História O Cara ao Lado. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kushina Uzumaki, Matsuri, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Gaasaku, Narusaku, Narusakusasu?, Sasusaku
Visualizações 75
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eita que fiquei cinco meses sem atualizar está fanfic, não vou pedir desculpas, mas sim compreensão, eu passei por um semestre horrível na faculdade, que segundo os veteranos é um dos mais difíceis do curso e é claro tive alguns problemas familiares, mas acho que acredito que estes não foram o fatores principais para a minha demora, mas sim o bloqueio criativo que tive e o não postar é melhor do que postar algo totalmente cagado e hoje no ultimo dia de férias venho lhes trazer um pequeno capítulo que está bem NaruSaku, mas não se preocupem, o Sasuke vai ter sua vez.

Eu não me arrisquei tanto nas práticas de BDSM, pq primeiro eu não sou praticante e segundo durante minhas pesquisas percebi o quão este universo é grande e vai muito além de 50 tons de cinza, claro que conversei com alguns amigos meu que tem uma vivência neste universo, o que claramente rendeu conversas constrangedoras - claro que eu fico com as bochechas vermelhas, mesmo por mensagem - e algumas provocações mas vida que segue.

Bom, vou chega de falar tanto, eu não revisei o capítulo, então pode ser que vocês encontrem algum erro, mas prometo revisar depois e pelos erros, peço perdão.

De qualquer forma, boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo 3 - Parte II


 

 

 

 

         

Tinha certeza que meus olhos brilhavam, ao analisar o conteúdo da pasta, todo meu corpo vibrava em expectativa e Sakura parecia apreciar cada segundo, seus olhos transbordavam luxúria.

            - Vamos, Naruto, escolha um deles! -  olhei o conteúdo novamente e acabei optando por um que tinha suas tiras de coro tingidas de vinho, a tira couro sai em um único filamento do cabo uma pequena bola de ferro marcava a ramificação da única tira em três.

            - O vinho Sakura-sama! – seus lábios formaram um sorriso satisfeita.

            - Este é meu favorito, Naruto-kun – observei-a depositar  pasta sobre a  cômoda e tirar o açoite escolhido por eu, tentava observar todos os movimentos dela pelo quarto, mas dada minha posição era difícil, minutos depois senti o colchão afundar do meu lado esquerdo e logo após uma de suas mãos estava em meus fios de cabelo, de primeiro suas  unhas arranhavam meu coro cabeludo, depois de alguns segundos ela segurou com força meu cabelo o puxando, o que por consequência  forçou minha cabeça para trás, deixando meu pescoço e queixo expostos, a mão que não se ocupava com meus cabelos tratou de segurar meu queixo e em um movimento rápido ela sentou em minhas costas – esqueci de perguntar, tudo bem em utilizarmos uma venda ?

            - Sim, Sakura-sama.

            - Muito bem – suas mãos soltaram meu queixo e cabelo e senti sua rápida inclinação para esquerda – feche os olhos querido – quando fechei os olhos, Sakura tratou rapidamente de colocar a venda sobre eles – quero que conte até completar sua idade atual, nem mais, nem menos, se sentir que não aguenta mais o que deve falar, Naruto-kun?

- Salve-me, Sakura-sama.

- Muito bem – Sakura deitou-se sobre minhas costas e alcançou minha orelha – afinal tudo que queremos sentir aqui é prazer –  eu não podia ver mas, de algum modo sabia que em seus lábios um sorriso sacana brincava – vamos começar, acho que falamos demais.

 

Sakura levantou-se e saiu da cama, meu corpo queimava em expectativa, estando com  olhos vendados, o único sentido com o qual eu podia contar era minha audição, porém neste momento ela não estava sendo de grande valia, afinal toda a extensão do chão do quarto de Sakura é coberta por um carpete, desse modo seus passos eram abafados. O quarto estava em completo silêncio e quando eu me preparava para chamar seu nome, meu corpo todo encolheu-se devido ao contato de algo gelado em  minhas  costas,  deduzi rapidamente ser gelo, Sakura passou a pequena pedra da minha nuca até minhas nádegas, deixando-a na base de  minha coluna e  mais uma vez Sakura deixou a cama e mais uma vez eu tentava utilizar minha audição, porém em vão, então antes de eu pensar em qualquer outra coisa, o som das tiras de couro em contato com minhas coxas se fez presente, meu corpo todo retesou e na medida que em recuperava-me do meu breve “susto”, mais uma vez ela acertou-me, porém, na minha nádega esquerda.

