História O contorno da tua voz - Segunda temporada - Capítulo 2


Escrita por: e Hayziel

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Naruto, Noragami
Personagens Bishamonten, Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Iki Hiyori, Inojin Yamanaka, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kazuma, Mitsuki, Momo Yaoyorozu, Naruto Uzumaki, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shouto Todoroki, Toshinori Yagi (All Might), Yato, Yukine
Visualizações 31
Palavras 1.461
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Decisões


Fanfic / Fanfiction O contorno da tua voz - Segunda temporada - Capítulo 2 - Decisões

DEKU

 Já faz uns dias que minha vida virou de ponta cabeça. Tudo começou quando a Hikari ficou com raiva de mim, no dia que eu decidir ajudar o Tora em vez de ajudar a Hikari. Mas algo estava preste a acontecer, algo que mudaria a minha vida de uma vez. A Hikari estava afastada de mim, meu pai não estava lá pra me ajudar, comecei a sofrer tudo que o meu pai sofria na academia ninja.

Sendo meio surdo de um lado, os garotos ficava bagunçando de mim e as agressões verbais pioraram. Antes, eu tinha a Hikari na mesma sala que eu pra me ajudar, mas agora ela se afastou de mim e tudo piorou. Eu tinha que sofrer tudo aquilo calado. Eu não queria contar pra minha mãe, pois ela se preocuparia e iria querer me tirar de lá. Eu não posso sair da academia, pois eu quero ser um ninja incrível, assim como o papai queria ser quando criança.

Me acordei no meio da noite sem escutar bem as coisas e com falta de ar, então gritei pela mamãe. Ela entrou no meu quarto desesperada e ligou pra Sakura, então me levaram pro hospital as pressas. Quando cheguei no hospital, me deram anestesia, e depois apaguei e não vi mais nada. Aquela sensação de falta de ar era muito angustiante e me fez pensar que iria morrer. 

...

Quando abri meus olhos, eu vi que estava no hospital e respirando com a ajuda de aparelhos. Mas o pior foi ver aquele tubo na minha barriga, então eu vi o Hiroshi entrar no quanto. Ele me viu com os olhos abertos e sorriu, afinal ele sempre foi um grande amigo.

Hiroshi: Finalmente acordou...

Eu: O que aconteceu...?

Hiroshi: Seus pulmões encheram de água e tiveram que drenar 80% em uma cirurgia. 

Eu: Há quanto tempo... Eu estou desarcodado? 

Hiroshi: Há dois dias. 

Eu: O Katsu não deixou... Que eu ficasse sem o aparelho auditivo, né?

Hiroshi: Ele insistiu pra deixar você com o aparelho auditivo.

Eu: Rsrs... 

Hiroshi: Ela veio aqui... - Ficou um pouco sério - Logo depois que você saiu da sala de cirurgia.

Eu: Tá... 

Hiroshi: Ela me pediu pra não te contar, mas... Não podia ficar calado.

Eu: Obrigado... Por me falar isso.

Hiroshi: Sem problema.

Eu: Te vejo em alguns dias... Na academia.

Hiroshi: Até lá.

No dia seguinte, retiraram o tubo da minha barriga e não demorou muitos dias pra mim ir pra casa. Demorou um pouco pra poder ir pra academia, afinal eu tive que esperar a cirurgia parar de doer. Ao chegar na academia, na sala, vi a Hikari perto do seu novo amigo, então eu me sentei afastado dela. Na hora de ir pra casa, um dos garotos me deu um empurrão, me fazendo cair. 

Garoto 1: Escuta bem. Ah, não. Ele não pode escutar bem. - Segurou minha orelha - Olha! 

Garoto 2: Será que ele escuta sem isso aqui? 

Um dos garotos puxou o meu aparelho auditivo, mas acabou cortando a minha orelha. Levei minha mão até a orelha e sentir o sangue escorrer, então eu acabei chorando. Jogaram o meu aparelho auditivo no chão e pisaram em cima, quebrando ele. A Hikari passou na hora e não fez nada. Olhei pra ela com os olhos cheios de lágrimas, então sair correndo de lá. Ao chegar em casa, a mamãe cuidou da minha orelha, assim ela falou que eu iria me tirar de lá.

Não fiz nada pra impedir a mamãe de me tirar da academia, afinal eu não aguentaria mais. No dia seguinte, fui até o hospital pra Sakura ver o meu ouvido e fazer alguns exames. Ela tirou o curativo do meu ouvido e ficou surpresa, mas eu não entendi. 

Sakura: Deku, quando foi que os garotos te machucaram? - Fez alguns sinais, afinal eu não usava o aparelho.

Eu: Han... Ontem.

Sakura: Mas já está cicatrizado e isso é... - Falou em sinais.

Eu: Ahn! 

Sakura: Aqui. - Colocou o aparelho auditivo em mim - Está me escutando bem, Deku?

Eu: Sim. 

Sakura: Soube que você saiu da academia. Porque fez isso?

Eu: Não posso mais ficar perto de alguém que me quer longe. Além dos garotos que fazem bullying comigo.

Sakura: Sei. Bom... E o seu sonho de ser um grande ninja? 

Eu: Não sei.

Sakura: Posso tentar arrumar um tempinho pra treinar você.

