História O começo do fim. - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Hermione Lodge, Hiram Lodge, Kevin Keller, Pop Tate, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Visualizações 1
Palavras 396
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Posso dizer que esse é um dos meus capítulos favoritos!♡

Capítulo 10 - Trégua


Fanfic / Fanfiction O começo do fim. - Capítulo 10 - Trégua

Sabe quando tudo ao seu redor parece dar errado? Oque era uma mudança temporária, virou minha vida de cabeça para baixo. Eu sabia dos negócios do meu pai , não era segredo pra ninguém das sujeiras dele mais eu nunca pensei que isso viria acontecer assim, de uma hora para outra ainda mais em riverdale aonde a cidade inteira deseja ver ele num caixão de madeira.

A morte do meu pai causou muita revolta em Nova York,  a conta já havia chegado por lá aqui em riverdale eles respeitaram o luto meu e da minha mãe.

Meu pai erá investidor de muitos projetos, mais também era esperto pensava mil vezes antes de aceitar qualquer coisa, uma coisa que eu aprendi com ele é  não importa como se ganha, com tanto que seja a última a cair.

Isso eu vou levar pra vida toda, junto com as lições que ele me deu ele me ensinou a remar ,agora estar na hora de eu mesma comandar meu barco .

Cada passo meu pelos corredores da escola, era um olhar de pena e outros de "bem feito" , tentei agir com normalidade mais como sempre cherly consegui estragar isso ,e como uma lodge não tem sangue de barata!

Cherly- fiquei sabendo pelo ocorrido com seu pai , minhas condolências.

Bati a porta do armário, cruzei os braços e me aproximei dela.

Veronica- disponho, como meu pai morreu eu vou administrar as coisas dele como herdeira.

Cherly- devo dizer boa sorte então, você vai precisar já que vai lidar com os grandes agora.

Veronica- sobrenome nenhum vai derrubar o meu, eu vou honrar meu pai do jeito que ele faria.

Cherly- eu vou falar de coração aberto meu pai morreu o seu também, tenho certeza que você vai preferir um aliado do que uma guerra.

Veronica- se você não sabe eu ainda estou de luto , e não vou criar uma sociedade agora o corpo do meu pai nem esfriou ainda.

Cherly- é só uma dica , eu posso não demonstrar mais eu sei como é.

Estendi o baço pra ela pedindo uma trégua.

Veronica- trégua?

Cherly- trégua!

Percebi que a cherly não era uma inimiga, ao contrário ela era uma garota indefesa escondida atrás de sua personalidade forte exatamente igual a mim,  não foi nossa escolha ser assim foi uma questão de sobrevivência, para nossa família e para as outras.


Notas Finais


Teremos uma sociedade vindo por aí?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...