História Taigunma - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Tsunade Senju
Tags Ação, Boruto, Jutsu, Leeten, Luta, Mistério, Naruhina, Naruto, Ninja, Romance, Saixino, Sangue, Shikatema, Violencia
Visualizações 171
Palavras 1.815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - A Aldeia da Folha: Surge um ninja incrível!


Fanfic / Fanfiction Taigunma - Capítulo 2 - A Aldeia da Folha: Surge um ninja incrível!

— Então, pra resumir, é isso. — Kiba havia passado as últimas 6 horas explicando para Taigunma os principais acontecimentos do último século. — O atual Hokage é Kakashi Hatake, você irá conhece-lo em breve.

— Então esse Hokage é o ninja mais poderoso da aldeia? — Taigunma perguntou. — Aliás, coisa interessante essa de Aldeia da Folha. Eu também sonhei em estabelecer a paz um dia, na verdade, ainda ontem eu sonhei com isso. Infelizmente eu dormi e acordei no futuro, mas fico feliz em saber que meu sobrinho pôde trazer a paz ao mundo. Estou ansioso para conhecer a Aldeia da Folha.

— Você não vai precisar esperar muito tempo mais. — Kiba disse, satisfeito. Essa missão tinha sido, afinal de contas, a mais espetacular de todas. Além do quê, ele sabia o que aconteceria quando Naruto descobrisse sobre a existência desse cara... Nossa, isso vai ser divertido, pensou satisfeito. — A aldeia da folha está logo à nossa frente, quando chegarmos lá você será imediatamente levado ao Hokage.

— Hey, será que eu posso me unir à Aldeia da Folha? — Taigunma perguntou subitamente. — Quero dizer... vosmecê sabe, meu sobrinho fundou essa Aldeia enquanto líder do Clã, então acho que sou parte dela também.

— Bem, essa não é uma decisão que cabe a nós, entende? — Kiba viu o sorriso no rosto do novo aliado minguar. — Mas é como você disse: você é do Clã Senju, não creio que haverá problemas.

Mas haveria um problema, definitivamente. O rank ninja desse cara... ele era sem dúvida superior a ele e a Hinata, dois jounin! E o pior é que, na verdade, ele tinha o mesmo poder que o primeiro Hokage, então ele tinha que presumir que aquele cara era no mínimo no nível de um Caçador Especial ANBU. Kiba subitamente lembrou-se da estátua gigante de madeira invocada pelo Primeiro Hokage para enfrentar o Susanoo Perfeito de Madara Uchiha. Se aquele cara pudesse fazer coisa parecida, isso significaria que ele na verdade era ainda mais poderoso... e ainda assim, ele vai ter de iniciar como um mero Genin, com todas as restrições de Genin, e fazer o exame Chunin, e ainda assim... Isso pode ser frustrante.

— E lá está ela. — Um dos Chunin que o acompanhavam falou. — A Aldeia da Folha.

Ele estava certo, as muralhas da Aldeia apareceram no meio das árvores, tudo estava estranhamente movimentado naquele dia. Kiba olhou de relance para Taigunma, que tinha os olhos completamente iluminados.

— Quem diria que homens tão acostumados com a guerra poderiam realmente criar um lugar para os ninjas chamarem de lar. — Disse o Senju, admirado. — Ainda mais pensando que tudo isso nasceu da união dos dois mais poderosos clãs.

Kiba olhou para Hinata e viu um pequeno lampejo de fúria passar por seus olhos, afinal, era coisa comum dizer que o clã Hyuga é o mais poderoso da Aldeia da Folha. Mas ele entendia o que aquele homem estava dizendo: os clãs eram inimigos num dia, no outro ele acorda e eles haviam se unido para fundar a primeira aldeia de ninjas.

— Bem, houveram Quatro Grandes Guerras desde que a Aldeia da Folha foi fundada. — Kiba insistiu. — Infelizmente não houveram apenas momentos de paz por aqui...

