História O Cão de Suna - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Baki, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hana Inuzuka, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Iruka Umino, Kabuto, Kakashi Hatake, Kankuro, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Amor, Fanfic, Lealdade, Mensagem Oculta
Visualizações 3
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um para vocês!!
:3

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Começo de uma nova vida


Fanfic / Fanfiction O Cão de Suna - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Começo de uma nova vida

    Sentei-me observando-os sobressaltantes, ocasionalmente olhando para Gaara que não para de olhar. Eu me mudei desconfortavelmente sob seu olhar inflexível, estreitamento os olhos para ele. "Que coisa, por que você não para de olhar para mim? Tudo bem, desafio aceito." eu lati, me movendo ao redor dele para tentar encontrar um lugar que ele não pudesse me ver. Não importa para que lado eu me mude, ainda está à vista para mim, se ele se virou ou não. "Abaixo dele?" eu me pergunto e me acomodo entre seus pés.

 

    Pov de Gaara

 

    Inclinei-me um pouco para a rente para que ela estivesse à vista, o que ela estava? Ela choramingou e bateu as patas infantilmente quando me descobriu olhando. Eu quase sorrio, quase. "Você está divertido com este animal?" A voz de Shukaku retumbou na minha cabeça.

 

-Sinto uma sensação estranha sobre ela, você sente isso também?

 

"Sim, mas isso não responde à minha pergunta." ele rosnou quando evitei sua pergunta. Eu o ignorei, ao invés disso, observei Daisuke enquanto ela... Tentava controlar o Chakra? Eu me agachei ao lado, o que aparentemente funcionou a seu favor. Com algumas tentativas fracassadas, ela estava de pé no meu ombro com um uivo triunfante, que se transformou em um gemido quando eu olhei para ela. Minha areia girando em volta dos meus pés, pronta para me proteger, se necessário. Mas Daisuke não me machucou, mas ela se mudou para um terreno mais alto, onde eu não pude vê-la.

 

-Awwwwn, Gaara encontrou um amigo?- Kankurö chamou enquanto se aproximou, eu estendi a mão e puxei Daisuke da minha cabeça com um olhar curioso para Kankurö.

 

-Temari ganhou, eu suponho?- eu respondo entediado, deu um rosto irritado me deu uma sensação de realização.

 

-Escute aqui, seu pirralho, eu nem sempre perco! Já ganhei muitas vezes!

 

-Cala a boca.- suspirei mentalmente para meus irmãos e olho para Daisuke em meus braços. Ela não parece incomodada com os argumentos deles ou com o fato de eu estar segurando ela. Pelo contrário parece estar gostando de tudo.

 

-Talvez haja uma razão pela qual eles chamam os melhores amigos de homens de cachorro.- murmuro e Daisuke olha para mim.

 

    Mais tarde naquela noite.

 

-Não, de jeito nenhum. Se você insistir em me seguir, não vai ficar na cama.- eu digo a ela, atravessando a sala para movê-la para o chão. Coloquei minha cabeça no chão contra a minha cama e me estiquei. Abro os olhos para encarar Daisuke quando ela pula de volta na minha cama, enrolando-me no travesseiro com diversão brilhando nos olhos. Eu puxo para fora dela antes de rolar, virando as costas pra ela.

 

-Meu travesseiro.

 

Pov de Daisuke

 

"Compartilhar é se importar." eu o informo com um latido, tentando contorná-lo. Ele constrói um muro de areia entre nós, "Você não pode fazer isso! Sabe que posso cavar isso certo?" sem resposta. "Eu gostaria que você pudesse falar cachorro comigo. Igual a mamãe e meus irmãozinhos." comecei a cavar a areia solta, embora ela continuasse entrando em colapso sempre que eu fazia progresso. Eventualmente, Gaara se cansou de me ouvir gemer e a parede desapareceu. Ele jogou o travesseiro na cabeceira da cama e se jogou de volta nele.

 

-Por que você não me deixa em paz?- ele respira e eu me enrolo ao lado dele.

 

"Como estou sem gente por perto, você é o único que tenho. Além disso, você me tirou daquela área sem comida e me deu este lar. Agora sempre vou proteger você e seus irmãos, igual mamãe fazia." eu disse a ele, apesar das diferenças de idioma.

 

-Você age como se estivesse falando... Mas tudo o que eu ouço é 'latido latido'.- Gaara diz antes de estende a mão, acariciando-me timidamente.Na verdade, foi muito bom, acho que vou acostumar com isso. "Será que vocês vão ser minha nova família?" pergunto a mim mesma.


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...