1. Spirit Fanfics >
  2. O Cavaleiro e a Princesa >
  3. Treinamento com Espadas

História O Cavaleiro e a Princesa - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


De " Eu sou da realeza " pra " Eu sou a Princesa "

Capítulo 5 - Treinamento com Espadas


Asta Pov's On

Acordei do lado daquela gostosa da Vanessa eu posso dizer com total certeza, a melhor transa da minha vida. Sentei na cama e fui direto pro meu banheiro e tomei um banho naquela banheira enorme com uma água maravilhosa estava totalmente alheio ao meu redor até sentir uma coisa nas minhas costa e assim que me virei vi que era a Vanessa com aqueles montes encostados na minhas costas.

Vanessa- Posso entrar ai junto com você?

Asta- Claro.

Ela entrou na banheira e começamos a nos banhar ficamos por uns minutos antes de sair e quando saímos eu coloquei uma roupa e vesti minha armadura e ela colocar a mesma roupa de ontem.

Vanessa- Vou querer repetir a dose.

Asta- Eu também.

Nós demos um beijo longo e com direito a toques, mas nós separamos por falta de ar e logo em seguida ela saiu e eu esperei uns 2 minutos e sai também. Andei pelo Castelo até sair dele e ir num pátio onde tinha alguns guardas treinando.

Asta- Posso treinar com vocês?

Guarda 1- Claro pode pegar um Arco e tentar acertar naqueles bonecos.

Asta- Que tal deixarmos mais interessante?

Guarda 2- Tipo o que?

Asta- Vocês 3 contra eu.

Eles começaram a rir igual malucos.

Guarda 3- Você contra nos 3?

Asta- Algum problema?

Guarda 2- Não, nós não temos, mas você contra nos 3 isso é ridículo.

Asta- Por que não descobrimos isso aqui e agora. 

Peguei uma Espada que tinha ali no chão eu não vou ficar carregando a minha Espada gigante pra lá e pra cá fora que não é necessário é só proteger a droga de uma Princesa.

Guarda 1- Vai mesmo querer fazer isso?

Asta- Vou.

Entrei em posição de combate e eles pegaram suas Espadas e partiram pra cima de mim

Asta Pov's Off

Noelle Pov's On

Acordei na minha cama e me sentei nela e fiquei olhando pra parede e tratei de respirar fundo e ir pro banheiro tomar um banho. Fiquei nos banho por quase meia hora e quando sai fui até meu armário e peguei uma roupa descente para andar no Castelo fui até minha janela e abri ela ouvindo o canto dos pássaros e sentindo aquele vento bater no meu rosto olhei pra baixo e vi os Guardas do Castelo e meu Guarda particular conversando e ele pegando numa Espada o que aquele idiota vai fazer? Ele pretende lutar contra os 3 sozinho? 

A resposta pra minha perguntas vieram rapidamente com o ataque de um dos guardas ele desviou e começou a lutar com os 3 de uma vez ele era bom, bom até demais. Ver ele lutando me lembro das história que o Irmão Nozel me contava sobre a mamãe sobre ela ser uma grande guerreira eu as vezes imaginava que eu poderia ser igual a mamãe ou até melhor que ela um dia, mas isso não será possível já que meu irmão não me deixa chegar perto de uma Espada. Passou uns 5 minutos e os 3 Guardas estavam no chão.

Desci as escadas do Castelo até o lugar onde ele estava decidida a pedir que ele me ensinasse a usar uma Espada quando desci as escadas inteira fui pra fora do Castelo e apareci na sua frente.

Noelle- Me ensina a usar uma Espada?

Asta- O que?

Noelle- Eu disse me ensina a usar uma Espada.

Asta- Não.

Noelle- Por que?

Asta- O que seu irmão acharia disso?

Noelle- Ele não tem que achar nada eu já tenho 16 anos posso cuidar da minha vida sozinha.

Asta- Mesmo assim eu não vou te ensinar o seu irmão não ia permitir isso nem ferrando.

Noelle- Então peça a ele, ele vai te ouvir até por que você é meu Guarda.

Asta- Não.

Noelle- Vamos, por favor.

Asta- Uma Princesa implorando pra um homem ensinar ela a usar uma Espada isso chega a ser irônico.

Noelle- Olha eu te peço gentilmente me ensina a usar uma Espada.

Asta- Por que quer saber tanto como usar uma Espada?

Noelle- Minha mãe.

Asta- Acier Silva?

Noelle- Como sabe dela?

Asta- E tem alguém do Reino que não conheça Acier Silva? Sua mãe é uma lenda.

Noelle- É, ela é sim.

Asta- Quer aprender a usar uma Espada por que quer ser igual a ela?

Noelle- Tentar ser igual a ela ou pelo menos chegar perto.

Asta- Vou ver o que posso fazer.

Noelle- Então vai me ensinar?

Asta- Vou ver o que posso fazer.

Ele saiu e foi em direção ao Castelo eu fiquei na esperança dele convencer o meu irmão a me deixar usar uma Espada.

Noelle Pov's Off

Asta Pov's On

Subi as escadas do Castelo indo em direção ao escritório da Vossa Majestade assim que parei em frente a sua porta e dei dois toques.

Nozel- Entre.

Girei a maçaneta e entrei no seu escritório e encontrei ele olhando pro retrato da sua mãe.

Nozel- O que foi?

Asta- Sua irmã a Princesa Noelle veio até mim dizendo que queria que eu ensinasse ela a usar uma Espada.

Nozel- E o que você disse?

