História Taigunma - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Tsunade Senju
Tags Ação, Boruto, Jutsu, Leeten, Luta, Mistério, Naruhina, Naruto, Ninja, Romance, Saixino, Sangue, Shikatema, Violencia
Visualizações 137
Palavras 2.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que apreciem.

Capítulo 3 - O Hospital: o super ninjutsu médico!


Fanfic / Fanfiction Taigunma - Capítulo 3 - O Hospital: o super ninjutsu médico!

Sakura havia recebido a visita de Ino numa das horas mais inconvenientes possíveis, mas não havia muito o que fazer quanto a isso, uma vez que na qualidade de Chefe do Hospital da Aldeia da Folha tinha que estar à postos para emergências. Ela estava precisamente pensando numa forma de convencer Sasuke a sair num encontro quando Ino chegou, dizendo que um paciente extremamente importante precisava de seus cuidados e da Senhora Tsunade. Fosse quem fosse, Sakura supôs que fosse alguém extremamente importante, porque sua Mestra não gostaria de ser acordada tão cedo por nada. Na verdade, pensou Sakura com um sorriso, ela não vai gostar de ser acordada por motivo algum.

Mais surpreendente, porém, foi chegar ao Hospital e encontrar uma verdadeira multidão do lado de fora do quarto do paciente. Os cochichos, apesar de muitos, eram decifráveis: “quem será ele? ”, “pode ser verdade? ”, “dizem que ele tem 17 anos somente! ”. Quem quer que seja, Sakura lembra de ter pensado, é alguém importante. E suas suspeitas foram rapidamente confirmadas quando enfim conseguiu romper a multidão só para encontrar o Hokage, rodeado por Kiba, Shikamaru e Sai.

— Finalmente você chegou! — E para sua surpresa, quem disse isso foi Kakashi, o Hokage. — Acorde esse homem!

Sakura percebeu no tom de sua voz uma ordem, mas não uma ordem qualquer, o tom que ele havia usado era perigosamente próximo do tom normal da Senhora Tsunade, e aquilo só podia significar problema. O Hokage tinha interesse pessoal naquele homem, assim como todas as pessoas na multidão do lado de fora. Sakura analisou a figura deitada na cama: não parecia alto, tampouco baixo, certamente mais alto que Naruto e tinha os cabelos pretos, curtos e mais ou menos encaracolados.

— Quem é ele? — Perguntou, aproximando-se e levando a mão curativa à sua fronte. Quando a tocou, percebeu que ele havia sido preso em um genjutsu, e essa era a única razão por ele estar desacordado.

— O que ele tem? — Kakashi perguntou quando percebeu seu rosto de espanto. — O que há com ele?

— Ele está bem. — Sakura suspirou, Kakashi estava mesmo aflito. — Quer dizer, tão bem quanto se pode ficar quando se fica preso por um genjutsu de tão alto nível. Isso parece coisa de...

— Sharingan. — Kakashi completou sua frase. — Kiba encontrou esse indivíduo na floresta enquanto voltava de sua missão. Ele alegou a Kiba que é uma pessoa que ele não poderia ser! Porém Sai, Ino e Kiba viram uma coisa que sequer deveria ser possível.

— Tá, mas quem ele é? — Sakura perguntou, olhando no rosto do jovem. Algo naquele rosto austero e ao mesmo tempo gentil lhe lembrava alguém que conheceu há algum tempo, mas ela não sabia quem.

— Este é Taigunma. — Kiba respondeu, e chegou a abrir a boca para dizer mais alguma coisa, mas foi subitamente interrompido pela chegada de sua Mestra.

— Cadê ele? — Tsunade perguntou, impetuosa como sempre. — Onde está o homem que Kiba encontrou?

— Aqui está, Quinta Grande Hokage! — Kiba respondeu, no susto, apontando para a cama. Sakura viu ele engolir em seco. — Estávamos aguardando sua chegada.

Tsunade olhou-o, preocupada. Aproximou-se, e a exemplo de Sakura tocou sua testa, enquanto isso a sala permaneceu e assustador silêncio. Tsunade olhou para Sakura, que estava à sua frente do outro lado da cama, e elas conversaram apenas trocando olhares. Pela forma que sua mestra lhe olhou Sakura percebeu que ela havia deixado passar um detalhe, mas que detalhes seria esse? Sakura rapidamente levantou o lençol que cobria o homem e se assustou quando constatou que ele não tinha nenhuma cicatriz, em lugar nenhum de seu corpo havia qualquer indício de que algum dia havia sido ferido de alguma forma. Selo da Força de uma Centena? Sakura pensou, mas descartou de pronto. Não, não pode ser. Esse jutsu foi inventado pela Senhora Tsunade, mas mesmo ela tem cicatrizes... esse cara...

— Não pode ser! — Sakura deixou escapar. Um médico não podia demonstrar surpresa absoluta, mas aquilo era simplesmente surpreendente.