Eu: Ahn! Serio?

Sakura: Sim. Posso falar com o Naruto pra você ser o meu aprendiz e se você quizer...

Eu: Quero. Eu quero sim!

Sakura: Que bom.

Assim como a Sakura falou, ela fez e o Naruto permitiu que eu fosse o aprendiz da Sakura. Logo comecei a ser treinado por ela e eu vivia no hospital, só que eu estava lá pra aprender. Um mês depois que comecei a ser treinado pela Sakura, ela me levou até um lugar bem mais tranquilo. Me surpreendi com seu sorriso gentil quando se sentamos e ela decidiu falar o que queria.

Sakura: Deku, você pode me dizer o que é isso aqui? - Apontou pra marca na sua testa.

Eu: Não. Mas a Godaime também tinha uma marca dessa, né?

Sakura: Sim. Esse aqui é o famoso auge do controle de chakra, o Byakugō.

Eu: Controle de chakra?

Sakura: Quando se armazena uma imensa quantidade de chakra durante muito tempo em um local do corpo, ele se forma.

Eu: Você é, realmente, muito boa com o controle de chakra e Ninjutsu médico. 

Sakura: E você também pode ser tão bom quanto eu. Que eu te mostrar o que eu sei.

Eu: Prometo que vou ter uma dessa marca. 

Sakura: Sei que vai.

Quando eu fiz 9 anos, me tornei um gennin e no ano seguinte, me tornei um chōnnin. Eu logo comecei a ajudar a Sakura como enfermeiro e fui evoluindo nos meus estudos. Mesmo sendo um chōnnin, eu não falei sobre isso, apenas falei que era um gennin. Enquanto isso, fui acumulando uma imensa quantidade de chakra na minha mão. Eu sei que eu ficaria estranho com a marca na testa e por isso acumulei na minha mão.

...

Katsu: Esse negócio de ter que fazer missões é complicado demais.

Hiroshi: Não reclama. Você tem 12 anos e sabe como tudo isso funciona.

Eu: Que bom que vocês saí da vila pra fazer as missões. Eu nem sei como é lá fora.

Hiroshi: É mesmo. Você é um ninja médico, além de ser o único aprendiz da sucessora da Godaime.

Eu: Ela é bastante exigente e os treinos são pesados... 

Katsu: E como vai as coisas com o seu "gatinho" de estimação. - Fez aspas com os dedos.

Eu: O Tora só aparece de vêneta e quando aparece, me fala algo que me tira do sério.

Katsu: Parece com o papai.

Hiroshi: Katsu!

Katsu: O que? Estou mentindo?

Eu: Rsrs... Vocês dois se parecem com duas criança.

Hiroshi: Falando sobre o assunto anterior... Como vai sua individualidade?

Eu: Depois que a despertei, fui tentando controlar e estar funcionando.

Shikadai: Estava procurando você, Deku. Ainda bem que não andei muito.

Eu: Algum problema, Shikadai?

Shikadai: O papai me pediu pra te chamar. É que o Nanadaime quer falar com você.

Eu: Ok. Pode me adiantar sobre o que ele vai falar?

Shikadai: Acho que é sobre os exames chōnnin e a segurança.

Katsu e Hiroshi: Exames chōnnin?

Eu: Ah é. Vocês vão participar?

Hiroshi: Sim.

Katsu: Claro!

Eu: Preciso ir. 

Sair correndo com o Shikadai até a torre Hokage, onde eu venho geralmente pra passar informações. Afinal, eu sou o único que tem algum tipo de ligação aos Ayakashi. Além de ser um domador de Ayakashi, o Tora sempre me traz alguma informação sobre o selo que os prende.

Ao chegar na sala do Hokage, vi que o Sasuke estava lá, justamente com a Sakura e o Kakashi. Odeio admitir isso, mas tenho medo de quando vejo eles reunidos em algum lugar. Mas entendo que ultimamente tem ocorrido vários e vários problemas. O problema com a Sumire, o problema com os Zetsus e o ataque de Ayakashis menores. Mas eles são os mais fortes do mundo ninja e é claro que vão se juntar nessas horas.

Naruto: Algum problema, Deku?

Eu: Não. É que vocês só se juntam quando as coisas ficam sérias.

Sakura: Esse último ataque dos Ayakashi foi preocupante, afinal, isso significa que o selo se abriu mais.

Eu: Pelo o que o Tora me falou a alguns dias... Precisamos se manter atentos.

Sasuke: Enquanto não temos a localização do selo, temos um grande problema.

Kakashi: Já vasculhamos tudo e a localização foi, realmente, perdida na primeira guerra ninja.

Naruto: O jeito é manter a todos seguros por aqui. Por enquanto, nossa prioridade é a segurança de todos.

Eu: Talvez... Tenha algum tipo de informação sobre o selo em um dos pergaminhos do meu avô.

Sakura: Tem razão. Você aprendeu a fazer antídotos e remédios naturais nesses pergaminhos.

Eu: Pelo o que a vovó me contou, o vovô foi o único que entrou no outro lado do selo.

Naruto: Pois bem... Te daremos duas semanas pra descobri algo, caso contrário... Vamos manter o plano original.

Eu: Tudo bem, Nanadaime.

...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...