Asta- Eu disse que não várias e várias vezes até questionei do por que ela me pedir isso. Ela me disse que queria tentar ser igual a mãe.

Nozel- Devia saber que ela te pediria isso ela pede isso a mim desde pequena eu sempre disse que não é não até perguntei por que ela queria saber usar ela me disse a mesma coisa que disse a você “ quero tentar ser igual a mamãe “. Eu nunca deixei ela segurar um Espada pelo bem dela e do meu. Nossa mãe era Acier Silva caso não saiba.

Asta- É claro que sei quem ela é sua mãe é uma Lenda ela derrotou um Exercíto de 2.000 com apenas 500 homens.

Nozel- É claro que sabe aquela era a Espada dela.

Ele apontou pra uma Espada feita de prata e o pomo era uma águia.

Asta- Enfim ainda não me deu sua resposta se deixa ou não eu treinar sua irmã.

Nozel- Eu vou deixar, mas não quero que a machuque.

Asta- Sinto muito, mas comigo não é assim que funciona.

Nozel- Tudo bem pode pegar pesado com ela, mas não deixe ela tão marcada. 

Asta- Esperava que tivesse que convencer o Senhor.

Nozel- Se eu dissesse não ela ia te pedir de novo e de novo.

Asta- Muito obrigado, Vossa Majestade.

Sai do escritório dele e fui até o quarto da Princesa e já cheguei entrando, ela se assustou com a minha entrada repentina.

Noelle- Idiota como você entra assim no meu quarto? E se eu estivesse pelada?

Asta- To nem aí vamos seu irmão me deixo eu te treinar com Espadas.

Noelle- Sério?

Asta- Sim, me encontre no local de treinamento.

Sai do quarto dela e voltei pra onde estava treinando com os Guardas e peguei duas Espadas de madeira e ela apareceu atrás de mim e entreguei a Espada a ela.

Asta- Me ataque.

Noelle- O que?

Asta- Me ataque.

Ela me atacou com a Espada de madeira e eu desviei.

Asta- Lenta demais.

Ele tentou me atacar pelas costas e eu desviei novamente.

Asta- Além de lenta é fraca.

Ela me atacou novamente só que dessa vez na altura da minha cabeça e eu agachei e dei um chute nas pernas dela.

Asta- Sua mãe teria vergonha de você e você diz ser filha da grande, Acier Silva. Você não passa de um fracasso.

Ela se levantou e passou a me atacar diversas vezes sem parar dava pra sentir a raiva e o ódio vindo dela.

Asta- Pare!

Mesmo eu pedindo pra ela parar eu não parou e continuou atacando tive que desarmar ela e jogar ela no chão.

Asta- Eu disse pra você parar.

Disse apontando a Espada de madeira pro seu rosto ela apenas deu um tapa nela e saiu. Respirei fundo acho que peguei pesado demais. Entrei no Castelo e perguntei aos empregados se viram ela e disseram que viram ela indo pro mais alto do Castelo. Comecei a subir aqueles degraus pro mais alto do Castelo até achar uma porta e girei a maçaneta e abri a porta e vi a Noelle sentada no chão com dava pra ouvir seus soluços.

Fui andando em direção a ela e me sentei ao seu lado.

Asta- Me desculpe. Eu peguei pesado é só que na guerra eles vão usar o mais alto nível de baixaria pra ganhar desde jogar pedras em você, areia nos olhos, chutes nas partes baixas e mais um monte até seu passado vão usar.

Ela olho pra mim e enxugou as lágrimas.

Noelle- Mas eles não sabem do meu passado?

Asta- Mas vão dizer o nome do seu pai, mãe ou qualquer membro da sua família e se deixar transparecer eles vão usar isso contra você tem que controla sua raiva.

Noelle- Mas a raiva é bom na hora da batalha bom é o que dizem.

Asta- Ela é bom se souber usá-la se não souber ela pode ser seu maior inimigo.

Noelle- Já fico com raiva no campo de batalha?

Asta- Já foi logo na minha primeira batalha um dos inimigos tinha acertado o meu capacete e ele disse “ Um garoto? Que estranho por que está nessa guerra só homens lutam nela? Sua mãe deve estar desesperada por dinheiro pra mandar o filho a guerra será que ela não consegue com a sua buceta não se preocupa depois de ganhar essa guerra vou dar um trato nela, e se ela for muito boa vou recompensar com 5 moedas de Ouro e 3 de Prata.”. Eu perdi todos os sentido e o ataquei diversas e diversas vezes todos os ataques carregados de ódio e raiva quase morri na batalha por causa disso, mas fui salvo por um dos Cavaleiros.

Noelle- Nossa!

Asta- A partir desse dia prometi controla a minha raiva. Por isso fiz aquilo com você.

Noelle- Certo, eu prometo tentar controlar a minha raiva a partir de hoje.

Asta- Não quero que me prometa e sim tente. Amanhã me encontre as 7:00 no campo de treinamento se passar disso eu iria te punir e minha punição não é nada leve. Até mais, Princesa.

Sai daquele lugar e voltei pro meu quarto onde decidi tirar um cochilo a Princesa não precisa da minha proteção 24 horas fora que ela tema os empregados.

Asta Pov's Off

Noelle Pov's On

Após ele sair eu fiquei pensando no tipo de punição que ele ia dar.

Noelle- Deve ser só fala ele não faria nada comigo eu sou a Princesa.

Nunca pensei que ia me arrepender dessa frase.


Notas Finais


O próximo capítulo vai ser o último Pov depois dele eu vou pular os dias pra chegada da Mimosa na Casa dos Silvas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...