História O Capo - Um Legado a ser Lembrando (KakaSaku) - Capítulo 8


Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Yamato
Tags Amor, Inimigos, Kakasaku, Mafia Italiana, Ódio
Visualizações 104
Palavras 3.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem...
Beta e Autora @jessica1hinata

Capítulo 8 - Segunda Chance Cafajeste...


Fanfic / Fanfiction O Capo - Um Legado a ser Lembrando (KakaSaku) - Capítulo 8 - Segunda Chance Cafajeste...

Yamato narrando

Acordei cedo percebo que Ino não está na cama, mesmo sendo casada comigo não temos vida de casal. Sendo mais especifico somos casados só no papel mais entre quatro paredes só dormimos um do lado do outro, por que sexo mesmo não temos.

Resolvi levantar tomar um banho gelado para despertar, fico ali pensando já estou casado com Ino faz quatro anos nunca a trair, “deve ficar se perguntado como faço com minha necessidade de homem, me viro da melhor maneira, mil vezes melhor do que sair por ai atrás de mulheres eu prefiro ficar longe não quero confusão para mim”.  Sei que isso é um castigo que Ino está me dando por ter sido um imbecil com ela, mas mereço passar por tudo isso.

Assim que termino meu banho, me enxugo e enrolo a toalha na cintura e saio do banheiro vou em direção do meu closet pego uma cueca boxer, bermuda, camiseta e tênis e visto, decidi que preciso voltar a treinar um pouco. É até meio vergonhoso meu irmão treinar todo santo dia enquanto eu fico empurrado com a barriga, sei que minha genética me ajuda mais também faz esforço para melhorar.  Dou uma passadinha rápida no quarto do meu filho que dormia como um anjo, como esse garoto está crescendo rápido, fico ali encostando no batente da porta admirando meu garoto Lucca se parece fisicamente com Ino mais a personalidade é minha, me aproximo dele faço carinho e dou um beijo, logo saí do quarto e caminho pelos corredores a porta do quarto Kakashi ainda está fechada esboço um sorriso o filho da puta teve sorte Sakura tem um temperamento difícil mais é completamente apaixonada por ele. Só de pensar que no início tudo era só brigas e agora paz reina nesta casa.

Desço as escadas e encontro Mara arrumado a mesa para o café da manhã, está toda distraída quando me aproximo dela dou um abraço e beijo sua bochecha.

- Mara: Yamato!

- Yamato: Bom dia Mara!

- Mara: Você não tem jeito mesmo!

- Yamato: O que eu fiz de errado?

- Mara: Você adora me assustar...

- Yamato: *Ti ho appena abbracciato... Scommetto se Kakashi affettuoso próprio come me... Meglio ancora gustoso!

*Só te dei um abraço... Aposto se o Kakashi fosse carinhoso assim como eu... Melhor ainda gostoso!

- Mara: *Ragazzo costoso!

*Garoto Custoso!

Dou uma piscadinha para ela e pego uma maça é caminho em direção a porta, hoje o dia está nublado e frio, caminho até a academia e sou cumprimentado por alguns soldados. Coloco o fone no ouvido estou procurando uma música na minha playlists quando entro na academia tenho uma bela visão.

Ino está dando vários golpes e intercalava sequências de socos e depois chutes, para piora ela está com um macacão de malha super colado no corpo é pura perdição essa mulher. Assim que ela me vê parado a observando, parou seus golpes e caminha até a bolsa pega uma garrafa de água bebe e em seguida coloca bolsa no ombro.

- Ino: Oi!

- Yamato: Oi Ino!

- Ino: *Ho finito... Puoi allenarti...

*Já terminei... Pode treinar...

- Yamato: *Grazie!

*Obrigado!

Agradeço, ficamos olhando um para outro nosso contato visual fico assim por bom tempo. Até que Ino tomou a iniciativa de caminha, mais logo chamo sua atenção.

- Yamato: *Ho superato la stanza di Lucca... Sta ancora dormindo come um angelo!

*Passei no quarto de Lucca... Ele ainda está dormindo como um anjo!

