disse: 
- Amo seu cheiro de cereja! 
- Eu..A.amoo, Sakura parou um pouco mas não completou a frase como queria: amo seu jeito. 
Sasuke deu um sorriso de lado que fazia a rosada se derreter por completo e continuaram relaxando, o moreno a sentou em seu colo já mostrando como estava só em estar na presença dela, seu membro já estava duro. Sakura sorriu genuinamente, agradecendo por aquilo que estava vivendo e debrucou-se sobre o Uchiha! 
- Me faz sua Sasuke-kun! 
- Você já é minha Sakura, entenda isso! 
Puxou-a pela bunda fazendo seu membro entrar todo na rodada, começaram mais um momento intenso entre eles, Sakura rebolava sobre Sasuke como ninguém, fazia o moreno arfar e gemer, aquilo sem sombra de dúvidas era delicioso. Estavam extasiados, iam em um ritmo rápido e forte, Sasuke estocava em Sakura de uma forma que a rosada gemia alto gritando seu nome, foi quando ambos em uma sincronia perfeita gozaram, aquilo tinha sido incrível, eles padeceram um sobre o corpo do outro! Alguns minutos depois Sasuke banhou Sakura e ela fez o mesmo, a levou para o quarto no colo e deitou-a na cama.
- Hoje é seu último dia nesse quarto, espero que aproveite, amanhã irá para nosso quarto! 
Sakura deu um sorriso radiante, estava amando aquilo.
- Tudo bem Sasuke, amanhã estarei no nosso quarto! 
Ambos ficaram deitados na cama, Sakura com a cabeça no peito do moreno e as pernas por cima das dele, pegaram no sono! Uma noite memorável e inesquecível para ambos. Ao passar das horas o dia foi clariando, Sakura já abria seus olhos e via na sua frente uma imagem linda, seu Sasuke dormia tranquilamente, os fios de seu cabelos caídos na sua face deixaram ele cada vez mais lindo, lembrou que dona Chiyo não trabalha final de semana, então estariam sozinhos em casa! Queria fazer um café de manhã para Sasuke! Se levantou com todo cuidado para não acordá-lo, foi para o banheiro fazer sua higiene matinal e como estava sem roupa resolveu sentir mais ainda o cheio dele e vestiu sua camisa. Desceu as escadas, ainda sentia seu corpo doer, não só pela noite anterior, mas também pelos acidentes que teve. Foi para a cozinha e abriu a geladeira vendo o que tinha, bastante coisa por sinal, dona Chiyo deixava a geladeira lotada para o Uchiha não ter que pedir nada no final de semana. Separou a geleia, requeijão, queijo, presunto, chocolate, leite e algumas frutas. Colocou o café para passar e pegou massa no armário para fazer bolinhos, ela sempre gostou de seus bolinhos, talvez ele goste também! 
Estava organizando tudo, a mesa estava ficando linda, bem colorida e com dois pratos, voltou para cozinha e começou a preparar o restante das coisas, durante a preparação sentou uma dor forte na cabeça, pegou nela por reflexo e sentiu seus dedos úmidos, não lembrava mais que sua cabeça ainda estava ponteada devido o impacto da batida do Jetsky, quando ia caindo pela tontura que teve sentiu mãos a segurando.
Povs Sasuke
Acordei e tateei a cama tentando encontrar minha sereia, mas não achei, o que fez meus olhos abrirem de verdade rapidamente, sentei na cama e coçei meus olhos, chamei por seu nome, mas ela não respondeu, me levantei, fui ao banheiro e fiz minha higiene diária, desci as escadas e vi uma cena linda, minha sereia arrumava a mesa, essa estava bem cheia e colorida e estava indo para a cozinha novamente, sem que ela me visse eu fiquei a olhando do canto da sala, tão linda! Ela usava minha camisa, a mesma que estava ontem, nela tem o símbolo dá minha família, com certeza Sakura ficaria linda como Uchiha. Desviei meus pensamentos e fui em sua direção, gostaria de abraçar e beijar aquela pequena rosada todos os dias, quando cheguei perto dela e enlacei sua cintura apertando contra mim, a vi fechando os olhos, achei que fosse pelo momento, mas logo vi minha camisa manchada de vermelho. Como assim manchada de vermelho? 
- Sakura? 
Ela não respondeu, eu me desesperei, a peguei no colo e levei-a para o nosso quarto correndo, meu Deus, o que tá acontecendo! Por favor, fica bem meu amor. 
- Sakura, não dorme meu amor! Fica comigo, não dorme! 
Ela não respondia só mexia levemente com a cabeça, não abria os olhos também! Sasuke começou a ficar louco em casa, não sabia o que fazer e não poderia perder sua sereia nunca, deixou-a deitada na cama e lembrou que ela havia comentado com ele algumas coisas de primeiros socorros, pegou a maletinha da rosada no seu antigo quarto e começou a limpar o sangue que saia dela, fez a limpeza do local onde o ponto havia machucado e colocou Sakura para cheirar hortelã pimenta, era um óleo que Sakura tinha na sua maleta, ela aos poucos foi tornando, o que deixou o Uchiha aliviado.
- Meu amor, meu amor? Você está bem? 
- Sasuke! O que aconteceu? 
- Estava te abraçando quando você caiu nos meus braços e tinha sangue na sua cabeça. 
- obrigada por cuidar de mim, acho que quando fui pegar alguns pratos bati minha cabeça no armário, mas não imaginava que iria sangrar e me fazer perder os sentidos, mas foi em cima do machucado. 
- Não me assuste mais assim, tá ouvindo? 
- Tudo bem meu amor! Disse Sakura de cabeça baixa, totalmente corada, pois queria dizer aquilo a muito tempo e não tinha coragem, mas ouvir ele dizendo a poucos minutos a deu um fio de coragem. 
Sasuke abriu um sorriso de orelha a orelha quando o ouviu chamar de meu amor, rapidamente a abraçou forte e disse:
- Consegue se sentar direito? Vamos terminar de deixar você bem meu AMOR.
Ambos se olharam complices e sorriam, aquilo com certeza era o sonho que jamais queriam acordar. 
 


Notas Finais


O que acharam? Beijos de tomate.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...