— Homens de paz têm medo da guerra, Kiba. — O outro replicou. — Nós, homens de guerra, porém, ansiamos pela paz. Enquanto lutamos uns contra os outros desejamos vencer nossos inimigos para forjar a paz, e quando a conquistamos passamos a defendê-la com agressividade, e por causa disso... acabamos tendo que lutar por ela de novo, e de novo, e de novo. — Ele disse, tristemente. Kiba sabia que Taigunma era mais jovem que ele, devia ter por volta de 17 anos de idade, e assim como Kiba, havia visto os horrores da guerra e perdido muitas pessoas queridas nela. — Felizmente Hashirama conseguiu quebrar esse ciclo infinito. Creio que quando lutamos por tempo demais, um dia acabamos esquecendo porque lutamos, e não podemos permitir que isso aconteça.

— Pode ser este o caso. — Kiba sorriu, satisfeito. No fim, parece que encontrei um grande amigo. — Você pode ficar na minha casa hoje à noite. — Kiba disse quando entraram na aldeia, Akamaru latiu em aprovação. Hinata foi até os Chunin que ficam no portão para registrar sua chegada. —Ah, e vamos comer uma boa tigela de lámen também, você deve esta faminto, afinal, faz mais de um século que não come nada!

— Obrigado. — O outro respondeu, meio envergonhado.

— Vocês dois, levem esses sem-vergonha para a Polícia. — Kiba disse aos dois Chunin que os acompanhavam. — Quanto a nós três, vamos ao Hokage entregar o relatório da missão.

— Entendido, senhor. — Os dois disseram e desapareceram numa nuvem de fumaça, levando os ninjas patifes com eles.

— Ei, você! — Kiba gritou para Taigunma quando ele se distanciou e entrou numa ruazinha para observar as lojinhas que vendiam todo tipo de quinquilharia. — Você não tem dinheiro, então não saia por aí pedindo as coisas. — Kiba o repreendeu, depois olhou para o vendedor de salgadinhos e pediu quatro espetos. Jogando as bolinhas para Akamaru. — Tome, esse é por minha conta. Logo você poderá comprar os seus.

— Obrigado Kiba! — Taigunma respondeu, de boca cheia. — Vosmecê é o melhor.

— Não fale de boca cheia! — Kiba disse, como se ele próprio não fizesse isso. — Nossa, você parece o...

— Naruto! — Hinata gritou e foi correndo em direção ao namorado. — Vejo você mais tarde, Kiba!

— Tudo bem, até mais. — Kiba observou a amiga abraçar o braço de Naruto e se distanciar. Ele mesmo começou a andar. — Aliás, você poderia parar de falar vosmecê? Isso é tão...

— Eu não sei se isso é direito. — Taigunma disse, ainda com a boca cheia. — Vosmecê é muito agitado.

— Aliás, Taigunma, quanto poder você tem?

— Eu não sei... — Ele suspirou. Mordeu outro salgadinho e continuou. — Quer dizer, eu acordei me sentindo diferente. Eu acho que... não pode ser! Você tem um espelho?

— Eu não, mas... — Kiba avistou a Floricultura Yamanaka. — Sei exatamente onde encontrar um. Vamos.

— Olá Kiba, seja bem-vindo! — Ino estava atrás do balcão lendo uma revista. — Me diga que finalmente vai ter um encontro e veio comprar rosas pra ela? As vermelhas são sempre as mais indicadas num encontro...

Ino interrompeu-se quando viu o jovem de armadura junto de Kiba. Seus olhos saltaram para o ombro do rapaz e sua boca demonstrou a surpresa que sentiu.

— Olá Ino. — Kiba disse, animado. — Desde que você partiu meu coração nunca mais saí com ninguém.

— Ah, não me venha com essa. — Ino sorriu, recompondo-se. — Você me convidou pra sair só uma vez, e fez isso porque perdeu uma aposta pro Shino.

— Ai ai, você tem razão. — Kiba passou a mão na nuca. — Preciso de um espelho, empresta um?

— Pra que você precisa de um espelho? — Ino o fitou, desconfiada, mas abriu uma gaveta e pegou um pequeno objeto retangular. — Aqui está.

Kiba pegou o espelho e entregou-o a Taigunma, que levantou-o a altura dos olhos e de repente ficou estático.

— Hey, Taigunma, está tudo bem? — Kiba perguntou. — Taigunma? Taigunma? Hey! O que foi amigo?

— Não pode ser... — Taigunma disse baixinho, uma lágrima escorreu por seu rosto. — Não pode ser, não podes ter feito isso comigo...

— O que não pode ser? — Kiba perguntou, aflito. Ino saiu de trás do balcão para ficar ao lado dele. — Quem te fez o quê?

