1. Spirit Fanfics >
  2. O contrato de casamento >
  3. Eu quero que se apaixone por mim.

História O contrato de casamento - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Em tempos de quarentena teremos tempo para colocar todas as nossas leituras em dia...
Então, sejam bem vindos a enxurrada de capítulos...=)
Boa leitura!!!

Capítulo 10 - Eu quero que se apaixone por mim.


Fanfic / Fanfiction O contrato de casamento - Capítulo 10 - Eu quero que se apaixone por mim.

Harry se comportou como um verdadeiro cavalheiro durante toda a noite. Abriu a porta do carro para que eu entrasse e saísse, e até andamos de mãos dadas do estacionamento ao restaurante, puxou a cadeira para que eu me sentasse e para minha surpresa alisou a minha mãe esquerda que estava em cima da mesa. Essa noite com certeza ficaria marcada na minha memória e eu não imaginava a porquê até ver Angel parada de braços cruzados ao lado da nossa mesa.

- Boa noite Senhor Styles. - eu perdi meu apetite no mesmo instante, mesmo a comida estando impecável.

- Angel, apenas se contenha, estamos em público. - ele falou em um tom baixo enquanto limpava a sua boca com o guardanapo de pano, ele sabia ser lindo até fazendo um gesto tão natural para qualquer mortal.

- Onde esteve o dia inteiro? Por que não atendeu as minhas ligações? - ela estava furiosa, parecia mais que ela era a esposa que acabara de pegar o marido a traindo.

- Eu estava em casa com a minha esposa. Não atendi suas ligações porque eu não quis. - fiquei admirada com a resposta que ele deu a sua protegida e pelo jeito ela também não esperava por essa resposta. - Agora sorria e volte para a sua mesa. - ela apenas saiu, sem dar qualquer sorriso.

Eu fiquei em silêncio, mas para mim aquele jantar havia acabado. Harry conseguiu sentir o meu desconforto e pediu a conta em seguida. Dentro do carro, no caminho de casa, o clima era constrangedor, ele não fala absolutamente nada e minha mente trabalhava freneticamente para entender o fora que ele deu em Angel ainda a pouco. Ao chegarmos em casa ele rompeu o silêncio.

- Louise, me desculpe pelo o que aconteceu no jantar. Não era esse tipo de clima que eu pensei que teria quando voltássemos para casa. - ele riu de cabeça baixa.

- Por que tem se desculpado comigo desde esta manhã? Eu sei que nada disso é real, mas parece que eu estou em um tipo de sonho. - eu gesticulava.

Sempre que eu ficava nervosa com alguma situação eu gesticulava mais do que o necessário. Enquanto eu falava meus braços se abriram e ele rapidamente puxou meus braços e em questão se segundos eu estava em seu colo com os braços ao redor do seu pescoço. Nós apenas nos encarávamos enquanto a distância entre nossos rostos diminuía drasticamente. Será que ele vai fazer o que eu estou pensando? Não pode ser!!!! Ele vai mesmo me beijar.

Seus lábios encostaram nos meus bem devagar e nossas línguas se encontraram pelo caminho. Sua boca era macia e o beijo delicado fez minha pele arrepiar, ele sentiu e me apertou ainda mais contra ele. Eu ainda estava em seu colo e ele fazia o caminho direito para o meu quarto, ele ao menos se deu o trabalho de ligar as luzes.

Quando ele me colocou sobre a cama nossos corpos começaram a se movimentar em sintonia, como se já saíamos o que eles fariam. Parecia muito bem organizada a sequencia de roupas que saiam dos nossos corpos. Ele beijava toda a extensão do meu pescoço, suas mãos estavam cravadas em minha cintura, ele foi deixando um caminho de beijos até o topo da minha intimidade. Eu estava totalmente entregue. Ele me virou e eu fiquei com a minha bunda virada em sua direção para que ele deixasse ali um tapa que particularmente quase me fez gozar. O perfume dele já tinha tomado conta do meu quarto e tudo ali exalava tesão. Harry entrou cuidadosamente em mim após verificar se eu já estava pronta para ele. Seu membro deslizou para dentro de mim e foi quase impossível conter o gemido abafado que dei. Ele me puxou para perto me deixando ouvir a sua respiração ofegante, era difícil explicar o que eu estava sentindo naquele momento. Me lembrei rapidamente das palavras de Harry dizendo para que eu não me apaixonasse por ele. Como eu conseguiria fazer isso agora? Ele entrava e saia de mim sem ao menos desviar os olhos dos meus, pareciam que nossos corações conversavam pelas batidas ritmadas que eles davam, aé que Harry me abraçou forte, me fazendo chegar ao ápice em seguida, ele vem junto comigo.

Harry delicadamente se retirou de mim e deitou ao meu lado na cama, nós dois encarávamos o teto tentando controlar nossas respirações. Ele sentou na cama, e por um momento pensei que ele apenas se levantaria e iria embora, no entanto ele puxou o lençol e nos cobriu fazendo sinal para que eu deitasse ao seu lado. Ele me abraçou.

- Me desculpe por ontem a noite. Me desculpe pelo jantar não ter saído como eu planejei.

- Shuuuu.... - eu me virei para encara-lo e coloquei o meu dedo indicador sobre seus lábios. - Não vamos estragar esse momento falando sobre isso. Talvez eu acorde amanhã e perceba que nada disso aconteceu, então por favor, não me faça lembrar apenas de partes ruins. - ele sorriu.

- Você é realmente linda! - ele mexia em uma mexa do meu cabelo que estava sobre o meu rosto.

- Sabe, eu tenho medo de não conseguir cumprir, a partir de agora, o que me pediu. - ele me olhou interrogativo. - "Não se apaixone por mim" - eu disse tentando imitar a sua voz, tirando uma risada alta dele.

- Eu não sei de onde tirou essa imitação de mim, porém, - ele ficou sério. - talvez eu precise que você se apaixone por mim. Eu quero isso. Se apaixone por mim. - e então me beijou novamente.


Notas Finais


Ai gente, ele não podia ser mais cavalheiro...ele foi um verdadeiro Lord, mas eu ainda não me convenci....
Espero que ainda hoje eu consiga colocar mais um capítulo, então...
Nos vemos em breve. Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...