História O Contrato - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Henry Cavill
Personagens Henry Cavill, Personagens Originais
Tags Clichê, Família, Fofora, Romance
Visualizações 18
Palavras 1.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas lindas.💜💛💛
Então o capítulo 10 era ENORME, então dividi em três partes. Talvez esse seja um capítulo bem curto, mas os outros dois, serão grandes ok?
Desculpe os erros e aproveite. 💚💚💚💜💙

Capítulo 10 - Capítulo 10 - part1. Henry é sem filtro e Merida é tímida.


Fanfic / Fanfiction O Contrato - Capítulo 10 - Capítulo 10 - part1. Henry é sem filtro e Merida é tímida.

[Ainda de manhã]

Ambos ainda se beijavam.

Mas as coisas estavam esquentando,pois Henry ia descendo as mãos para um parte bem amistosa de Mida.

E bom, ela abre os olhos na hora!

Mida: EPA, tira a mão daí irritante.-_ ela sorri com vergonha.

Ele não entende do porquê dela ter tirado a mão, mas decide respeitar.

HR: Ok! Eu tiro, por enquanto.-_ele diz piscando.

Ela sai andando em direção ao jardim.

HR: A aonde vai ? — _Henry pergunta.

Mida: Da uma volta. Quer vim comigo? — _ela diz virando pra trás.

HR: Claro, vamos! Ele a pega pela mão.

"Ok! Isso é novo pra mim. Nunca juntei minhas mãos assim, com alguém antes . Eu espero que você esteja ciente Henry, estou me integrando a você. Mesmo você sendo assim, idiota, ainda sim, me sinto De alguma forma, me sinto segura em seus braços e ao seu lado. Você me passa um conforto inexplicável". _ — ela pensa.

Mas ela sai dos seus pensamentos, quando avista um banquinho branco debaixo de uma árvore.

Mida: Isso é raro de se ver. É bem lindo.

HR: É, a dona Giselle. Ela queria um lugar assim pra ficar aqui na Grécia Pois seria um ótimo lugar pra fotos de Gina.

Mida: Em falar nela, so os comprimentei ralidamente. Ja estavam de saída. Foi Algum problema?-_diz ela já se sentando.

HR: Ela tem esse dom de sumir quando quer. Nem sei pra onde foram.--- ele se senta ao lado dela, a abraçando pelos ombros.--- Mas enfim, porque me parece que você está pensando em algo que visívelmente está tirando seu sossego?-_ele diz sério pra ela.

Ela surpresa, tenta contorcer essa situação.

Mida: Não sei, do que você está falando.

HR: Olha, Merida, você não é difícil de decifrar! --- ele esclarece logo.--Vamos conversar. Pode falar o que você quer. Tu ficou assim depois do nosso beijo e Bota beijo nisso em!-_ele diz descaradamente.

Ela quase se engasgar com a própria laciva.

Mida: Como você consegue ser tão descarado assim???-_ela diz pasma o ollhando.

HR: Pecado é provocar desejo , e depois renunciar.-_ele diz sorrindo. 

Mida: Eu não provoco. -_ela diz.

HR: Foi um beijo meu bem. Isso é normal. Bom, 'tô na dúvida. Tu já tinha beijado antes né? Pois você fica bem fofa se atrapalhando!-_ele diz rindo dela de forma carinhosa.

Mida: Viu, como eu disse, Idiota! Mas se quer saber, eu não saio beijando todo mundo. Tinha coisas mais importantes pra fazer do que curtir a vida a doidada! Nada contra quem faz, mas não tive essa escolha! —_ela diz seria, com as bochechas infladas, o que Henry achou muito fofo.

HR: Ótimo, eu fui o primeiro e pretendo ser o último a te beijar!-_ele diz dando vários selinhos nela.

Mida: Como vai ser daqui pra frente? —_esse anel em meu dedo vai Continuar sendo mentira? Serei sua o quê? Namorada? Pois ser for, pra ser ficante eu deixo esse anel aqui mesmo. —_diz logo dando um meio que um "eu te mato", nele.

HR: Merida, eu não posso me Tornar seu noivo. ---diz sincero, e ele entende. —-Eu nem conheço você completamente.

Isso deixa Merida visivelmente triste!

Mida: Não 'tô pedindo para você virar meu noivo. Precisamos conviver e se conhecer para isso! Mas eu não aceito, é ser usada! Eu não mereço isso, e espero que me entenda.---diz seria. ---Eu não 'tô pedindo nada de você, mas não serei uma que você beija hoje e amanhã descarta.-_ela diz olhando no fundo dos olhos de Henry.

"Isso é  literalmente, um "Eu te mato"! Ela é diferente, e acho que realmente tô gostando dela me arisco a dizer se abaixando. Rápido? pode até ser, mas sempre acreditei em amor a primeira vista. Mas não quero enganá-la. Não vou mentir, meu coração está se aquecendo com ela, coisas que não sentia há mais de 5 anos! Mas tenho medo de ser cafageste e magoá-la."-_ele pensa sincero consigo mesmo.

HR: Merida, você está disposta a tentar comigo? Mesmo sabendo que eu tenho medo? Poxa! Eu depois de 5 anos eu to sentido algo novo com você, e estou disposto a tentar e pagar um alto preço( não é dinheiro ok?) se necessário. Então..-._ele para segurando o rosto, dela com as suas duas mãos.

Mida: O que quer dizer Henry? — _ela olha aflita.

HR: Namora comigo? Tenta comigo?-_ele diz.

Ela olha com pequenas lágrimas rolando em seus olhos.

