História O colar - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Sherlock Holmes
Personagens Irene Adler, John Watson, Lestrade, Lord Geoffrey Blackwood, Mary Morstan, Mrs. Hudson, Personagens Originais, Professor Moriarty, Sherlock Holmes
Visualizações 1
Palavras 1.188
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eita, mas fez foi demorar.

Capítulo 7 - Conclusão parte 3


Das sombras pra luz. foi revelado de quem era aquelas vozes. Na verdade não era uma, mas duas pessoas. Era Jhon Watson e para a surpresa de todos menos de Irene, Sherlock Holmes.

Jenyfer estava boquiaberta. Ali a sua frente estava Jhon, o pai do seu único, fiel e melhor amigo David Watson, este, estava imóvel sem entender nada.

Holmes e Watson impunhavam uma arma na cabeça de Moryarty e Lord Blackwood. Eles não reagiam, ficaram quietos, sérios e frios. Calculando algo que provávelmente Holmes já sabia o que era. O velho jogo mental estava funcionando denovo.

Uma arma desparou, os miolos e o sangue do Lord voaram e caíram pesadamente no chão.

_ Tive que fazer isso._ desculpou-se Watson.

_ Não tem problemas._ disse Sherlock.

Holmes amarrou Moriarty em uma cadeira com uma engenhoca criada por Jenyfer. Watson foi ver o ferimento de Irene.

Após amarrar o arquinimigo, Holmes foi observar o estrago ao seu redor.

_ Por que mentiu pra a gente ?_ perguntou Jenyfer com cara de dar pena.

_ Foi para o seu bem._ disse Irene se aproximando com um pedaço de pano amarrado no braço.

_ E você sabia disso o tempo todo!_ lágrimas desceram no rosto da menina.

Holmes enxugou as lágrimas da filha. _Desculpe-me.

Jenyfer abriu um sorriso_ Sebe de uma coisa pai? Eu gostei do fato de sua morte ter sido uma farsa._ Ela abraçou o pai e ele retribuiu o carinho.

Moryarty olhou pra Holmes. Perguntava-se como um homem tão centrado no trabalho e desligado de si conseguia ter uma família. Este fato o consumia de inveja. Holmes largou a filha.

Repentinamente Moryarty estava morto. As entranhas abertas mostrando os órgãos internos menos o coração.

Jenyfer virou-se para o cadáver._Jack_ sussurrou para si mesma.

Sherlock destravou a arma e apontou para o corpo de Moryarty._ Não adianta se esconder, meu irmão, sabe disso.

David correu para o lado de Jenyfer e sussurrou para ela._ Você não mencionou que seu tio era o Jack Estripador!

_Desculpa Watson, não tive tempo.

David sentiu vontade de desencadear uma discussão à respeito de : " Trate de me avisar do que diabos está acontecendo!", Mas aquela não era a hora.

A pessoa que se escondia nas sombras saiu correndo em direção a uma provavel saída.

_ Não adianta tentar furgir, a polícia está lá fora. _ Gritou Jhon Watson.

.......

O sol surgiu entre brechas de nuvens carregadas. Jenyfer lia atentamente os papéis sobre uma mesa no quarto que anteriormente pertencia a Jhon Watson.

_Jen?

Jenyfer fez uma tentativa de empilhar e esconder os papéis atrás de si, mas eles acabaram caindo da mesa e se espalhando no chão. _ Droga!

_Jen, minha filha, não precisa fazer toda essa bagunça quando tiver procurando algo.

A menina se abaixou para apanhar as folhas com um sorriso._ Tudo bem, mãe, vou tentar lembrar disso na próxima vez.

Irene riu.

_Afinal Jen, o que procura aqui?

_ Se estiver procurando vestígios de Jhon Watson, não vai encontrar, ele levou tudo quando foi embora. _ Disse Holmes escostado na parede fumando seu cachimbo e olha do pro teto.

_ Não sabia que o senhor o conhecia, papai._ disse Jenyfer.

_ Ele me acompanhava e às vezes ainda acompanha alguns casos 

_ Como você e o jovem Watson._ disse Irene pegando os papéis que Jenyfer a entregava e guardando na gaveta.

_Mas há uma diferença, você parece apaixonada por ele.

Jenyfer corou.

_ Eu gosto dele._ disse Sherlock olhando para Jenyfer.

_Pai!