Ino não diz nada, só olha e abre um lindo sorriso mais logo volta a andar com aquele macacão colado, isso faz qualquer um perder o juízo só espero que nenhum desses soldados olhe para minha mulher sou capaz de mata.

Ino narrando

Sei que Yamato é gato, mas hoje posso dizer que ele conseguiu se superar usando essa bermuda e camiseta colada no corpo, pura perdição para qualquer mulher. Quando vi ele parado me observando quase tive um ataque, não era qualquer olhar sim aquele como se tivesse cobiçando todo meu corpo.

Yamato consegue me surpreender quando fala que passou no quarto do nosso filho que ainda dormia. Não respondi nada fico feliz em saber que ele tem todo esse cuidado com o filho, começo a caminhar e sinto que estou sendo observada dou uma olhada discreta e percebo que Yamato continua me olhando fixamente, até aparece aquele olhar que consegue ver minha alma isso me causa calafrios pelo corpo. Resolvi andar mais rápido em direção a casa assim que entro vou direto para as escadas em direção do meu quarto onde já entro tirando a roupa e seguido para o banheiro tomar um banho quente e ver se consigo tirar Yamato da minha cabeça.

Yamato narrando

Depois que Ino sumiu do meu campo de vista, coloco minha mochila no chão tirou duas faixas e enrolo nas minhas mãos, coloco fone de ouvindo novamente e já tinha escolhido a música Imagine Dragons “Believer”.

First things first

Em primeiro lugar

I’ma say all the words inside my head

Eu vou dizer tudo que está na minha cabeça

I’m fired up and tired of

Estou irritado e cansado

The way that things have been, oh-ooh

Da maneira como as coisas têm andado

The way that things have been, oh-ooh

Do jeito como as coisas têm andado

 

Second thing second

Em segundo lugar

Don’t you tell me what you think that l could be

Não me diga o que acha que eu poderia me tornar

I’m the one at the sail,

Sou eu que estou na vela

I’m the máster of my sea, oh-ooh

Sou o mestre do meu mar

Te máster of my sea, oh-ooh

O mestre do meu mar

 

I was broken from a Young age

Eu estava mal desde pequeno

Taking my sulking to the masses

Levando meu mau-humor as multidões

Writing my poems for the few

Escrevendo meus poemas para os poucos

That looked at me took to me,

Que olhavam para mim, levaram até mim

Shook to me, feeling me

Me acudiram, me sentiram

Singing from heartache from the pain

Cantando de um coração partido pela dor

Take up my message from the veins

Pegando minha mensagem desde as veias

Speaking my lesson from the brain

Falando minha lição de cor

Seeing the beauty through the

Enxergando a beleza através da

 

Pain!

Dor!

You made me a,

Você me fez

You made me a believer, believer

Fez de mim alguém que acredita, acredita

Pain!

Dor!

You break me down,

Você me derruba

You build me up, believer, believer

Me levanta como alguém que acredita, acredita

Pain!

Dor!

I let the bullets fly, oh let them raim

Eu deixo as balas voarem, deixe que chovam

My life, my love, my drive, they came from

Minha vida, meu amor, meu ímpeto, vieram da

Pain!

Dor!

You made me a,

Você me fez

You made me a believer, believer

Fez de mim alguém que acredita, acredita

Cada novo soco que dava no saco de areia, lembrava da minha perdição com aquele macacão colado “Ino soube o quanto a desejo, mesmo depois de tudo que fez passar de dormir no chão, colocar pimenta na minha comida, quantas vezes fez ir no shopping carregar um monte de sacolas”. Só de lembrar das suas curvas me faz perde o juízo e ao mesmo tempo sinto raiva por estar gostando tanto de um mulher que humilha e pisar em mim.