- Sua pele, fica tão bonita marcada – dito isso ela passou  uma de suas mãos na nádega açoitada que agora demonstrava certa ardência – levante um pouco a região pélvica – fiz e assim que ela obteve espaço suficiente, sua mão alcançou rapidamente meu pênis que já apresentava um pequena ereção, segurei um gemido, quando ela deslizou mão por toda minha extensão de forma suave, porém firme o que me deixou mais duro – ora, parece que você está  ficando animado, seria uma pena se eu parasse, afinal você não contou.

Ela não poderia parar, não agora!

- 2 Sakura-sama – dito isso ela fez dois movimentos

- Muito bem, Naruto-kun, se contar direitinho, vou te recompensar no final, não quero controle-se o quarto é aprova de som, não contenha seus gemidos e nem seus gritos, entregue-se Naruto e eu me entregarei também.

As palavras de Sakura, me tocaram, de uma forma que antes ninguém tinha conseguido, e talvez só  talvez, ela seja a mulher que eu estive procurando por esses anos, a mulher que além de amante, vai ser minha amiga e companheira, que independente de qualquer coisa eu vou lá por ela e ela vai estar por mim.

- Vamos continuar, não esqueça de contar!

Então Sakura, continuou, três, quatro, cinco, seis, sete, até então atingir minha idade, trinta e um. Sakura marcou, todos os lugares possíveis de meu corpo, sempre acariciando o local após marcar-me e vez ou outra deslizava uma nova pedra de gelo por meu corpo e deixando-a na base de minha coluna, até que a água voltasse ao seu estado o líquido, o que não demorava a acontecer já que meu corpo estava em chamas, eu não podia ver Sakura, mas algo em meu ser dizia que ela se deliciava com cada gemido que eu soltava e saber que eu causava isso nela, me deixava satisfeito.

- Achei que não era possível, mas assim marcado, seu corpo está ainda mais belo, logo vai ter sua recompensa – senti ela subindo na cama e sentar-se na minha bunda, mas dessa vez ela estava nua e eu notava claramente a excitação que escorria por suas cochas – estava vendo Naruto-kun, como você me deixa? – senti seu corpo serpenteando pelo meu, até seus braços retirarem a venda – agora querido, eu vou me esfregar nessa sua bunda gostosa até gozar, mas quero que pense que estou cavalgando no seu pau, pois quando eu for chupar você, te quero ainda mais duro.

Ainda deitada sobre meu corpo, Sakura, começou a esfregar-se, sua  respiração ficou rápida e quando ela ajeitou-se em minha bunda, como se realmente estivesse cavalgando e movimentou-se, ela soltou o primeiro suspiro e enquanto ela prosseguia mexendo o quadril de forma enlouquecedora, a única coisa que eu realmente pude fazer, foi seguir seu conselho e imaginar como seria ver ela engolindo meu pau, enquanto movimentava-se daquela forma. Sakura, foi reduzindo, seus movimentos gradativamente e eu sabia que ela estava atrasando seu orgasmo, mas logo um espasmo em sua coxa se fez presente e ela voltou a acelerar, então seu gemido sôfrego de prazer preencheu o quarto todo, em seguida ela deitou-se sobre meu corpo e ficou até sua respiração voltar ao normal.

 

- Você comportou-se muito bem – senti seu sorriso em meus ombros – agora vou te recompensar.

 

Sakura, sequer desceu da cama, para pegar a chave dos cadeados e logo tratou de abrir os quatro cadeados que mantinham as correntes enroladas nos meus pulsos e pés – Vire-se – obedeci prontamente seu pedido, e quando olhei para ela percebi, que ela analisava meu corpo atentamente e então nossos olhares se cruzaram e ela sorriu – tão pronto pra mim – Sakura estava sentada sobre  as pernas e engatinhou pelo meio de minhas pernas e sem hesitar ela pegou meu pênis e alisou toda sua extensão e em seguida sugou a glande e por fim o engoliu por inteiro, com sucções e ritmos alternados – agora Naruto, goze pra mim – e como eu poderia negar algo á essa mulher, Sakura, domina-me por completo e eu simplesmente não conseguia negar ela, afinal tudo me puxava para ela e então eu gozei, como não tinha feito há um bom tempo, nenhuma das mulheres que tive antes de Sakura, fizeram o que eu me sentisse realizado, mas Sakura.... Sakura é a mulher que eu sequer imaginei ter ao meu lado, mas enquanto ela estiver aninhada em meus braços, eu sei que não estou sonhando


Notas Finais


E então ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...