— O quê? — Ino perguntou, curiosa. Ela havia conhecido o cara antes de ele desmaiar, ela sabia de algo.

— Eu ainda não sei quem ele é. — Sakura disse, subitamente. — Mas uma coisa é certa: esse cara é uma aberração da Natureza.

— Ele deve ser mesmo. — Kakashi disse, olhando para Tsunade. — Afinal de contas... ele é Taigunma Senju.

— Taigunma... Senju? — Sakura mirou Tsunade, cujos olhos pareciam não acreditar no que viam. — Mas quem foi ele?

— Eu não sei... — Tsunade tocou afetuosamente a testa do paciente. — Bom, eu sei sim... foi esse homem quem criou o ninjutsu de curar sem usar selos de mão. Observe. — Incrível, Sakura pensou, mas isso significa que..., porém Sakura não pôde refletir sobre quem era aquele indivíduo, porque sua Mestra pegou um bisturi e fez um corte no rosto do paciente, e para surpresa de Sakura o ferimento se fechou na hora. — Mais precisamente, ele descobriu uma forma de ensinar outras pessoas a utilizar seu jutsu de cura inato. Ao que parece, meu avô teve acesso a um pergaminho escrito por um certo Taigunma, o Invencível, e nesse pergaminho estavam todos os detalhes do Jutsu Proibido. Meu avô havia sido o único a aprender a usar, só ele tinha chacra o suficiente para tal feito. Eu e Sakura usamos nosso Selo da Força de Uma Centena para armazenar a quantidade necessária de chacra para esse jutsu... Taigunma é o irmão mais novo do meu bisavô!

Sakura mal pôde processar a última informação. Como afinal de contas aquele homem havia desaparecido por mais de um século e reaparecido assim, do nada?

— Esse cara é incrível! — Kiba mal podia controlar a excitação da voz. — Ele estava deitado no chão, mas se moveu tão rápido! Ele teria matado nós todos naquele lugar mesmo se não fosse a Hinata! — Kiba falava tão rápido que quase engolia as palavras. — Aí a gente trouxe ele pra Aldeia da Folha e eu estava levando ele pra ver o Grande Hokage quando ele pediu um espelho, daí a gente entrou na Floricultura da Ino, e quando ele olhou no espelho enlouqueceu, começou a gritar e disse que os olhos dele haviam mudado de cor...

O tom de Kiba ficou subitamente triste. Sakura abriu a pálpebra do homem, seu olho era de um castanho quase preto, a pupila era praticamente invisível, mas não parecia haver nada de anormal com o olho.

— E o que aconteceu depois? — A Quinta Hokage perguntou.

— Os dois olhos se transformaram em Rinnesharingan. — Dessa vez quem respondeu à pergunta foi Sai, que havia permanecido calado desde então. — Quando ele fitou os olhos no espelho ficou estático e caiu no não.

— Impossível! — Tsunade respondeu. — Tem certeza?

— Nós três vimos. — Ino respondeu, e acrescentou rapidamente quando Tsunade a fitou. — Senhora.

— Isso é um problema. — Kakashi tornou a falar. — Seja lá quem ele for, é poderoso o bastante para nos causar problemas. Devemos presumir que ele domine a Liberação de Madeira, o que faz dele um indivíduo potencialmente tão poderoso quanto Madara Uchiha. Talvez nós devêssemos...

— O quê? — Sua Mestra olhou para o Sexto Hokage com os olhos em chama. — Matá-lo? Talvez devêssemos mata-lo, Kakashi!

— Eu não queria dizer isso, minha Senhora. — Os olhos de Kakashi demonstraram medo repentino. — Talvez devêssemos fazer de tudo para tê-lo como nosso aliado, é o que eu queria dizer.

Tsunade bufou, assentindo.

— Mas não é só isso. — A Sannin ponderou. — Temos que nos preocupar com quem enviou esse jovem para nosso tempo. Seja lá quem for, é poderoso, talvez num nível nunca antes imaginado.

Sakura pensou em Kaguya. Alguém mais perigoso que ela...

— Ele pode saber de alguma coisa. — Kakashi refletiu. — Não é possível acordá-lo?

— Não tenho certeza. — A Quinta Hokage respondeu tristemente. — Se eu entendi bem, ele não sabia que tinha aqueles olhos. O Sharingan tem seus estágios, e todo Uchiha começa do mais baixo até chegar ao topo... acredito que ele lançou um genjutsu em si próprio sem querer, sem nem saber o que fazer.

— Isso não deve significar muito para alguém com as habilidades de vocês duas. — Kakashi respondeu, por baixo da máscara era possível ver que ele sorria.

— Ora essa, não tente inflar nossos egos. — A Mestra de Sakura foi severa. — Você pode ser o atual Hokage, Kakashi, mas essa Aldeia é tão responsabilidade minha quanto sua, e estou ciente de toda a importância de acordar esse jovem. Além disso, ele é do meu Clã!

