História O conto das espadas - Capítulo 7


Escrita por:

Visualizações 5
Palavras 2.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


mals pela demora galera espero que curtam até o proximo capitulo

Capítulo 7 - Capitulo 4 - Furia


Fanfic / Fanfiction O conto das espadas - Capítulo 7 - Capitulo 4 - Furia

Não julgue sem conhecer

 (historia-ON)

Depois que todos saíram do povoado os três remanescentes naquele local começarão a decidir o que fariam com relação á situação atual

Jin – bom acho melhor nos separarmos afinal alguns deles podem acabar cortando caminho pelas arvores ao redor

Mugen – um de nós tem que ficar no vilarejo pra impedir a maior parte dos imbecis de terem caminho livre, e too falando de mim

Afro da um giro em sua espada e começa a andar em direção ao meio do vilarejo mas antes ele fala

Afro – vão logo...

O moreno que não gostou nada do companheiro de viajem tomando a dianteira saca sua espada para impedir sua passagem e fala

Mugen – escuta aqui cara não recebo ordens de ninguém e quer saber adoraria ver se você manda bem com essa espada ou e só conversa fiada

Afro não diz se quer uma palavra perante o deboche e provocação de Mugen a única coisa que faz e ascender um cigarro e continuar caminhando e antes de sair de perto da dupla fala as seguintes palavras

Afro – não tenho tempo a perder com idiotices...

Antes de mugen explodir e partir pra cima do homem de cabelos crespos e olhar serio ele sente uma mão em seu ombro e vê que era seu outro companheiro de viajem

Mugen – oque você quer idiota você também não gosta de receber ordens então para de me segurar

Jin – estou te impedindo pelos simples fato que temos coisas mais importantes para fazermos no momento e tam bem por que não sou um idiota feito você e percebi uma coisa

Mugen – percebeu oque !?

Jin – ele nem si quer pestanejou quando você sacou sua espada esse tipo de auto controle são poucos os que tem e muitos são aqueles que o procuram

Mugen – como é !?

Jin – o que quero dizer e simples não sei as coisas que ele viu ou fez ou de onde veio mais ele e o tipo de guerreiro que faria até mesmo o mais temível dos inimigos ter medo

Logo após esse acontecimento mugen desistiu da investida e foi em direção a floresta junto de jin que so olho a figura do samurai de bandana sumindo entre as arvores enquanto o mesmo caminhava para o meio do vilarejo, enquanto esperava aqueles que iriam passar pelo local ao qual estava defendendo o samurai de pele escura escuta uma voz peculiar mais conhecida

??? – ola negão quanto tempohehehe

Quando ele olha para o teto de uma casa avista o um conhecido de suas varias caminhadas que deu por seu mundo

Afro – você...

Ninja ninja – hehe iai negão parece que se juntou a um bom grupo mais aquele ruivo e aquele de óculos parecem umas frutinhas mas aquele de vermelho parece ser dós meus e a baixinha parece ser uma pessoa descente

O afro nada dizia mais já avistava quem esperava e logo o homem de cabelos brancos crespos tragou um cachimbo que estava usando e decidiu dar um concelho a seu companheiro de viagem

Ninja ninja – eu sei que você nunca escuta as coisas que te falo más aproveite a chance que tem fique nesse mundo aonde ninguém te conhece e esse pedaço de pano na sua testa não diz nada e muito melhor do que ter uma alvo nas costas negão

A única coisa que o samurai de bandana fez foi ranger os dente e dizer as seguintes palavras

Afro – cale-se...

Logo após isso vários homens apareceram na entrada do vilarejo e cercaram o afro

Líder – você e um dos desgraçados que ajudaram minha mercadoria escapar?

O afro nada disse só continuou fumando seu cigarro como se nada estivesse acontecendo

Líder – ótimo vou entender seu silencio como um sim hahahaha vamos homens temos pegar a nossa mercadoria de volta afinal existem varias mulheres que valem apena ficarmos e também não matamos todos os homens afinal precisamos vender mão de obra escrava então matem logo esse desgraçado para podermos abusar daquelas putas como quisermos e depois vendermos quando nos cançarmos...

Antes do líder do bando terminar sua fala teve sua cabeça arrancada pela espada do samurai de bandana que só fez dar um ultimo trago no cigarro e jogalo fora e logo após só disse as seguintes palavras

Afro – lixo como você merecem clemencia...

Os homens ficam sem reação ao verem seu líder morto a sua frente e o pior que não puderam nem ver o golpe de tão rápido que foi mais logo um deles toma a dianteira e fala

Subordinado – estão esperando um convite suas baratas imundas matem ele logo antes que eu enfie um...

