História O casarão - (Namjin) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, neném.

Capítulo 10 - Primeira noite de nupcias- A Festa (Parte 4)


- Jung-Soon?! Mas que porra, o que é isso?!- Exclamei. Eu estava a um fio de matar ele ali mesmo. 

- Senti o fogo do Bogum logo após entrar no meu quarto. Os afrizinhos podem esperar - Sorriu malicioso. - O vídeo de vocês ficou lindo. Poderiam continuar pra eu terminar de gravar, por favor? - Fui na direção dele para espanca-lo com todas as minhas forças, mas Bogum entrou na frente e agarrou a Gola da camisa havaiana dele. 

- O QUE VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?! - Gritou. Eu nunca tinha visto Bogum tão bravo daquele jeito.

- Aí, me solte. Eu sou muito delicado. Se não querem continuar, tudo bem, eu vou sair daqui-

- Apague esse video.- Falei bravo. Jung suspirou e não apagou o vídeo, mas sim, pegou o cartão de memória e jogou em cima de Bogum, que permanecia com a mão na roupa dele. 

- Mas tomem cuidado, eu posso fazer isso de novo. - Sorriu e deu as costas. Ele saiu e Bogum trancou a porta, olhou para mim vindo em minha direção. Só aí que me dei conta que Bogum tinha acabado de me pagar um boquete. Me assustei e deu dois passos para trás, esbarrando no criado mudo, derrubando o lençol que cobria minhas pernas. Bogum olhou para baixo, se abaixando enquanto beijava toda a extensão de meu membro. 

Aquilo era estranho.


Segurei sua cabeça em um ato de para-lo, mas sendo falho como sempre. Ele se levantou e me jogou na cama. - Com um pouco de força pro meu gosto - Voltando a me beijar, fazendo com que eu sentisse meu próprio gosto. 

Eu não sabia se estava gostando ou não, afinal, Bogum era um de meus melhores amigos, não era certo, ou pelo menos eu pensava que não. 

Senti uma enorme vontade de me relacionar intimamente com ele, assim foi feito. Retirei a todas as roupas do mesmo, puder ver a ereção dele. - Como ele aguentou todo aquele tempo? - Sorri e passei a estoca-lo em uma baixa velocidade. Logo em seguida Bogum fez o mesmo comigo. 

* Bogum PoVs on*

Coloquei suas pernas sobre meu ombro, coloquei uma camisinha e voltei a beija-lo. Dei dois chupões em seu pescoço, sem me preocupar com as marcas expostas. Não sabia se Taehyung era Virgem, então coloquei apenas a Ponta de meu membro. Suspirei e fui adentrando o espaço lentamente. Para meu azar, ele era virgem. Respirei desanimado. Sempre quis me relacionar daquela forma com ele, mas por Tae ser casto, não poderia exagerar. As chances de machuca-lo com uma estocada eram enormes. Fiquei naquela posição por minutos, procurava alguma forma de não machuca-lo, sai de meus pensamentos quando senti Taehyung se contorcer. Ainda na minha posição, o olhei curioso, sendo retribuído com outro olhar.

- P-por que parou? - Falou sôfrego.

- Tae, você é virgem. - Falei triste.

- E daí? - Ele era tão bobo assim mesmo?

- Eu não posso... Isso vai te machucar. - Sai de dentro dele.

- Não... Não me torture. - Falou manhoso, quase não resisti a sua fofura. 

- Eu não vou conseguir me controlar. Melhor não arriscamos. - Retirei a camisinha e coloquei na cama. Taehyung olhava para meu membro ainda ereto, Ele latejava pedindo alivio. 

Em um ato rápido, Taehyung salta da cama, me olhando sugestivo. Sorri malicioso pensado que o mesmo me chuparia. Mas infelizmente, - Ou felizmente, para mim - Ele senta em cima de meu membro, quase gritando de dor em seguida. Me assustei com o ato dele. Aquilo era loucura. Vi duas lágrimas descerem sobre seu rosto contraído de dor, ri e o retirei logo em seguida. Ele se contorcia na cama de dor e eu só conseguia rir dele. 

Não sei quem era mais burro, eu o Taehyung. Mordi meus lábios e logo senti meu orgasmo chegar. Assim feito, soltei tudo ali mesmo. Tae que estava se contorcendo, me olhou com um olhar risonho. Logo após, ele voltou a se contorcer, ainda pela dor que sentia.

- Eu poderia estar dentro de você agora. - Brinquei.

- Nunca. Eu não quero isso nunca mais!- Gemia de dor. 

- Quer que eu busque um remédio? - Não esperei ele responder. Coloquei minhas roupas e sai do quarto. Taehyung, com muita dificuldade, fez o mesmo, limpando minha sujeira e esperando eu voltar. 

 Desci as escadas e pedi para Jin me dar um analgésico, estava planejando minha desculpa, mas não foi preciso porque Jin sequer perguntou. Voltei para o quarto, entregando o remédio. Abri a porta do Guarda roupa e peguei o presente para eu dar ao Taehyung. - sim, tinha um presente. - Vi o sorriso quadrada dele quando dei o objeto. Era uma miniatura do Sanji de One Piece. 

- E aí? Gostou? - Perguntei. 

- Eu amei! Eu amo One Piece! - Respondeu animado. Parecia uma criança. 

- Vai voltar pra festa? - Mudei de assunto. 

- Ah é, nem lembrava dela. Vamos, se eu conseguir andar... - Fez um bico enquanto olhava para minha calça. Passei as mãos sobre seu cabelo. Descemos e Taehyung andou saltitando até Jimin e Yoongi, querendo exibir seu novo brinquedo - adorável. 





Notas Finais


Um pouco curto. Já irei postar o outro, senta a bunda no sofá e espera. Até a próxima, hehe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...