Third things third

Em terceiro lugar

Send a prayer to the ones up above

Faça uma prece para aqueles lá no alto

All the hate that you’ve heard

Todo o ódio sobre o qual você ouviu

Has turned your spirit to a dove, oh-ooh

Transformou seu espírito em uma pomba

Your spirit up above, oh-ooh

Seu espírito lá no alto

 

I was choking in the crowd

Eu estava engasgando na multidão

Building my rain up in the clouds

Acumulando minha chuva na nuvem

Falling like ashes to the ground

Caindo como cinzas ao chão

Hoping my feelings, they would drown

Esperando que meus sentimentos se afogassem

But they never did, ever lived,

Mas eles nunca se afogaram, viveram pra sempre

Ebbing and flowing inhibited, limited

Vazando e fluindo, inibidos, limitados

Till it broke open and tl rained down

Até que romperam e a chuva caiu

It rained down, like

E choveu como a

 

Pain!

Dor!

You made me a,

Você me fez

You made me a believer, believer

Fez de mim alguém que acredita, acredita

Pain!

Dor!

You break me down,

Você me derruba

You build me up, believer, believer

Me levanta como alguém que acredita, acredita

Pain!

Dor!

I let the bullets fly, oh let them raim

Eu deixo as balas voarem, deixe que chovam

My life, my love, my drive, they came from

Minha vida, meu amor, meu ímpeto, vieram da

Pain!

Dor!

You made me a,

Você me fez

You made me a believer, believer

Fez de mim alguém que acredita, acredita

Dou vários socos e chutes no saco de areia, não consigo tirar Ino da minha cabeça, desejo tê-la novamente em meus braços mais por conta da minha estupidez a mulher que amo me detesta. Isso aumenta minha raiva de mim mesmo. Como queria essa mulher em meus braços novamente ouvindo no meio de gemido falar meu nome. Dou vários chutes no saco de areia tenho tanta raiva de mim mesmo, já estou suado e cansado.

- Yamato: Ino!

Sussurro o nome dela e fecho os olhos, logo pego minhas coisas e saiu da academia caminho até em casa assim que abro a porta sou recebido com um abraço.

- Lucca: *Papá!

*Papai! 

- Yamato: *Ciao ragazzo grande... Papá é sudato e puzzolente...

* Oi garotão... Papai está todo suado e fedido...

- Lucca: *Yuck!

*Eca!

Lucca faz carinha muito engraçada, começo a fazer cocegas ele. Quando meu irmão me chama.

- Kakashi: Yamato... Preciso falar com você...

- Yamato: Claro!

Ino caminha até onde estava e logo entrego nosso filho, dou beijo na bochecha de Lucca, quando ia saindo meu filho chama minha atenção.

- Lucca: *Papá... Non baci mamma!

* Papai...você não beijou a mamãe!

- Yamato: *Ho dimenticato!

*Me esqueci!

Dou beijo na bochecha de Ino e percebo o quanto ficou tímida pelo meu gesto de beija-la. Logo Lucca cruzar os braços e faz carinha de bravo.

- Lucca: *No cosí...

* Não é assim...

- Yamato: *Come sarebbe?

* Como seria?

- Lucca: *Proprio come lo zio Kakashi bacia la zia Sakura in boca...

*Igual titio Kakashi beija a titia Sakura na boca...

- Ino: Lucca!

Percebo quanto Ino ficou constrangida, olho para meu irmão que simplesmente da de ombro e meu filho fica olhando. Então me aproximo de Ino selo nossos lábios com um beijo, mais logo me afasto Lucca está com um sorrisão já Ino está vermelha como um pimentão, “ficou me devendo está filhão” sigo meu irmão até seu escritório.

- Kakashi: Te chamei aqui preciso do seu serviço como subchefe!

- Yamato: O que seria?

- Kakashi: Preciso que vá até Bolonha colocar as coisas no lugar! Mostre quem manda por lá!

- Yamato: Entendi!

Logo saio do escritório de Kakashi encontro Ino na sala com Lucca brincando, dou só uma olhadinha e logo subo as escadas em direção do meu quarto tiro a roupa suja entro no banheiro onde tomei um banho rápido, logo vou até meu closet pego um terno e camisa social me visto. Não demorei muito já desço as escadas, Ino continuava na sala mais dessa vez conversando com Sakura quando Lucca corria com Dominic. Aproximo de onde ela está sentada, aqueles olhos azuis olham diretamente nos meus.