_ O que foi? Estou dizendo que você pode ficar com ele.

Jenyfer cruzou os braços e fez biquinho.

Irene e Sherlock começaram a rir.

.....

Enquanto isso, na rua, a família Watson estava a caminho de 221B. David 'puxava" o velho cachorro pela coleira, aquele animal quase que negava a voltar para a sua antiga casa.

Jhon foi o primeiro a chegar ao pé da porta seguido por Mary, David e o cachorro. Foi o garoto que bateu na porta.

_ Já vai!_ Falou uma voz velha conhecida de Jhon.

Atendeu uma senhora vestida de preto e branco, com os cabelos grisalhos amarrados num coque.

_Sra.Hudson! _ Jhon abriu os braços e a senhora o abraçou.

_Sr Watson, a quanto tempo!

_Uns quinze anos._ disse Jhon largando a senhora.

_Entrem, ele deve estar esperando por vocês.

Os três na porta entraram na casa. Jhon mostrava os detalhes da sala, mas para o garoto aquele cômodo já era bem conhecido.

E finalmente subiram as escadas rumo ao quarto de Holmes. Chegando lá, Mary bate na porta.

_Sim?_diz Jenyfer.

_David.

Jenyfer abriu a porta.

_E companhia_continuou o garoto.

E os pais de David entraram, mas o cachorro se negava a entrar.

_Mae o cachorro não quer entrar.

_Entao por que não dá uma volta com ele?

_Mas eu..._ ainda tentou arranjar uma desculpa para não ter que andar mais, mas não conseguiu._ Está bem!

Jeny repentinamente olhou para a mãe sentada numa poltrona a frente da lareira e para o pai no habitual lugar frente a janela.

_Posso ir?

_ Pode!_ disseram os dois ao mesmo tempo.

Já na rua, Jenyfer de braços dados com o amigo toda feliz, mas ele triste a guiar o cão.

_ O que foi David? Não está feliz com a resolução do caso?

_Ai está, eu não sei o desfecho.

Então Jenyfer começou a narrar em um fôlego só.

" Aquilo tudo aconteceu por uma associação secreta formada por Moryarty, Blackwood, vinte deputados e cinco donos de grandes estabelecimentos como o The Grand, e mais quinhentos membros de menor destaque.

Aquele grupo pregava que só pode viver na Inglaterra e suas possessões quem aceitar suas leis. Mas é claro que isso era mera fachada para atrair novos integrantes. Pediam que membros realizassem trabalhos como matar traidores, como o dono do The Grand. Após isso o assassino era morto.

Havia, é claro, uma forma mais viável de se conquistar o objetivo. Tratava-se de um cofre francês com os maiores e mais podres segredos das maiores potências. Após ter posse disso, o objetivo seria dobrado à mais naçoes, elas se tornariam reféns dos próprios segredos (pausa)

Foi com um pescador fugitivo que estava bêbado na hora que o visitei, deu-me a lista contendo três nações e os objetivos a respeito delas. A primeira é os Estados Unidos, a aqual você Watson deve estar a par dos planos pra ele. As outras duas não importa, pois a lista foi queimado acidentalmente por mim.( Pausa)

Mas voltando ao cofre. O tamanho interesse no pingente de um antigo colar de minha mãe. E que papai deu pra o seu pai dar de noivado à sua mãe é que aquela pedra é a chave do tal cofre. O resto, você já sabe."

POV David

Havíamos parado de andar. Agora estávamos um na frente do outro.

_Tudo isso só foi possível com sua ajuda.

Depois ela rapidamente me puxou e me beijou mais apaixonadamente que todos os beijos que já tinha tido.

E bem, hoje é com ela que estou casado. A famosa Becker Street 221B agora é a nossa casa . Eu sou médico. Jenyfer é química. Enquanto aos nossos pais, vivem numa fazenda tranquila rodeada de pequenas casas e próxima a uma cidade. A fazenda foi herdada pelo Sr Holmes depois que seu irmão Mycroft foi condenado a morte, a verdade seja dita, Sherlock nunca quis a propriedade, mas hoje vive lá cultivando abelhas.

E aliás, Jenyfer também é detetive. Eu acompanho os casos como assistente.

Ela é quase tão boa quanto o pai.




Até porque Sherlock Holmes é o maior detetive da História.


Notas Finais


Aeeehhhhhhh . Finalmente!!! Depois de quatro anos!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...