História O Clube de Recuperação para Jovens Irrecuperáveis. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kurenai Yuuhi, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sasuke Uchiha, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Amizade, Aventura, Drama, Gaahina, Gaara, Hinata, Ino, Itashi, Minato, Narusasu, Naruto, Neji, Nejiten, Romace, Sai, Sakura, Shikamaru, Temari, Tenten
Visualizações 72
Palavras 1.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Here we go again...
Estou super feliz, ja tenho quase 10 visualizações
Uhul, obrigada a vocês

Capítulo 4 - Capitulo 4: Recomeço


Hinata Hyuuga, 18 anos, morena, alta, branca, estagiária Administrativa da rede de colégios particulares Hyuuga, uma das empresas da Família Hyuuga, uma das mais lucrativas no caso, Já faziam 4 dias desde que Hina estava estagiando, se comportando, ouvindo as maravilhosas dicas de etiqueta da madrasta Lucy, da irmã Hanabi e da sua avó. Estava ficando difícil, mas ainda assim era melhor que ir pro japão, sexta feira era dia do grupo de apoio, seu primeiro dia, o grupo funcionava terças e sextas, mas terça feira ela teve que fazer uma pequena viagem acompanhando seu tio, a viagem foi chata, mas poderia ser pior, ela poderia estar viajando com seu pai...

Estava em cima da hora de Hinata ir para a aula, depois ela teria que ficar para o grupo de apoio. Ela estava passando na frente do departamento onde Sakura estava Trabalhando, e resolveu dar um pulinho na mesa de mesma.

- Hey senhorita secretária, poderia estar falando com o senhor Uchiha?

- Desculpe, ele está em uma reu... Ah Hina é você, desculpe eu nem vi você... 

-  O que está achando de ser a secretária do Itachi?

- Ma-ra-vi-lho-so, ele é mais lindo que o Sasuke...

- Ih nem vai se animando. Ele namora.

- Droga, vai onde moça?

- Pro colégio, descobriu o meu segredo, só não fui expulsa ainda por que a minha família é a dona...

- Hoje é sexta, que tal um happy hour comportado?

- Grupo de apoio.

- Boa sorte amiga.

- Vou indo pra não me atrasar, já que andar mais que 80 km/h está fora dos padrões de boa moça da família, beijos sua linda.

Tocava   Cherry Bomb, quando a Hyuuga lembrou que estava vestindo sua roupa de ir pro trabalho, um tubinho midi preto e scarpins bege, seria uma péssima impressão chegar em um grupo de apoio vestida como uma diretora de escola, ela parou em frente a uma pequena loja e checou sua carteira, provavelmente conseguiria uma coisa mais discreta, ela adoraria usar sua jaqueta de couro e seu jeans, mas não se lembrou de por no carro, contrariada Hinata parou no estacionamento da loja.

 

Enquanto seus "colegas de gang" planejam seu próximo ato como se fossem fazer um grande assalto, Neji estava sentado em um dos bancos de pneu no ferro velho trocando mensagens de texto com uma menina mexicana que conheceu em uma estranha sala de bate papo, ela se chamava Rosa Mercedez, ele gostava da companhia dela mesmo virtual, estava  tão distraído que não percebeu Tobi chegar com um Yahiko totalmente contrariado carregando um baú estranho.

- Mas que porra é essa tobi.

- Armas Konan, ta na hora de a gente se organizar bem direitinho.

- Como assim?

- Novato, você achou que  seria um roubo de mercadinho?

Neji estava um pouco atordoado, ele não se importava com muita coisa a respeito dele, mas assaltos poderiam levar a prisão, e isso incomodaria seu pai. 

Quando parou pra pensar em seu pai o Hyuuga ficou triste, talvez tivesse sido demasiado egoísta, surta assim sem nenhuma explicação? Seu pai ja havia perdido a esposa e agora seu filho surta. Mas n~çao era bem assim, Ultimamente Hisashi não fora um bom pai, sempre saindo, bebendo e trazendo qualquer tipo de mulher pra casa, pouco se importava com o desempenho do filho, mesmo Neji sendo um prodígio e um exemplo, as vezes dava sinais claro de depressão, e esses sinais foram notados por apenas uma pessoa, Hinata. Ao lembrar da prima ele teve mais um motivo pra ficar reflexivo, por que eu decidi me afastar da pessoa que viu como eu estava sofrendo? Que muitas vezes tentou me ajudar?

O comportamento ruim de Hinata, o envolvimento com um homem casado era a resposta, ele simplesmente deixou a prima, ela precisava de ajuda, ninguém o fez, tudo o que Neji fazia  lutar pra manter uma "casca", lustrosa e bonita, para que ninguém soubesse o quanto ele sofria, estava tão cego com uma boa imagem que esqueceu que nada daquilo faria ele melhor, ou faria ele se sentir melhor. Na verdade depois disso tudo ele se sentia pior. 

- Galera, eu quero sair.

- Sair do ferro velho? Quem te impede bro?

-  Não Sasori, sair da Akatsuki

Silencio, todos olhavam pra Nagato esperando uma resposta, ele deu de ombros e informou que Tobi estava no comando das próximas ações então ele decidiria.

