1. Spirit Fanfics >
  2. O Cativo-Jikook 1 Temporada >
  3. Capítulo 4-Nome Da Sede E Do Amor

História O Cativo-Jikook 1 Temporada - Capítulo 4


Escrita por: Mecanicx_Girl

Notas do Autor


Eae é o seguinte:
Eu demoro pra postar, pq eu fico editando imagens para os próximos capítulos
Mas eu chegay 😥
Boa leitura Mecanicxs⚙️

Capítulo 4 - Capítulo 4-Nome Da Sede E Do Amor


Fanfic / Fanfiction O Cativo-Jikook 1 Temporada - Capítulo 4 - Capítulo 4-Nome Da Sede E Do Amor

Depois disso, eu comecei a descer até a cama lentamente como se alguém estivesse rodando uma manivela. Logo em seguida, a corda que ligava o meu pescoço das minhas pernas desapareceu, fazendo com que eu alivie as minhas costas.

- Senhoras e senhores, este é o momento em que conhecemos mais sobre a criança, começando por perguntar o seu nome. Como se chama, cara criança?- falou se aproximando.

- O-o meu nome?- perguntei assustado me arrastando pra um canto.

- Sim, queremos todos saber.

- E-eu s-sou Jimin, P-Park Jimin.

- Que maravilha! Jimin, o nome que grita sede e amor. Condiz perfeitamente com o cenário de hoje. Sem esquecer que o seu forte é a sedução. E ainda há quem não resista.

As pessoas que lá estavam, estavam olhando pra mim com um sorriso e olhar assustador. E ainda falavam uns com os outros, com certeza. Mas parece que ninguém se lembrou que eu estava nu e em público, e isso era humilhante.

- Jimin, criança preciosa, seu nome levanta esperança a nossos convidados. Me diga a sua idade.

- E-eu tenho 10 anos, s-senhor.- disse abaixando a cabeça.

- Senhoras e senhores, o pequeno príncipe tem 10 anos e está em ascensão. Por favor, comecem a pensar na quantia.

As pessoas que lá estavam continuaram cochichando sobre mim só mais alto e bagunçado. Pelos fundos consegui escutar alguém dizer 14 bilhões. Será que era em wons? Se for, é uma quantidade enorme de dinheiro.

- Quantia? Do que estão falando? Estou extremamente confuso. Querem me vender? M-mas pra quem? Porquê?

- Agora, temos de testar o produto pra saber se é de boa qualidade. Recebam agora nossos profissionais. Eles farão a avaliação do produto. Senhoras e senhores, segurem a emoção e o prazer, porque serão, a seguir, cenas visualmente fortes e pode provocar o comportamento de alguns. Desfrutem.- terminou de falar.

Depois disso, a luz mudou de direcção para duas pessoas.

- Oi, BabyBoy.- escutei uma voz masculina.

- A gente sentiu saudades. Como tem passado?- falou o outro.

De longe eu não pude reconhecer quem eram, mas quando chegaram mais perto, eu vi. Eram os homens do caminho escuro, mas desta vez eles só estavam de calça. Eu senti meu corpo aquecer.

- V-voçes? O-o que fazem aqui?- disse olhando assustado.

- BabyBoy, nós estamos aqui pelo mesmo motivo que eles: saber a sua qualidade. E... me chama de Jinsung. Han Jinsung- disse o homem se aproximando.

- Q-que qualidade?- disse me arrastando para mais longe.

- Calma, a gente vai testar sua sensibilidade e seu comportamento em ter alguém a quem dar prazer ou de quem receber prazer.- disse o outro com um sorriso no rosto.

- Alguém? A-alguém quem?

- A quem comprar você, claro. Agora aproxime-se de nós para a avaliação. Não vai demorar nada, desde que você coopere.

- Não, p-por favor, me deixem ir. E-eu não quero nada com vocês.

- Não é essa a questão. Você é jovem e bonito e eles quem alguém jovem e bonito. Agora vem aqui e não complica…- disse agarrando as minhas pernas.

- M-m-mas eu nem conheço vocês.- disse tremendo.

-Eu sou o Felix, não precisa se assustar. A gente vai começar. Por isso, relaxa.

O Jinsung me deitou rapidamente em frente a ele e disse:

- Você está me deixando excitado e não sabe. Está fazendo de propósito?

Depois disso ele me beijou. Eu estava fazendo um esforço enorme para sair de lá e não conseguia. Mas por outro lado, eu queria continuar. Eu sinto os lábios dele. São tão bons eu sinto que vou desmaiar. Eu sei que ele provavelmente roubou o meu primeiro beijo mas, eu estava um pouco feliz. A sensação é muito boa. A língua dele era tão quente que não queira sair. Se mexia por vontade própria e eu também queria " ir", mas tivemos mesmo de nos separar por causa da falta de ar.

- Você... está bem?- disse o Jinsung arfando.

Ele estava lindo, eu de boca aberta simplesmente corando. As pessoas não tinham ideia da imagem á minha frente: ele estava brilhando nos peitorais, braços, os olhos, a própria cara. Era incrível o quão sedutor ele estava. Eu estava ficando louco. O que estava acontecendo?

- E eu? Não quero ficar simplesmente assistir. É a minha vez.

Felix me puxou para ele e foi simplesmente diferente: ele me colocou no colo dele, segurou minha cintura, e me beijou. Foi macio e calmo, mas também lento, e tudo era ótimo. Ele beijou o meu pescoço e eu saia e voltava para o meu corpo. Eu não queria sair dali. Depois nos separamos por causa da falta de ar.

- Gostou? Pela sua cara está adorando.- falou o Felix encostando a testa na minha.

- E-eu… bem…- disse travando.

- Não se preocupe, sinta agora isto.- disse Jinsung se aproximando.

Ele pegou então o meu membro e começou esfregando ele, enquanto que o Felix tocava nos meus mamilos com as mãos e a boca. Não sei o que estava passando, mas a cada momento que passava, a sensação sempre melhorava. Foi quando eu senti algo chegando. Eu estava gostando tanto, ao ponto de transpirar com as cordas  ainda em meu corpo e arrepios. No momento, se eu pudesse eu diria:

- Mais rápido!…- disse na minha mente.

- M-mais rápido!- disse abertamente.

Eu não tinha ideia de como eu disse isso em voz alta, mas sei que eu estava altamente vermelho.

- É pra já, BabyBoy.- disse o Jinsung acelerou os movimentos.

Eu estava gostando tanto, mas tanto, que chegou um momento, saiu, disparado um líquido branco. Só sei que depois de ter saído, me senti puramente aliviado. Eu transpirava tanto, que fazia minha respiração alta.

- Você gostou? A gente está só começando.- disse Felix levantando da cama.

- E agora, que jogo a gente vai jogar? Deixo o público escolher ou você escolhe, BabyBoy?- disse Jinsung me mostrando ao público.

- E-eu acho que… - disse falando baixo.

- Exato o público vai escolher!- anuncia o Felix.

O público aplaude e grita:

- Roleta! Roleta! Roleta! Roleta! Roleta!

- Roleta? Que roleta?

- Prince, o público escolheu a roleta e nós vamos jogar a Roleta. Prepare-se, vai ser uma experiência nunca antes feita por você.

Nesse momento, eu estremecia tanto que não consegui sequer derramar uma lágrima. Eu precisava sair dali. Custe o que custar.


Notas Finais


Aaaaaaaaaté um outro dia😉
Pobre criança (NÃO É?)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...