— Meu olhos! — Taigunma levou as mãos aos olhos e gritou. — Meus olhos! O que fizeste com meus olhos, sua maldita? Mil vezes maldita!

— O que há com seus olhos? — Ino perguntou, ela sequer sabia quem era aquele cara. Kiba só torcia para ele não surtar ali dentro ou algo do tipo, senão a loja da Ino...

— Meus olhos... — Taigunma explicou. — Meus olhos eram verdes... Aquela Uchiha... o que ela fez é imperdoável.

— Como assim seus olhos eram verdes? — Kiba perguntou, espantado, só então olhou nos olhos dele e viu. No lugar dos olhos castanhos agora havia um par de rinnesharigan. Kiba olhou para Ino, que estava paralisada. Kiba engoliu em seco, levou a mão à bolsa para pegar uma pílula de comida, se fosse preciso lutar, lutaria. Akamaru, ao seu lado, estava deitado, choramingando. Kiba chegou a preparar-se para atacar, achando que o mais prudente seria fugir e avisar Naruto, e bem quando estava prestes a fazer isso Taigunma levou as mãos aos olhos novamente, gritou muito mais alto que antes e desmaiou. — Ino! — Kiba gritou, a amiga aproximou-se dele com as mãos curativas. — O que ele tem?

— Está febril. — Ela disse. — O corpo dele parece estar entrando em colapso.

E estava mesmo. Ele começou a tremeu como uma folha ao vento. De repente a porta da Floricultura abre e Sai entra num ímpeto.

— O que está acontecendo aqui? — Perguntou, olhando de Kiba para Ino. Quando viu o homem caído no chão e constatou que ele vestia uma armadura do Clã Senju fez exatamente a mesma cara de surpresa que Ino. — Quem é ele?

— Eu conto depois. — Kiba disse abaixando-se para pegar o ninja caído. — Eu vou levá-lo ao hospital, ele precisa de cuidados, urgente. Ino, você vai buscar a Sakura, seja lá o que esse cara tenha parece ser um serviço pra ela. Sai, você chama o Grande Hokage. Este homem...

— Quem é ele? — Sai perguntou mais uma vez.

— Taigunma Senju, irmão mais novo do pai do Primeiro Hokage.

— Esse é o Jutsu da Reencarnação Impura? — Ino perguntou, assustada.

— Não, olhe. — Kiba, que estava ajoelhado ao lado do jovem pegou uma Kunai com a mão direita e com a mão esquerda pegou sua mão e fez um profundo talho na palma. Sangue vermelho vivo escorreu, mas antes que Ino preparasse seu Jutsu de Cura o ferimento já havia cicatrizado. — Jutsu de Cura sem selos de mão... apenas três ninjas foram capazes de tal feito. Quatro agora, suponho.

— Ele é tio do Primeiro Hokage, e está vivo no nosso tempo? — Sai não pôde esconder a surpresa na voz, incomum para ele. — Esse cara viajou no tempo?

— É o que parece. — Kiba pegou-o no colo. — Talvez valha a pena comunicar à Senhora Tsunade também.

— Entendido. — Disseram Ino e Sai, que já estavam prontos para partir.

— E Sai. — Kiba o chamou. — Diga ao Grande Hokage que ele tem o rinnesharingan.

— O quê? — Sai que já era pálido ficou tão branco que quase chegou a ganhar cor. — Um Senju com tal poder? — Olhou para o jovem no colo de Kiba. — Que tipo de monstro esse cara deve ser?

— Francamente, eu não sei. — Kiba suspirou. — Eu encontrei-o na floresta enquanto voltava da minha missão e quando ele acordou... achei que seria morto...

Sai e Ino assentiram, partindo. Poucos minutos depois de Kiba chegar ao hospital Sakura e o Grande Hokage apareceram, não demorou muito para que a Senhora Tsunade também aparecesse. Os boatos de que o último Senju havia aparecido começaram a circular pela Aldeia da Folha quase que imediatamente, e agora todos na Aldeia queriam conhecer aquele homem misterioso. Kiba suspeitou que uma aventura estava prestes a se iniciar, e concluiu que certamente seria divertido participar dela.


Notas Finais


Taigun significa "Grande exército", em japonês. Palavra esta à qual uni o sufixo "-ma", do Clã Senju.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...