Mida: Eu sou Chata, sou nervosa, sou meio boba, eeu to me entregando a você! Eu nunca, NUNCA, me entreguei a ninguém. — _ela diz chorando, encostando a testa dela na dele.

"Ah.. Deus... Não faz isso comigo....ela não tem ideia, de como isso que ela ta falando ta mexendo comigo."-_ele fica sem estrutura.

HR: Obrigado por confiar em mim. E farei meu melhor por nós dois! Eu sou Idiota, arrogante quando quero, tenho um ciúme bemmm chato de lidar, mas não sou possessivo.--- ela solta um risinho.--- Se você falar um dia que me ama, saiba que eu não vou te largar. Quando eu amo, eu amo de verdade! Sou romântico na medida certa, mas sou selvagem também!-_ele diz sorrindo, e lhe dando um selinho.

Mida: Eu também te amarei de verdade! Agora, que tal me beijar ? Ah, sim, eu aceito ser eu namorada!

HR: Pode deixar, não precisa pedir de novo. — _ele a beija fervorosamente.

 °●°

Ele desce sua mãos e coloca na cintura dela a beijando com amor.

Ali bem não muito longe, Gina, que tinha chegado rapido, e o restante da família assiste aquela cena linda

Dona Giselle, tira fotos .

Jack: Aeeee maninho!!-_grita ele.

Mida envergonhada esconde o rosto no ombro dele, dando uma gargalhada gostosa.

Ele se vira rindo

HR: Jack, não atrapalha mano. — _Ele rir.

Jack: Deixa o resto pra noite!

Nessa hora sua mãe dá um peteleco na cabeça dele.

Mãe de M: Oh menino, respeita a Merida kk.-_ela diz rindo.

Henry olha pra Merida, ela está vermelha.

HR: Amor? — _Ele a chama

"Amor??? Oh Deus"-_ela pensa feliz.

Mida: Amor?? Me… me chamou de a..amor?-_ela diz sorrindo e gaguejando.

HR: Isso só é o começo.---ele di rindo.--- Está melhor da sua vergonha ?_-ele levanta a puxando pela cintura e indo em direção a todos para o almoço.

Nem perceberam mais ficaram bastantes tempo ali.

Mida: Vergonha ?-_ela diz sem entender.

HR: É, sobre mais tarde, tipo a noite amor, em outras palavras, momentos de intimidade. _ele fala descaramente a encarando.

Dessa vez ela engasga.

HR: Amor! Merida! calma, tosse, respira.-_ele vai ajudando, Sua irmã Gina corre pra ver se algo sério.

HR: Porque toda vez, que falo sobre intimidade com você, você ou engasga, ou quase engasga?-_ele diz bem pertinho do ouvido dela.

Fazendo ela estremecer e ficar arrepiada.

Ela olha, pra ele boquiaberta.

Ele olha pra ela e diz.

HR: Amor, não me leva  mal, mas sim pra nossa cama.-_ele diz rindo provocando-a e ela fica super vermelha. 

Gigi: Mida, você tá bem?-_pergunta Gina aflita.

Mida: Estou sim, só me engasguei.

Gigi: Ué com que? E porque?-_ela pergunta.

Quando ela ia dizer, Henry responde.

HR: Porque, eu disse sobre fazermos sexo hoje! — _ele a deixa indo na frente rindo.

Mida: HENRY!!-_Mida diz agora sem graça, fazendo Gina rir e andando com ela enquanto, Henry vai falar com seu irmão e seu pai. Chris vai em direção a Mida para conversar.

Gigi: Eu vou atrás dele, mas antes Mida, saiba de uma coisa.---Mida a olha.--- Henry pode ser um empresário super famoso e sério, mas entre família e quatro paredes ele é sem filtros.-_ela diz sorrindo indo atrás do irmão.

°■°

Morgan nem tinha dado as caras ainda.

Chris: E ai docinho, pelo que vi, as coisas mudaram. E agora? Pelo visto você está feliz!-_ele sorri se aproximando dela.

Mida: Ah Chris. Meu único problema é a Morgan. Queria que ela nem estivesse aqui. Mas a Miranda gosta dela, e a Miranda não foi com minha cara. Mas espero que não seja tarde demais, pra Miranda perceber que está sendo usada por ela. — _Ela diz seria.

Chris: É sabe, já tive um grande queda pela Miranda.---ele diz surpreendendo Mida, Gina já sabia.--- Ela também tinha, mas não sei, ela se juntou a com a Morgan, e mudou! A menina doce que ela era, creio que tá em algum lugar debaixo daquela arrogância.

Mida: Nossa, eu morreria mas nunca iria saber disso. Porque parecia que você tava dando em cima de mim? E vocês não são primos?-_ela diz rindo.

Chris: Bom, eu fui e criado pela família Cavill, depois que meus pais, (amigos da família), morreram em um acidente.

Mida: Sinto muito Chris.-_ela diz sincera,  ele acena com a cabeça agradecido. 

Chris: Mas enfim, respondendo sua outra pergunta, n realidade queria conversar, mas sinceramente nunca esqueci ela. E também eu gosto de irritar o Henry, já disse.-_ele fala rindo.

Mida: Bom, ele quer tentar, e eu também, conversamos bastante. Creio que vai dar certo no final dessa história!

Ele riu, ficaram conversando bastante e Henry a olhava com cara meio duvidoso. Mas ela nem liga e as vezes Chris ficávamos perto pra provocar. Afinal, ele adorava fazer isso com o primo.

OF~


Notas Finais


Fuii💜💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...