- Não é bem assim, Você não pode sair. Se você nos denunciar estamos ferrados, não da pra sair.

- Ta de sacanagem? Eu não vou denunciar ninguém. E desde quando preciso de permissão sua pra fazer qualquer coisa?

- Somos vário, você um, temos armas, a diretriz da Akatsuki, mudou, só sai sem vida.

Tobi apontava um revolver para Neji, que parecia não se importar, deixando-o com mais raiva. 

 

Hinata havia conseguido uma sapatilha, uma calça preta e uma blusa de unicórnio, ela estava parecendo uma patricinha, mas ainda era melhor que o traje oi sou filha do dono da escola, estava com tanta pressa que entrou na sala sem perceber que ainda usava o rabo de cavalo bem preso que costumava usar na empresa. 

- Seja bem vinda Hinata, eu sou seu orientador, Minato, mas já nos conhecemos da aula de física, não?

- Sim professor Minato. 

- Esse é o Orientador Sênior, Itashi.

- Como vai senhorita Hyuuga?

Ao pronunciar o sobrenome, todos olharam pra Hinata, uns com cara de duvida outros não se importando tanto, mas todos sabiam que se era uma Hyuuga era muito rica e dona da escola. 

- Que tão só Hinata?

- Ok. Como vai Hinata?

- Bem obrigada.

- Se apresente para turma.

- Meu nome é Hinata, tenho 18 anos e não tenho juízo nenhum, sou uma vadia e desonro a família do meu pai por isso estou aqui, a outra opção era ser deportada pro japão pra uma aula infinita de boas maneiras constantemente vigiada, eu sou sincera, como da pra perceber, e essa roupa não é muito a minha cara.

- Obrigada pela sinceridade, eu como seu orientador vou ajuda-la a trabalhar nesse pequenos probleminhas. Agora pessoal se apresentem para Hinata.  Começamo com você Temari.

- Meu nome é Temari, tenho 19 anos, to pra me formar, e já que a princesinha ali falou o motivo vou falar, eu sou agressiva, quebrei um braço de uma garota e mandei dois amiguinhos dela pra um enfermaria, ah quase matei meu namorado.

- Obrigada Temari, continuemos em família. Gaara.

- Meu nome é Gaara, tenho 17 anos. Tem que falar o motivo por estarmos aqui?

- Acho que sim , pode ser uma boa ideia, o que acha Itachi?

- Eu gosto, uma maneira de se conhecer melhor já de cara.

- Verdade. Por que não?

- Ok, estou aqui por que minha ex namorada obcecada pela Hyuuga aí me fez aprontar, arrombar o armário dela e por uma cobra venenosa lá, a escola considerou perigoso, meus pais sutaram e cá estou eu.

-Então foi você! Ninguém me contou quem foi... Se não foi ideia sua, por que você fez? Você não tem cara de pau mandado, nem de mente criminosa.

-  Ele foi trouxa princesa, amava a Ino, ela fez que era uma prova de amor,  trouxa ao cubo mesmo.

- Ah bom, Tamo junto cara. 

- Obrigada Gaara, Sasuke?

- Meu nome é Sasuke e eu tenho 18 anos, to aqui porque eu entrei pra uma gangue, pichei muros, parti corações de meninas, fui um escroto completo e meu irmão acha que posso ser melhor e agora estou aqui.

- Obrigada Sasuke. Não só o Itchai acha que você pode ser melhor, a maioria das pessoas que conhece você acha.

- Obrigada Minato.

- Que tal você Karin?

- Sou a Karin tenho 19 anos e estou aqui porque vazou um vídeo íntimo meu, meus pais acham que sou uma prostituta e por ser conservadores não quiseram que eu denunciasse ou abrisse um processo contra o meu ex, assim como a Hinata eu tinha a outra opção que era ser internada em uma escola cristã. 

- Naruto?

- Meu nome é Naruto, sou tímido e não consigo me expressar, tenho depressão e meus pais acham que aqui é melhor, já que meu pai é orientador e talvez vocês se vejam um pouco obrigados a serem meus amigos.

- Naruto, a intenção não é essa mas vamos continuar trabalhando nisso. 

- Com licença Minato. 

- Sim Hinata.

-Quanto tempo tem esse grupo de apoio?

- Um ano e meio. 

-  Todos aqui estão há um ano e meio?

- Não. vejamos temos o Sasuke que está aqui há oito meses, o Itachi ta desde que começou, a Temari ta a seis e o restante ta aqui tem um mês, começamos uma turma nova, você não está tão atrasada não se preocupe. Só Falta o Sai.

- Meu nome de batismo é Sai, eu sou uma mulher trans, eu gostaria de ter um nome feminino, mas não consegui pensar em um que me definisse, na verdade desde que eu contei pra minha família, eu fui abandonada, castigada, agredida, em fim, minha vó me acolheu, ela pensa que pode ser uma fase e que eu preciso de amigos e de ajuda, por isso estou aqui.

- Acho que todos foram apresentados. Vamos começar então?

 

 


Notas Finais


Mais um, pessoal, se tiver ruim, legal, meia boca me falem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...