1. Spirit Fanfics >
  2. O casamento falso >
  3. "Você é linda..."

História O casamento falso - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Eu tinha um capítulo escrito com a perspetiva de Bruna. Mas eu apaguei sem querer, por isso, vai esta perspectiva mesmo.

Capítulo 24 - "Você é linda..."


Dias depois
Pov Felipe
-1...2...3!-ela grita e no mesmo instante abre a porta, revelando assim a casa onde vamos morar.-Seja bem vindo à sua nova casa!
-Uau!-eu digo enquanto contemplo toda a decoração do nosso apartamento.
Assim que abrimos a porta, podemos ver um hall de entrada que não é muito grande mas também não é muito pequeno. Ele tem alguns móveis a decorar e em cima desses moveis algumas fotos onde Bruna e eu aparecemos juntos. Agora, ao olhar para as paredes, percebo algumas fotografias afixadas, mais uma vez são minhas e da Bruna mas não há nenhuma em que estejamos juntos.
-Vamos ver o resto da casa?-Bruna pergunta e interrompe os meus pensamentos.
-Claro, vamos.-eu caminho atrás dela e ela me guia para conhecer todos os outros cômodos.
[...]
-E este é o seu quarto!-ela abre uma porta e nós entramos.
-Ué? Cadê a cama? E porque fez quartos separados?
-Como isto é apenas um casamento fake, eu pensei que você não ia estar à vontade para dormirmos no mesmo quarto, então decidi fazer um quarto para você.
-Sim, você está certa.-ela sorri.-E a cama?
-Eu encomendei a cama ao decorador mas houve um problema qualquer e ainda não chegou.
-Ok, eu durmo na sala.
-Não precisa disso...-eu interrompo.
-Eu já falei que eu durmo na sala sem problema nenhum.
-Ok. Agora, eu tenho uma surpresa para você.
-O que é?-ela sai do quarto e volta alguns minutos depois.
Ela traz uma caixa nas mãos que parece ser muito pesada. Eu ofereço ajuda para carregar mas ela recusa e pousa a caixa num canto.
-O que é isso?
-Abre a caixa!-eu vou até onde ela pousou a caixa e abro.
-Uau! Eu não acredito!-eu observo tudo o que está dentro da caixa.-Como você soube que eu amo Friends?-Sim, a caixa tinha muito objetos referentes a Friends, principalmente, canecas com as frases mais conhecidas da série. Desde "I'll be there for you" que é uma frase da música da abertura da série até "How you doin?" que é fala característica de uma das personagens da série, o Joey.
-Foi a sua mãe que me falou. E assim que ela me disse, eu pensei: "Vou fazer uma surpresa"
-Obrigado! Obrigado!-eu digo com muita animação e dou um abraço apertado nela.
E foi assim que passámos o nosso dia até chegar o final da tarde, apenas observando tudo o que tem na nova casa.
Assim que o sol se põe, eu vou até à cozinha e começo a preparar o jantar. Escolho fazer estrogonofe pois acho que a Bruna vai gostar. Enquanto isso, ela está no quarto dela descansando.
-Bruna, vem jantar!-Não escuto resposta e volto a chamar!-BRUNA!-grito.
-ESTOU INDO!-ela grita de volta.
Ela aparece na cozinha e eu reparo que ela está um pouco triste.
-Você fez o jantar?-pergunta.
-Fiz, e fica avisada que eu vou ser o cozinheiro desta casa!-ela dá de ombros.-Consegue adivinhar o que é?
-mmm....Estrogonofe?-eu sorrio.
-Acertou!-ela dá de ombros novamente.-Não gosta da comida? Se não gostar, eu posso fazer outra coisa.
-Eu gosto, é um dos meus pratos favoritos.-ela senta à mesa enquanto eu coloco a comida à sua frente e assim começamos a jantar.
-Você está bem?-ela assente com a cabeça.-Bruna!-eu seguro o seu rosto e "obrigo" ela a me encarar.
-O que foi, Felipe?-pergunta com um tom de voz de quem está chateada.
-Porque está sendo grossa comigo?
-Desculpe.-eu sorrio.-Eu tive uma discussão com o meu pai e como sempre ele conseguiu me irritar. Mas eu não quero falar sobre isso.-assinto com a cabeça.
Continuamos a jantar em silêncio, até que eu decido fazer uma pergunta pois sou muito curioso, e este silêncio já está me incomodando.
-Bruna, posso fazer uma pergunta?
-Já está fazendo!-ela brinca.-Pode, sim.
-Porque é que você nunca fala da sua mãe?-ela desvia o olhar e fica em silêncio. Eu seguro o seu rosto com a minha mão e vejo que os seus olhos estão marejados. Ela afasta a minha mão e começa a chorar. Eu não falo absolutamente nada, apenas abraço ela com carinho até que ela se acalma.
-Desculpe, eu não queria fazer você chorar.-ela chora ainda mais.-Oh meu amor, não chora!-Não, eu e Bruna não namoramos, "meu amor" é apenas o apelido carinhoso que eu trato ela.-Eu vou começar a chorar também.
-Você quer ouvir a minha história sobre a minha mãe?-assinto com a cabeça-Então se prepara porque é bem longa...-sorrio.-Os meus pais sempre foram aqueles casais que fora de casa parecem o casal perfeito mas dentro de casa têm um casamento horrível. Eles discutiam todos os dias, e não era discussões normais como os outros pais têm, eram discussões muito violentas.
-Violentas? Violentas como?
-O meu pai ameaçava a minha mãe em algumas discussões.-suspira.-Até que um dia a minha mãe se cansou dessas brigas e pediu o divórcio, foi um processo muito complicado mas ela conseguiu se divorciar. Quando eu tinha 6 anos, eu vi ela fazendo as malas e indo embora, e eu nunca mais a vi. O meu pai falou que ela tinha ido para outro país mas nunca me disse qual era, e eu nem sei se isso é verdade.-ela explica no meio de muitas lágrimas, muitas e muitas lágrimas.
-Oh meu amor, eu não queria... Poxa, isso é horrível! Passar por tudo isso, deve ser muito traumantizante!
-Você não tem ideia do quanto.
-Você tem fotos dela?
-Tenho sim, se quiser, depois eu mostro.
-Ok.-eu deposito um beijo no seu rostinho e ela sorri.
Depois desta conversa, Bruna não fala mais nada e sai da cozinha. Agora, está assistindo uma série na televisão da sala enquanto eu arrumo tudo.
Entretanto, eu termino de arrumar e vou até lá.
-Bruna?
-Hm?
-Posso ver as fotos da sua mãe?
-Claro, vem!-ela se levanta do sofá e puxa a minha mão, me levando até ao seu quarto.
Ela abre a porta do guarda-roupa e retira um pequeno saco, ela abre o saco e despeja tudo em cima da cama. Assim que eu começo a observar tudo, eu vejo muitas e muitas fotos de Bruna, algumas, dela com uma mulher que eu não conheço, fotos com os seus amigos, a Luiza e o Luiz, e outras com o seu pai.
-É esta a sua mãe?-eu aponto com o dedo para uma das fotos onde Bruna aparece do lado de uma mulher.
-Como você acertou?
-Porque é linda como você.
-Que fofo!-sorri envergonhada e me abraça fazendo biquinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...