1. Spirit Fanfics >
  2. O cirurgião da morte - Villain Deku >
  3. Capitulo 7 Queda....

História O cirurgião da morte - Villain Deku - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capitulo 7 Queda....


Fanfic / Fanfiction O cirurgião da morte - Villain Deku - Capítulo 7 - Capitulo 7 Queda....

Capitulo 7 – Queda....

P.O.V (Point Of Vision) Izuku Midoriya

                - [...] O herói conhecido como Katsuki Bakugou sofreu um grave acidente nesta manhã, em uma operação junta a polícia estadual na tentativa de capturar o atual líder da Liga dos Vilões. Durante essa operação Katsuki Bakugou ativou sua individualidade para subir pelo lado de fora do prédio na tentativa de cercar e fechar as saídas do mesmo, durante a ativação de sua individualidade ele perdeu totalmente o controle, o que deveria ser pequenas explosões em suas mãos para impulsionar o seu corpo para cima se transformou em uma poderosa e única explosão muito concentrada, o raio da destruição foi tão grave que acabou afetando a estrutura do prédio, a construção foi tão afetada que começou a desmoronar em cima dos servidores e dos civis que estavam de passagem ou trabalhando pelas redondezas, totalizando cerca de 200 mortos e 134 feridos. O vilão não foi identificado ainda e o herói foi levado para um atendimento de emergência. No momento o prédio se encontra estável e toda a região de 400 metros foi evacuada para medidas de segurança. [...] – Falou o noticiário local.

                - Desliguem a televisão! – Gritou um dos cirurgiões do hospital – Se vocês tem tempo para ouvir isso, vocês tem tempo para se preparem para os feridos!

                Katsuki Bakugou estava em uma sala particular numa área totalmente isolada do hospital para caso ele perde-se o controle de sua individualidade, seus sinais vitais estavam fortes e mantinham um mesmo ritmo durante horas após sua entrada no coma. Haviam diversos soros introduzidos em suas veias para mantê-lo sobre o controle dos medicamentos, seus pulsos estavam amarrados na maca, mesmo que tal ação fosse completamente desnecessária. Sua família estava na recepção à espera de notícias de poucos médicos autorizados a entrarem na ala onde se encontrava o paciente.

                Os feridos foram separados em três categorias. “Conseguem andar”, “Não precisa de atendimento” e “Leve para a cirurgia”. Em menos de meia hora de atendimento todas as salas de cirurgias estavam lotadas e os leitos remanescente estavam ocupados, com uma ala completamente fechada o hospital não conseguia atender todos conforme dizia o estatuto para crises ou atentados, isso era novidade para todos os Doutores e residentes de qualquer ano que estavam a cursar, por ordem do chefe de cirurgia apenas aqueles que estavam se sentido bem e que quisessem poderiam continuar a trabalhar, a situação de Bakugou era tão grave que dava a sensação que todos estavam trabalhando com uma bomba em seu pescoço. Sem saber se o herói iria causar uma outra catástrofe ou não toda a ocupação do hospital foi reduzida em quase 30%. Com apenas 70% de seu corpo de médicos e com 60% do hospital podendo ser utilizado aquela tarde se transformou em noite e a noite se transformou em dia, tudo depois do acidente, que foi conhecido como a “Última explosão de Bakugou”, foi uma bagunça total.

                Depois de mais de 34 horas de atendimento foi dados os primeiros gráficos sobre os mortos, 80% dos que entraram no hospital machucados morreram, 10% chegaram mortos ou não foi possível aplicar o atendimento a tempo e os outros 10% foi o que sobreviveram. Cerca de 449 pessoas foram mortas no acidente, 55 pessoas não conseguiram ter o atendimento e outras 55 conseguiram sair com vidas do acidente. As palavras dos jornalistas estavam afiadas como uma navalha, em pouco tempo toda a carreira de Bakugou havia sido destruída, um dos mais promissores heróis profissionais acabara de se tornar um nada, alguém que os jornais GARANTIRAM nunca mais trabalhar, depois desse incidente quem gostaria de ser salvo por uma pessoa que matou mais de quinhentas pessoas.... Ninguém podia culpar as palavras que saiam dos jornais e ninguém se envolvia com aquilo, o silencio da U.A, já que não tomou partido, foi a facada final para o ex-aluno.

                No terceiro dia de seu coma, bakugou despertou, e com as palavras de conforto de sua família ao explicar todo o acontecimento o ex herói enlouqueceu, os gritos deles ecoavam pelos corredores do hospital e com esses mesmos gritos os pais de Bakugou foram expulsos do quarto. Mesmo com os berros de Bakugou um trabalho tinha que ser feito, um dos Doutores da equipe dos STAFF (Cirurgiões formados) teria que dar a terrível notícia para Bakugou. A votação foi tirada totalmente na sorte, mas contra gosto e com uma pintada de alivio o Midoriya se ofereceu para ir falar com o loiro.

                Com seus passos lentos e um baixo cantarolar o Doutor Izuku Midoriya ia de encontro com um dos seus únicos e mais preciosos “amigos”, com um rangido de porta o Médico entrava no quarto do paciente e encostava a porta, continuando com seus passos ele acendeu as luzes do cômodo e parou em frente a maca que Bakugou estava, o mesmo estava acordado e em total silêncio, seus olhos haviam perdido o brilho ao ver que toda sua carreira havia terminado.

                - Bom dia, senhor bakugou. – Começou – Tenho péssimas notícias para lhe informar.

                -  POR QUE ISSO FOI ACONTECER? – Berrou.

                Sem recuar ou amedrontar o doutor continuou.

                - Devido ao incidente o senhor não pode ativar sua individualidade novamente.

                - POR QUE ISTO ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?! – Puxou brutalmente os pulsos que permaneciam amarrados na cama – ISSO E TUDO CULPA SUA! SUA INVEJA! SUA GANÂNCIA! SEUS DESEJOS POR TER UMA INDIVIDUALIDADE! PARA ISSO ACONTECER.... PARA ESSA MERDA ACONTECER.... VOCÊ VEZ ALGO COMIGO! O QUE DIABOS VOCÊ VEZ?!

                - Caso a ative você poderá perder sua vida ou pior, continuará vivo mas em um estado vegetativo, mas, todos presentes neste hospital estamos procurando pontos de referência para entendermos e com mais tempo de pesquisa e exames poderemos entender o que está afetando sua individualidade e poderemos cura-lo.

                - VOLTAR A TER UMA INDIVIDUALIDADE?! PARA QUE DIABOS! VOCÊ E BURRO OU NÃO ESTÁ ACOMPANHANDO OS NOTICIARIOS?! MINHA CARREIRA ACABOU! PARA QUE EU DEVERIA CONTINUAR LUTANDO? AGORA EU SOU QUE NEM VOCÊ! UM COMPLETO INUTIL!

                - Senhor, peço que descanse e siga as recomendações médicas, logo a noite irei retornar para conversamos, até lá, tente manter a calma. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...