— O que a Senhora Tsunade quer dizer é que é perigoso acordá-lo inadvertidamente! — Sakura tentou impedir que a mestra se exaltasse mais. — Talvez o mais prudente fosse chamar o Sasuke, ou pedir o Naruto para fazer algo com a Arte Eremita dele.

— Tive uma ideia. — A médica lendária disse subitamente. — Pode funcionar.

— Que ótimo, o que a senhora vai fazer?

Mas a mestra não respondeu, apenas tocou a testa do jovem. Sakura sabia exatamente o que ela estava fazendo e se preparou para ajudar. A mestra havia enviado uma corrente de chacra pelo corpo de ninja que confundiu todos os sinais elétricos emitidos por seu corpo, depois, em conjunto com Sakura, desligaram a rede de chacra do braço esquerdo dele. Tsunade pediu uma Kunai a Kiba, que a entregou prontamente, e sem pensar duas vezes afundou a arma no bíceps esquerdo do garoto, que gritou de dor, mas não conseguiu se mover devido à confusão dos sinais elétricos do corpo. Sakura sabia que ele não estava completamente fora do genjutsu, mas aquela certamente era a única forma.

— Taigunma, me escute. — Tsunade começou a falar. — Eu sou Tsunade do Clã Senju, você está sob meus cuidados. Acalme-se. — O jovem obedeceu-a. — Agora escute, nós tivemos que confundir todos os sinais elétricos do seu corpo, então quando você tentar mexer alguma parte do seu corpo vai acabar mexendo uma diferente. E também, tivemos que desligar a rede de chacra do seu braço esquerdo, por isso a dor. Esse ferimento não vai se regenerar por enquanto. Acontece que você está sob efeito de um poderoso genjutsu de Sharingan, e só você pode desafazer esse genjutsu, portanto, precisamos que você faça o sinal de mão.

O problema é que ele não poderia mexer os braços e as mãos com todos os sinais elétricos confundidos, Sakura olhou para a mestra, que permanecia impassível. O sangue escorria pelo braço do rapaz, do corte que a Kunai, que ainda estava lá, havia lhe feito. Todos olhando observavam o jovem que fazia pequenos movimentos com os músculos de todo o corpo. Durante aqueles cinco minutos – que devem ter sido os mais longos da história – a sala permaneceu em absoluto silêncio, até que ele finalmente ergueu ambas as mãos e a posicionaram para fazer o selo base. Sua mestra sorriu, satisfeita. Sakura sabia que Tsunade tinha muito orgulho daquela técnica, e que poucas pessoas seriam capazes de se desfazer dela, mas ao que parecia desta vez a mulher estava satisfeita de encontrar alguém que conseguira.

— Libertar! — Sakura ouviu sua voz pela primeira vez, era firme, mas ainda assim, reconfortante. Como uma árvore, talvez.

Tsunade imediatamente removeu a Kunai de seu braço e Sakura a ajudou a devolver a circulação de chacra ao braço de Taigunma, que se curou imediatamente após elas terem terminado. Incrível era pouco para descrever a eficiência do ninjutsu médico daquele garoto, e pensar que era tão jovem!

— Sabe quem é você? — Sakura fez a pergunta padrão. — Sabe em que lugar está?

— Eu sou Taigunma Senju. — Ele respondeu. — E suponho que esteja em um hospital da Aldeia da Folha.

— Sabe por que está aqui? — Sakura prosseguiu.

— Creio que algum Uchiha conseguiu me pegar em um genjutsu.

— Antes fosse isso. — Tsunade suspirou. — Você não me parece do tipo de cai em um genjutsu tão facilmente assim. Qual a última coisa da qual se lembra?

— Ah, eu estava numa loja de flores. — Ele forçou a memória, o jeito como contraiu as sobrancelhas era extremamente semelhante a Naruto. — Tinha uma mulher muito formosa... — Sakura olhou para Ino, que sorriu com deboche. — E o Kiba. Eles deram-me um espelho, acho...

— E depois disso? — Tsunade perguntou, novamente.

— Nada. — Ele respondeu. — Digo... eu tive um sonho.

— Um sonho? — Kakashi perguntou, subitamente. — Que tipo de sonho?

— Ah, eu sonhei com o que aconteceu ontem. — Ele disse sorrindo.

— Ontem? — O Hokage tornou. Depois fez um som de compreensão. — Ele não quer dizer o NOSSO ontem, mas sim o ontem DELE. Isso quer dizer, o dia que ele viajou no tempo.

— Deve ser algo assim, não é? — Ele sorriu. — No sonho, eu vi Osore.

— Osore, quem é essa? — Sakura perguntou. — Sua namorada?

— Não sei se devo-a considerar assim... — Taigunma, que havia se sentado, abaixou a cabeça. — Dizem que “o grande exército encontra sua derrota no medo”. Eu, Taigunma, encontrei minha derrota em Osore... Osore Uchiha.


Notas Finais


*Osore quer dizer medo, em japonês.

*Se gostou, comente. Algum erro, por favor, avise! Alguma dica? Aceito-a!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...