- Yamato: *Ino... Saró in retardo oggi... Non permettere a Lucca dia rimanere sveglio fino a tardi ad aspettarmi...

* Ino... Hoje vou chega tarde... Não deixa o Lucca ficar acordado até tarde me esperando...

- Ino: Claro!

Dou beijo na sua testa é depois vou até meu filho que abraço forte e também dou um beijo e no meu sobrinho. Logo saiu de casa, reúno quatro homens, meu irmão foi claro limpa a bagunça daquele verme que estão tentando tomar Bolonha, por isso tenho que impor poder dos Hatake’s matando cada infeliz que tente atravessar nosso caminho.

Ino narrando

Sakura consegue arrancar de Kakashi qual é a missão que colocou Yamato. Até Bolonha fica cerca 1h50min de Veneza é limita todo os inimigos que tentam tomar conta do território dos Hatake’s. isso me deixa super preocupada com a missão suicida onde Yamato pode voltar ferido ou morto, peço a Deus que proteja meu marido, Lucca não pode crescer sem seu pai.

Sakura tento me distrair a tarde toda e posso dizer que conseguiu. Na hora do jantar vejo Kakashi sentado do lado Sakura e filho, olho para cadeira de Yamato vazia meu coração está apertado para piorar começa a chove forte, sou tirada dos meus devaneios por Kakashi.

- Kakashi: Não se preocupe Ino... Yamato vai volta para vocês...

- Ino: Como pode ter tanta certeza... Já que é uma missão suicida?

- Kakashi: Primeiro Yamato é meu irmão... Segundo Subchefe da máfia isso papel dele... Terceiro não confio em outra pessoa a não ser nele...

- Ino: Falar é fácil!

- Sakura: Ino!

- Ino: Mais é verdade... Kakashi, você está sentado aqui ao lado sua família... enquanto meu marido está lá fora debaixo dessa tempestade arriscado a vida... Por conta dessa droga de máfia... e você pouco se lixando para o seu irmão...

- Kakashi: Vou relevar tudo isso que você me disse... Por estar nervosa e por ser minha cunhada... Me importo sim com meu irmão... Pode ter certeza se cada passo que ele está dando... Quem ensinou tudo que ele sabe fui eu... Agora me fala quem está pouco se lixando para ele e você... Que vive humilhado e esnobando tudo que ele faz para você... Por conta do seu orgulho!

- Sakura: Chega vocês dois!

Kakashi levanta furioso pega Dominic e sobe as escadas, Sakura só passa o olhar como se me dissesse que fiz burrada logo pego Lucca e subo a escada para o quarto do meu filho, onde coloquei ele para dormir. Depois vou para o meu quarto, tiro minha roupa e vou para o banheiro onde ligo o chuveiro com a água quente para relaxar meu corpo mais as palavras de Kakashi não sai da minha cabeça. Assim que termino e me enxugo e me enrolo na toalha e vou até meu closet pego uma lingerie de renda preta visto mais tive vontade de vestir uma camisa de Yamato, vou até seu closet e pego uma camisa preta e depois vou para a janela e fico olhando a chuva cair e esperando o carro de Yamato aparecer.

Já marcava 3h30min quando o carro de Yamato aparece, meu coração disparar de felicidade. Quando escuto os passo pelo corredor se aproximando da porta quando se abriu,  corri na  direção dele e o abracei forte e Yamato retribui meu abraço e percebo que sua roupa estão molhadas mais ele está bem.

- Yamato: O que significa esse abraço?

- Ino: Estava preocupada com você!

- Yamato: Fico muito feliz por ter se preocupado comigo, mas agora preciso de um banho e tirar essa roupa molhada...

Me afastado um pouco dele, percebo que ele está me analisando e logo surgiu sorrisinho em seguida ele entra no banheiro onde tomou um banho rápido. Aqui estou eu sentada na cama um pouco nervosa com tudo que está acontecendo comigo e Yamato. Quando a porta do banheiro se abriu Yamato sai com a toalha na cintura e olha para mim, caminha em minha direção e senta do meu lado, abre um sorriso lindo.