Mais um homem morto sem que todos os outros pudessem perceber logo todos atacaram ao mesmo tem eram em torno de trinta afro cortou cinco de uma vez usou o corpo de um como escudo para se proteger das balas de alguns mosquetes que foram disparados por homens na parte de trás do bando mas logo neutralizados com cortes fatais e velozes oque fez os homens em pedaços logo faltavam vinte homens de bastões correntes com foices e lanças nada consegueiam fazer a força e o auto reflexo do guerreiro a sua frente era assustador ele não precisava nem se quer dar dois golpes de sua espada no final terminou derrubando os últimos três com um chute de força de esmagadora em seu maxilares

E logo se pós a sentar no chão enquanto isso mugen é jin já tinham terminado sua parte na floresta e foram em direção a o vilarejo pra ver se o companheiro de viagem tinha sobrevivido e o que viram so atiçou a vontade do moreno de desafiar o samurai de cabelo afro que estava sentado no chão esperando o retorno deles logo jin o chamou

Jin – já podemos ir terminamos com todos

Afro – ok...

Logo se puseram a andar quando um homem no chão antes de morrer por hemorragia falou

Capanga – seus...imbecis um grupo nosso esta cuidando da fronteira perto daqui vocês logo seram...dizimados...

O homem morre e logo os três espadachins se olham e pensam

Jin/mugen/afro – droga...

Os três se puseram a correr em direção aos aldeões que eram guiados por kenshin, enquanto isso no grupo do ruivo uma pequena de vestes rosas se perguntava uma coisa

(fuu – será que eles estão bem ?)

Logo o ruivo viu que a companheira de viagem estava preucupada e logo falou

Kenshin – não se preucupe fuu pelo nível de abilidade que vi no acampamento eles devem estar bem e logo nos alcançaram, o que esta me incomodando e que está muito fácil essa fuga

Fuu – muito fácil ?

Logo a conversa se encerra  e o grupo começa a se aproximar da fronteira quando o ruivo fala para todos pararem do nada oque os deixa inquetos e logo algums preguntam o porque

Fuu – porque paramos kenshin ?

Kenshin – eu estava certo em desconfiar, fuu quero que esconda todos entre as arvores diga para fazerem silencio eu cuido disso

Fuu – ta bom mais...cuidado tá bom ?

O ruivo faz um cafune na garota e fala

Kenshin – não se preucupe volto logo esta bem

Logo o ruivo segue reto enquanto fuu manda todos os aldeões se esconderem, logo o espadachim com cicatriz de cruz na bochecha chega na frente da barreira e vários homens ficam a sua frente

Líder – eu recebi um telegrama avisando que algumas baratas explodiram nosso acampamento e ainda mataram alguns de nossos homens mais eu queira saber aonde esta nossa mercadoria ?

Kenshin – quer esses inocentes vem pegar...

Líder – homens matem esse desgraçado vou beber enquanto vocês trucidam esse tolo e depois procurem nossa mercadoria

Logo os mercenários sacaram as armas e foram em direção ao ruivo mas antes que pudecem piscar ele desapareceu no ar e logo ele só viam alguns homens perdendo a cabeça outros sendo fatiados logo o ruivo parou de se movimentar e logo falou

Kenshin – vocês não tem chance desistam antes que todos vocês percam a vida...

Capanga – não...pode ser ele ficou invisível eu não consegui ver os movimentos dele

Logo os homens remanescentes largaram as armas e correram por que não queriam morrer igual ao resto dos companheiros, e logo o ruivo entrou na tenda do líder que logo falou

Líder – me diga já acabaram com aquele tolo ?

Logo o líder da uma golada na garrafa que estava em sua mão quando notou que a garrafa tinha sido cortada e sua cabeça acabou sendo separada do corpo

Keshin – lideres que não lutam com seus soldados não podem ser chamados de guerreiro...

Logo kenshin foi chamar fuu e os aldeões que ficaram felizes do ruivo reaparecer entre as arvores e que logo falou

Kenshin – podemos seguir em frente...

Mas antes do ruivo tomar a dianteira do grupo de novo a pequena de garota de roupas rosas falou

Fuu – senhor kenshin seu olhos...

Logo o ruivo desfere um soco no meio de sua testa oque o faz sangrar um pouco mas seus olhos voltaram ao normal logo em seguida

Kenshin – desculpe fuu agora podemos ir...

Logo todos os aldeões cruzaram a fronteira com um pouco de medo por causa da visão dos corpos retalhados mas seguiram em frente logo chegaram na parte portuária de Hokkaido oque fez todos ficarem aliviados logo mais três pessoas se juntaram a eles no começo da noite oque assustou fuu porque estavam saindo de trás das arvores oque a fez gritar

Fuu – SENHOR KENSHIN !!!

Mugem – calma sua idiota somos nos

Jin – olá a todos

Afro –olá...

Kenshin – oi pra vocês como foi a batalha ?

