1. Spirit Fanfics >
  2. O Clã Northson- Nick >
  3. Vestidos e Sapatos

História O Clã Northson- Nick - Capítulo 6


Escrita por: bslorenco

Notas do Autor


Mais um pq a tia ta com tempo 😘

Capítulo 6 - Vestidos e Sapatos


#Lyra#

Mal podia acreditar, estava em Portland, sozinha com meu chefe. O hotel era grandioso, a decoração rica encheu meus olhos, mas sabia que precisava ser profissional.

Fiz o check-in com a ajuda do homem e entrei no elevador, Nicholai ao meu lado, sentia o corpo quente, quase em combustão, "pense em outra coisa Lyra" disse para mim mesma.

_ Eu espero que tenha me perdoado senhorita._ disse ele.

_ Pelo que ?_ perguntei para ter certeza, não sabia ao certo se ele se lembraria do ocorrido, pela garrafa que estava em sua mão.

_ Por te faltar com o respeito. Primeiro por ser uma funcionária, é o meu dever te tratar o melhor possível. Segundo por você não merecer tais palavras, você merece toda a atenção e todo cuidado._ disse ele me encarando, não sabia se era honesto no que dizia mas acreditei nele.

_ Está perdoado. Não se preocupe._ disse com timidez.

_ Ótimo, eu não sei se vai aprovar ou não mas temos um jantar as 8 horas, formal._ disse ele sorrindo, pensou nos homens para quem já havia trabalhando, todos os homens que já conheci, nenhum deles sorria daquela maneira. Céus, o homem era quente.

_ Eu só trouxe roupas para trabalhar, acho que terá que ir sem mim senhor.

_ Então, é exatamente aí que entra a questão da sua aprovação, no closet do seu quarto estão as roupas que eu mandei comprar para você usar no tempo aqui, escolha o que gostar._ disse o homem com naturalidade inacreditável.

_ Acho que não seria certo senhor Northson.

_ E porque acha isso Lyra ?_ respondeu ainda com o sorriso bonito, algo dentro mim começara a derreter por causa dele.

_ Porque eu sou só uma funcionária, não deveria ter gastos excessivos com alguém como eu._ disse sincera, vi algo passar pelos olhos dele mas não sabia identificar suas feições agora.

_ Façamos um acordo._ disse, o elevador se abriu e ambos saímos juntos._ Você usa o que gostar, fica com essas peças, não se preocupe, nada vai ser descontado de você. E eu mando que o resto seja devolvido.

Analisei a oferta, eu poderia não usar nada ou só alguma coisa barata, não queria ser uma sanguessuga, minha bússola moral sempre fora incorruptível, mas queria aceitar.

_ Está certo disso senhor Northson? _ perguntei por fim.

_ Claro. A anos não ando com uma mulher ao meu lado, mesmo uma que trabalha para mim. Eu não estou disposto a economizar e nem a aceitar a sua recusa. Temos 4 dias para fechar algumas parcerias e depois voltamos pro tédio do escritório._ ele disse, mas eu não senti honestidade nele.

Um segundo depois prestei atenção nas palavras "o tédio do escritório ", eu não havia sentido tédio sequer uma vez.

_ Certo. Quatro dias senhor Northson._ disse._ Suíte 206, creio que a sua seja ao lado._ comentei, senti tristeza de repente.

_ Tudo bem Lyra?_ ele disse olhando preocupado.

_ Está sim. Não se preocupe. Eu estarei pronta as 7:30._ falei passando o cartão no leitor da porta e a abrindo, entrei com minha modesta mala e depois de fechar a porta me recostei nela. Por um momento pensei em mim mesma entrando no quarto nos braços dele, beijando-o. Nunca havia sido tão bem tratada antes, tive um namorado mas nunca algo tão intenso como o que sentia perto do empresário, era errado, precisava me colocar no meu lugar.

Estava com ele, sozinha com ele, confusa e com calor, a neve lá fora nada fazia para resolver isso.

❄️

Fiquei andando pelo quarto luxuoso por algum tempo, pensando, olhei para a parede na direção do quarto ao lado, o quarto dele, eu estava tão nervosa. Quando me dei conta já passava das 6 horas, se não corresse acabaria atrasada.

Tomei banho, depilei as pernas e ainda com a toalha enrolada no corpo abri as portas duplas do closet.

Fiquei  abismada, haviam roupas demais ali, vestidos de seda e outros tecidos que nem ousaria tentar identificar. Ele havia avisado porém, já era alguma coisa.

Passei os dedos pela dezena de vestidos no cabideiro, até parar em um preto com pedras prateadas, era lindo. Tirei segurando com cautela, coloquei sobre a cama e dando um passo para trás olhei para ele.

Vesti com cuidado e caminhei de volta ao closet para checar a aparecia no espelho, confusa, servira perfeitamente, não era um tamanho padrão, e eu não era uma modelo de lingerie, muito pelo contrário, analisei o caimento, estava perfeito. Passei pouca maquiagem, não era fã disso e estava pronta exatamente no horário que havia mencionado. Estava vasculhando a mala em busca dos sapatos quando as batidas na porta ecoaram, abri e voltei a atenção para a minha caça.

_ O que está buscando Lyra ?_ ouvi a voz dele questionar.

_ Os sapatos, eu sei que coloquei dois pares na mala mas não consigo encontrar.

_ Tem sapatos para você no closet, mandei que comprassem do seu tamanho, espero ter acertado._ disse o homem, eu não olhei para ele porém, corri até lá no vestido caro e encontrei, quase engasguei com os preços das etiquetas.

Saí com o par de sapatos na não, pronta para dar um sermão mas parei com a imagem.

Nick estava ali, olhando para mim, com uma caixa de veludo numa mão e um sorriso debochado estampado no rosto.

Demorei alguns segundos para me lembrar do que estava fazendo mas consegui retomar.

_ Esse não é o tipo de coisa que eu estou acostumada a usar senhor…

_ Nick. Por favor, aceite. Temos alguns minutos, me deixe falar com você Lyra._ disse ele se sentando no canto do quarto.

_ Ok Nick._ disse, calcei os sapatos e fui até o homem.

_ Eu quero que saiba um pouco sobre mim, dado o incidente ocorrido acho importante._ assenti._ Eu fui casado a alguns anos, depois de muito tempo sozinho foi a minha tábua de salvação. Minha esposa, Agatha, era ótima, parecia muito com você.

_ Eu não sabia que já havia sido casado.

_ Faz bastante tempo, por melhor que fosse ela não  pode ficar, faleceu a alguns anos e estou sozinho desde então._ falou. Senti pesar por ele, da forma que falava dava pra sentir o amor que existiu entre eles._ Eu sei o quanto é errado tentar procurar o mesmo amor, ou qualquer tipo de amor em você mas eu tenho que admitir que me foi impossível evitar.

Estava atônita, assustada, desacreditada. Não sabia mais como pronunciar palavras, como respirar, como deixar de querer beija-lo, então o fiz, selei os lábios nos dele com urgência, por impulso, sem pensar em nada.

#continua#


Notas Finais


😏🔥 agora vaaaaaai...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...