- Yamato: *La mia maglietta ti sta meglio dela mia!

*Minha camisa fico melhor em você que em mim!

Antes de responder, Yamato me puxa para seu colo e me beija intensidade, mordia meus lábios, os beijos faram descendo pelo meu pescoço isso me causa arrepios pelo corpo, logo sussurra em meu ouvindo.

- Yamato: *Ho bisogno di te, Ino... Sii mio stanotte... Ti amo Ino!

* Preciso de você, Ino... Seja minha essa noite... Eu te amo Ino!

Fiquei pensativa em tudo Yamato disse, mais logo me entreguei a ele outra vez.  Yamato tira a toalha e depois minha roupa, desta vez foi diferente Yamato penetra lentamente, seus movimentos lentos, feche os olhos sentindo tanto prazer. Ele foi fazendo carinho e deixando eu me acostumar com o tamanho do seu membro, não sou do tipo que gosta de sexo romântico, mas sim daquele que deixa marcas.

Logo as estocadas se tornaram rápidas e intensas. Em meio aos gemidos, nossos corpos se chocados ecoavam por todo o quarto, não demorou e recebi outro tapa na bunda, Yamato puxa meus cabelos e fico mais próximo dele, eu gemia alto a sensação é indescritível se fodida aquela forma.

- Ino: Awn, Ya-mato.... Aah...

Acabamos invertendo e começo a cavalgar em cima dele. Yamato ajudou mais em alguns movimentos, logo gozamos. Estamos suados e ofegantes, descansei minha cabeça no peito de Yamato logo se aconchegou em meus braços, ele ainda está dentro de mim, sentindo meu corpo mole, foi uma das minhas melhores transar.

- Yamato: Você é perfeita... Só minha... Cazzo...

- Ino: Você ainda me quer depois de tudo que fiz?

- Yamato: *Voglio che lo lasci appendere... Adir ela veritá merita questa punizione... Avresti la possibilitá di ricominciare da zero!

*Quero você desse jeito... Para falar a verdade eu mereci esse castigo... Você me daria a chance de recomeça do zero!

- Ino: *Devo scusarmi com te... So dia ver esagerato come te... Non há fatto ammettere che ti amavo ancora...

* Tenho que te pedir desculpas... Sei que exagerei com você... Fazia tudo para não admitir que ainda te amava...

- Yamato: *Dammi um’altra possibilitá Ino!Prometto che ti renderó Felice... Questa volta giusto!

* Me dar outra chance Ino! Prometo vou te fazer feliz... Dessa vez da forma certa!

- Ino: *Sí... Ti do um’altra possibilitá... Perché ti amo ancora cosí tanto Yamato...

* Sim... Te dou outra chance... Por que eu ainda te amo tanto Yamato...

- Yamato: *Ti amo cosí tanto Ino... La mia bionda....

*Também te amo tanto Ino... Minha loirinha...

Yamato me puxou para cima do seu corpo, onde deitou minha cabeça sobre seu peito. Quando ele começa fazer afagos meus cabelos, depois beija minha testa, ele me abraça forte até parece que sou bem preciosa. Me sinto feliz e protegida quando estou em seus braços, tudo que precisava encontrei em seus braços. Yamato sempre se preocupou comigo, mesmo quando fazia pirraça ou tentava de alguma forma afasta-lo de mim, mesmo assim sempre esteve do meu lado. Ele cuida de mim e me dá amor incondicional pois sempre coloca a família primeiro lugar antes das obrigações, ele é pai presente para Lucca, mesmo eu negado um marido amoroso, sei que perdi um tempo precioso com meu orgulho mais quero viver o hoje ao lado do homem que amo.


Notas Finais


Até próximo capitulo...

Musica:Imagine Dragons “Believer”
https://www.youtube.com/watch?v=0AZMBS-vtS4


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...