Mugem – nem deram pro cheiro

Jin – sim...

Afro invés de participar da conversa foi ver se uma certa garotinha estava bem oque não demorou muito porque logo ela estava colada na sua perna

Laki – afro-nicham

Afro – olá pequena como esta...?

Laki – estou bem fiquei brincando com a mamãe o tempo todo foi muito legal

Logo afro olha para a mulher ruiva que sorria com a situação e disse

Shiori – obrigado mesmo senhor afro por cuidar da minha garotinha eu não sei oque faria da minha vida sem minha pequena laki

Afro – não precisa agradecer...

No final do reencontro logo os quatro guerreiros montaram um rodizio de guarda para o caso de algo acontecer no meio da noite mas na vez de ficar de guarda de afro uma coisa lhe chamou atenção enquanto ele estava sentado olhando a sua espada

Afro – melhor sair do sereno...

Shiori – como você me viu

Afro – ouvi seus passos oque deseja...?

Shiori – acordei e acabei ficando sem sono então vim olhar as estrelas elas são lindas a essa hora

Logo a moça de cabelos ruivos se sentou do lado dele e perguntou se ele não acabou se machucando na batalha que teve mas afro negou o que a fez jogar outra pergunta enquanto olhava pro céu  

Shiori – senhor afro não quero entrar no seu espaço pessoal mais queria te fazer uma pergunta posso ?

Afro – faça...

Shiori – oque te fez querer virar um guerreiro que carrega uma arma como essa ?

Logo ela olhou para a espada que estava na mão de afro

Afro – meu pai... ele e meu incentivo para eu continuar percorrendo o caminho que decidi para minha vida...

Shiori – e que caminho seria esse ?

Afro – um caminho que só tem batalhas e mais batalhas mais não tenho do que repudiar afinal foi isso que escolhi para mim mesmo...

Shiori – mas um dia você planeja sair desse caminho de morte e lutas...

Afro encosta uma mão na face de shiori e diz

Afro – não sei se tenho direito a ter paz...

Shiori – todos tem direito a ter paz em suas vidas afro-san bom vou dormir então um presente pela boa conversa

A ruiva da as costas para o espadachim mas antes de se afastar vira rapidamente junta seus lábios aos dele

Shiori – boa noite rsrs

Depois desse acontecimento logo amanheceu e um barco veio pela manhã e levou todos os aldeões e claro os cinco viajantes que aproveitaram a deixa para saírem da região oque levou algum tempo mais chegaram no destino oque fez o dono da barca gritar

Capitão – CHEGAMOS!!!! Bem–vindos Aomori

Todos desceram do barco chegaram na entrada do vilarejo mais próximo e logo começaram as despedidas

Shiori – bom e aqui que nos separamos obrigado mesmo por tudo vocês tem certeza que não querem vir com a gente

Fuu – sim temos shiori nossos planos são outros

Kenshin – sim e aqui que nós separamos se cuidem

Fuu – mas para ondem vão daqui ?

Shiori – vamos para ibaraki lá poderemos nos restabelecer perto do mar por favor se cuidem tá bem

Fuu – claro vocês também

Antes de todos sé separarem uma pequena garotinha estava triste por ter que sé separar do novo amigo

Laki – não quero ficar longe de você nii-chan

Logo o samurai de pele escura se abaixou e ficou na altura da pequena

Afro – é preciso pequena além dó mais alguém precisa proteger sua mãe conto com você esta bem...

A garotinha que derramava algumas lagrimas e fazia bico fez um esforço e disse

Laki – ta bom...mais vou te ver de novo ?

Afro – se esse for seu desejo poderá acontecer quando menos esperar pequena

Logo as despedidas foram feitas e quando o viajantes entraram no vilarejo foram para um beco vazio para reagrupar quando uma forte luz os envolvem e um ser que lhe eras conhecido aparecesse

??? – ola amigos como vão fico feliz que tenham passado no meu teste

Mugen  - que teste ?

Kenshin – vocês nos fez salvar aquelas pessoas para testar nossas abilidades ?

??? – então você adivinhou senhor himura fico impressionado mas tem outro motivo eu queria ver o caráter e o coração de vocês para ver se tinha confiado a tarefa as pessoas certas e pelo visto realmente acertei bom e apartir daqui que começa a verdadeira aventura então preparense não vai ser nada fácil olhem o mapa que lhes dei

Logo o mapa que estava com começa a brilhar e revelar o primeiro alvo

Jin – então esse e o encarregado dessa parte do japão...

??? – tomem muito cuidado agora me despeço

Logo a luz em volta do grupo se desfaz e fuu pergunta

Fuu – e agora ?

Kenshin – seguiremos nosso caminho...

Mugem/jin/afro – ok...

                                             (CONTINUA)


Notas Finais


espero que tenham gostado até logo galera


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...